Víbora-de-wagler

Fotografia por Alex Figueroa, CC BY-NC-SA

Local da foto: Singapura

 NIKON D100 (NIKON CORPORATION)
Distância Focal: 60mm  •  Abertura: f/22.0  •  Tempo de Exposição: 1/125s
Data em que a foto foi tirada: 19/06/2011
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Víbora-de-wagler

Tropidolaemus wagleri
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Reptilia
Ordem Squamata
Família Viperidae
Gênero Tropidolaemus
Nome Científico Tropidolaemus wagleri(Boie, 1827)
Nome Inglês Wagler's Pit Viper, Temple Viper, Temple Pit Viper
Estado de Conservação LC  - Pouco Preocupante (IUCN / 2012)

Descrição

A víbora-de-wagler, conhecida também como víbora-do-templo, por ser abundante nos arredores do Templo da Serpente na Malásia, é uma serpente peçonhenta da família Viperidae.

A víbora-de-wagler tem uma ampla variedade de cores e padrões, muitas vezes referidas como "fases". As fases variam muito: desde uma coloração preta ou marrom como base, com faixas amarelas e laranjas, até uma coloração verde-clara como base, com faixas amarelas ou laranjas, com muitas variações. A espécie apresenta dimorfismo sexual. As fêmeas crescem até aproximadamente 100 cm de comprimento, enquanto os machos geralmente não ultrapassam 75 cm de comprimento. Tem uma cabeça larga e com formato triangular, com um corpo relativamente fino. A cauda da víbora-de-wagler é preênsil e auxilia na escalada de árvores.

Biologia

Noturna e arborícola, a víbora-de-wagler parece ser bastante lenta quando permanece imóvel por longos períodos de tempo esperando uma presa passar por perto. Quando a presa passa ou se perturbada, ela pode atacar muito rapidamente.

A dieta da víbora-de-wagler consiste de roedores, aves e lagartos.

A víbora-de-wagler é uma espécie ovovivípara, ou seja, os filhotes nascem vivos (sem ovos). Os ovos eclodem dentro do corpo da mãe. Uma das vantagens é que os ovos são melhor protegidos do que os ovos que são incubados no chão. O número de filhotes que nascem em uma ninhada varia de 6 a 50. Todos os filhotes são capazes de cuidar de si mesmos logo após o nascimento. As serpentes peçonhentas têm presas carregadas com veneno assim que nascem.

Habitat

A víbora-de-wagler habita florestas úmidas de baixa altitude, pântanos, mangues e pântanos costeiros, em altitudes que variam desde o nível do mar até 400 m. Esta espécie geralmente é encontrada perto da água.

Distribuição

A víbora-de-wagler ocorre no sul do Vietnã, e do sul da Tailândia até Sumatra na Indonésia.

Veneno

O veneno da víbora-de-wagler consiste de uma forte hemotoxina, potencialmente fatal para humanos. A hemotoxina ataca essencialmente as células vermelhas do sangue e pode causar coágulos no sangue e destruição dos órgãos.

Continentes de Ocorrência

Ásia

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Tropidolaemus wagleri." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 10 Jan. 2017. Web. 5 Apr. 2017.
  • Grismer, L. & Chan-Ard, T. 2012. Tropidolaemus wagleri. The IUCN Red List of Threatened Species 2012: e.T192174A2051138.
  • Ecology Asia

Mais Espécies de Répteis

Conheça mais espécies de Répteis selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.