Tartaruga-dorso-de-diamante

Fotografia por Ray Hennessy, CC0

Local da foto: Nova Jersey, Estados Unidos

 NIKON D4S (NIKON CORPORATION)
Distância Focal: 500mm  •  Abertura: f/4.0  •  Tempo de Exposição: 1/3200s  •  ISO: 400
Data em que a foto foi tirada: 11/06/2015
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Tartaruga-dorso-de-diamante

Malaclemys terrapin
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Reptilia
Ordem Testudines
Família Emydidae
Gênero Malaclemys
Nome Científico Malaclemys terrapin(Schoepff, 1793)
Nome Inglês Diamondback Terrapin
Estado de Conservação NT  - Quase Ameaçada (IUCN / 1996)

Descrição

A tartaruga-dorso-de-diamante é uma espécie de réptil da família Emydidae. O nome comum da espécie refere-se ao padrão de diamante na parte superior da sua carapaça.

A cor da carapaça da tartaruga-dorso-de-diamante pode ser cinza, marrom ou preta, padronizada com formas de diamante concêntricas. O plastrão pode variar na cor, do amarelado ao verde ou preto, e pode ser decorado com fortes marcas escuras. A pele cinzenta ou preta dos membros e da cabeça apresentam manchas e pontos escuros. A cabeça é curta e achatada, e os olhos salientes são pretos. As patas grandes e palmadas são adaptadas para a natação, mas também têm garras fortes que permitem que o animal escale fora da água. As fêmeas são maiores do que os machos e têm uma cabeça mais larga e uma cauda mais curta. Os juvenis são decorados como os adultos, mas geralmente são mais brilhantes e têm carapaças mais arredondadas.

Os machos da tartaruga-dorso-de-diamante podem atingir até 15 cm de comprimento e pesar, em média, 300 g. As fêmeas podem atingir até 23 cm de comprimento e pesar cerca de 500 g.

Biologia

A tartaruga-dorso-de-diamante é ativa durante o dia e passa seu tempo se aquecendo ao sol em terra e se alimentando de uma variedade de vermes, caranguejos, caracóis e peixes. A fêmea, com sua cabeça mais larga e mandíbulas esmagadoras, é bem adaptada para comer presas de carapaça dura, incluindo o caracol-do-pântano (Littoraria irrorata), bivalves pequenos, cracas e caranguejos. O macho, menor e de cabeça mais estreita, geralmente se alimenta de presas menores e mais macias, como vermes, peixes e algum material vegetal.

A corte e o acasalamento da tartaruga-dorso-de-diamante ocorrem do final de março a maio. A fêmea coloca seus ovos de abril a julho, geralmente durante o dia. As fêmeas não nidificam durante chuvas pesadas ou prolongadas. O ninho é uma câmara de ovos com formato de frasco com até 20 cm de profundidade e 10 cm de largura, situado acima da marca da maré alta ao longo das bordas arenosas de pântanos salgados e rios, nas dunas de praias marítimas e ilhas costeiras. A fêmea produz pelo menos 2, e às vezes até 5, ninhadas por ano. Cada ninhada contém de 4 a 22 ovos brancos/rosados de formato oval. Os ovos têm 2,5 cm de comprimento e têm casca coriácea.

Como muitos outros répteis, a tartaruga-dorso-de-diamante tem determinação do sexo dependente da temperatura. Ovos incubados em baixas temperaturas produzem machos. Ovos incubados em temperaturas mais elevadas produzem fêmeas.

Após 9 a 15 semanas, os ovos eclodem e os filhotes podem permanecer no ninho durante o primeiro inverno, antes de emergirem em abril e maio para se dirigirem para águas salobras. Se os filhotes conseguirem evitar a predação (por exemplo, de gaivotas, corvos e do socó-dorminhoco (Nycticorax nycticorax)), os machos amadurecem antes do final do seu terceiro ano de idade, enquanto as fêmeas amadurecem após o seu sexto ano de idade.

A tartaruga-dorso-de-diamante pode viver de 25 a 40 anos.

Habitat

A tartaruga-dorso-de-diamante habita águas salobras de pântanos costeiros, planícies de maré, enseadas, estuários e lagoas costeiras. Apesar de viver em habitats de água salgada, ela precisa de água doce para beber.

Distribuição

A tartaruga-dorso-de-diamante é uma espécie nativa dos Estados Unidos, onde ocorre ao longo das costas do Atlântico e do Golfo, desde o Cabo Cod até o Texas.

Continentes de Ocorrência

América do Norte

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Diamondback Terrapin." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 25 Mar. 2017. Web. 26 Mar. 2017.
  • Diamondback Terrapin fact file on ARKive.
  • Park, I. 2000. "Malaclemys terrapin" (On-line), Animal Diversity Web.
  • Tortoise & Freshwater Turtle Specialist Group. 1996. Malaclemys terrapin. (errata version published in 2016) The IUCN Red List of Threatened Species 1996: e.T12695A97296146.

Mais Espécies de Répteis

Conheça mais espécies de Répteis selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.