Tartaruga-marinha-cabeçuda

Fotografia por Leos Kral, CC BY-NC-SA

Local da foto: Aquário da Carolina do Sul, Estados Unidos

  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Tartaruga-marinha-cabeçuda

Caretta caretta
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Reptilia
Ordem Testudines
Família Cheloniidae
Gênero Caretta
Nome Científico Caretta caretta(Linnaeus, 1758)
Nome Inglês Loggerhead Sea Turtle
Estado de Conservação VU  - Vulnerável (IUCN / 2015)

Descrição

A tartaruga-marinha-cabeçuda é um réptil marinho da família Cheloniidae. É uma das mais distribuídas de todas as tartarugas marinhas e também uma das mais migratórias, com indivíduos conhecidos que atravessam os oceanos Atlântico e Pacífico.

O nome comum da tartaruga-marinha-cabeçuda vem de sua cabeça relativamente grande que contém poderosas mandíbulas. A carapaça de um indivíduo adulto tem uma cor marrom avermelhada com tons de oliva. A parte inferior (plastrão) tem uma coloração amarelo pálido. A tartaruga-marinha-cabeçuda é a maior tartaruga marinha de carapaça dura do mundo. Ela tem a carapaça em forma de coração, que muitas vezes é coberta com organismos comensais, como cracas e algas. O macho tem a carapaça mais larga e uma garra longa e curvada em cada pata dianteira.

Uma tartaruga-marinha-cabeçuda adulta tem entre 80 e 100 cm de comprimento, e um peso que varia entre 75 e 160 kg.

Biologia

Como uma espécie marinha, a tartaruga-marinha-cabeçuda tem algumas adaptações especiais. Ela tem glândulas de sal perto dos olhos que lhe permite beber água do mar e excretar sal em altas concentrações. Muitas pessoas já viram fêmeas nidificando supostamente "chorando" por seus filhotes, mas na verdade, elas estão simplesmente excretando o excesso de sal.

A tartaruga-marinha-cabeçuda é capaz de prender a respiração por longos períodos de tempo. Apesar de um mergulho típico durar apenas 4 ou 5 minutos, essa espécie é capaz de mergulhos de até 20 minutos e pode descansar por horas sem respirar. Como regra geral, os machos são nadadores mais ativos do que as fêmeas.

A tartaruga-marinha-cabeçuda é uma espécie onívora, alimentando-se principalmente de invertebrados que vivem no fundo, como gastrópodes, bivalves e decápodes. Ela tem uma lista maior de espécies conhecidas de presas do que qualquer outra tartaruga marinha. Outros alimentos que fazem parte de sua dieta incluem esponjas, corais, vermes poliquetas, anêmonas-do-mar, cefalópodes, cracas, isópodes, ouriços-do-mar, pepinos-do-mar, estrelas-do-mar, peixes (ovos, juvenis e adultos), filhotes de tartarugas recém-nascidas (incluindo membros de sua própria espécie), algas e plantas vasculares. Durante a migração pelo mar aberto, a tartaruga-marinha-cabeçuda come água-viva, moluscos flutuantes, aglomerados de ovos flutuantes, lulas e peixes-voadores.

A tartaruga-marinha-cabeçuda é conhecida por seu comportamento migratório. Alguns indivíduos foram registrados em migrações de até 4.828 km. Adultos e jovens em águas temperadas migram em direção ao equador para invernar e evitar o rígido frio em águas abaixo de 10°C. Se a temperatura da água cair abaixo de 5°C, a tartaruga pode morrer.

A tartaruga-marinha-cabeçuda pode atingir a maturidade sexual por volta dos 35 anos de idade, e as fêmeas parecem nidificar, em média, de três a cinco vezes em uma temporada de reprodução, retornando para reproduzir a cada dois anos. A nidificação ocorre à noite durante todo o verão. As fêmeas se arrastam para fora do mar até as praias além da marca da maré alta e cavam ninhos com cerca de 40 cm de profundidade, onde colocam cerca de 100 ovos. Os ovos são incubados por um período de 45 a 80 dias, dependendo da temperatura. Após o nascimento os filhotes caminham em direção ao mar e já são independentes. Os recém-nascidos e jovens pequenos parecem passar algum tempo em ambientes pelágicos, muitas vezes à deriva, antes de migrarem para habitats bentônicos em águas costeiras rasas. Estima-se que tartaruga-marinha-cabeçuda pode viver entre 30 e 62 anos na natureza.

Habitat

A tartaruga-marinha-cabeçuda habita águas costeiras, mas também pode ser encontrada no oceano aberto onde ela tende a flutuar próximo da superfície da água. Essa espécie passa a maior parte de sua vida no oceano aberto e em águas costeiras rasas. Ela raramente vem à terra, com exceção das breves visitas das fêmeas para a construção de ninhos e para colocar ovos.

Distribuição

A tartaruga-marinha-cabeçuda é encontrada em todo o mundo em águas temperadas e subtropicais. Ela é mais comum no Mar Mediterrâneo e no oeste do Atlântico Norte. A nidificação ocorre em regiões mais temperadas do que em outras espécies de tartarugas marinhas, e a maior população reprodutora é encontrada atualmente no sudeste dos Estados Unidos, desde a Carolina do Norte e por toda a Flórida.

Continentes de Ocorrência

África, América do Norte, América do Sul, Ásia, Austrália/Oceania, Europa

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Loggerhead Sea Turtle." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 6 Apr. 2017. Web. 7 Apr. 2017.
  • Loggerhead Sea Turtle fact file on ARKive.
  • Duermit, L. 2007. "Caretta caretta" (On-line), Animal Diversity Web.
  • Casale, P. & Tucker, A.D. 2015. Caretta caretta. The IUCN Red List of Threatened Species 2015: e.T3897A83157651.

Mais Espécies de Répteis

Conheça mais espécies de Répteis selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.