Mamba-negra

Fotografia por Foto-RaBe, CC0

 Canon EOS 50D (Canon)
Distância Focal: 65mm  •  Abertura: f/2.8  •  Tempo de Exposição: 1/6s  •  ISO: 400
Data em que a foto foi tirada: 23/02/2013
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Mamba-negra

Dendroaspis polylepis
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Reptilia
Ordem Squamata
Família Elapidae
Gênero Dendroaspis
Nome Científico Dendroaspis polylepisGünther, 1864
Nome Inglês Black Mamba, Common Black Mamba, Black-mouthed Mamba
Estado de Conservação LC  - Pouco Preocupante (IUCN / 2010)

Descrição

A mamba-negra é uma serpente altamente peçonhenta da família Elapidae. É a espécie de serpente peçonhenta mais longa da África e a segunda serpente peçonhenta mais longa do mundo, superada apenas pela cobra-real (Ophiophagus hannah). Esta espécie também é uma das serpentes mais rápidas do mundo - ela pode se deslocar a uma velocidade de até aproximadamente 20 km/h.

A mamba-negra tem uma coloração marrom-oliva ao cinza, com uma coloração preta/azul no interior da boca, o que dá a esta espécie o seu nome comum. A parte inferior do corpo geralmente é cinza-clara. Como outros membros da família Elapidae, a mamba-negra tem presas fixas na parte frontal da sua boca.

A mamba-negra tem um corpo longo e delgado com escamas lisas. Ela tem, em média, 2,5 m de comprimento, mas grandes espécimes podem atingir até 4,5 m de comprimento. Seu peso médio é de aproximadamente 1,6 kg.

Biologia

A mamba-negra é um animal tímido e geralmente procura escapar quando confrontada. Se encurralada, a mamba-negra pode adotar uma postura defensiva, levantando sua cabeça, estendendo seu pescoço como as serpentes do gênero Naja, mostrando o interior da sua boca negra e fazendo assobios. Se ainda mais provocada, ela vai atacar repetidamente, injetando em seu inimigo grandes quantidades de veneno altamente potente.

A mamba-negra é uma espécie ativa durante o dia, muitas vezes se aquecendo nos galhos de árvores no início da manhã antes de sair para caçar. Ela geralmente ocupa um abrigo privilegiado, como uma toca, tronco oco, fenda de rocha ou cupinzeiro, para o qual ela retorna à noite. É uma espécie encontrada principalmente no solo, mas ocasionalmente é arborícola.

A mamba-negra é uma caçadora rápida e ágil com excelente visão, buscando ativamente a sua presa. Ela tem um bote muito rápido para injetar seu veneno. Sua dieta é composta de presas de sangue quente, como aves, híraxes, morcegos e outros mamíferos de pequeno porte. Uma mamba-negra adulta tem poucos predadores naturais além de aves, mas os juvenis ocasionalmente são predados por outras serpentes.

A mamba-negra geralmente reproduz entre outubro e novembro, quando os machos competem pelas fêmeas entrelaçando seus corpos e tentando forçar seu oponente para o chão. A fêmea coloca uma ninhada de até 17 ovos brancos e alongados, muitas vezes dentro de um cupinzeiro. Os ovos eclodem depois de 80 a 90 dias. É uma espécie de vida relativamente longa e pode viver até 11 anos ou mais na natureza, ou até 20 anos em cativeiro.

Habitat

A mamba-negra ocorre em uma variedade de habitats, incluindo savanas bem arborizadas e florestas ribeirinhas, particularmente em áreas com abundância de colinas rochosas e árvores de grande porte. Ela também habita arbustos costeiros, savanas úmidas e secas, e bosques.

Distribuição

A mamba-negra é considerada uma espécie comum na África Subsaariana, e é encontrada desde o Senegal (ao norte) até o nordeste da África do Sul (ao sul). Ela ocorre em Angola, Botsuana, Burkina Faso, Camarões, República Centro-Africana, República Democrática do Congo, Eritreia, Etiópia, Quênia, Malawi, Mali, Moçambique, Namíbia, Somália, África do Sul, Suazilândia, Tanzânia, Uganda, Zâmbia e Zimbábue.

Veneno

O veneno da mamba-negra é uma proteína de baixo peso molecular, o que significa que ele é capaz de se espalhar de forma extremamente rápida dentro do tecido picado. O veneno dessa espécie é o veneno que tem a ação mais rápida de todas as espécies de serpentes e consiste principalmente de neurotoxinas altamente potentes. Ele também contém cardiotoxinas, fasciculinas e calciseptina.

Estima-se que apenas 10 a 15 mg do veneno da mamba-negra é suficiente para matar um ser humano adulto. A picada dessa espécie injeta cerca de 120 mg de veneno em média, mas ela pode injetar até 400 mg de veneno em uma única picada. Se uma pessoa é picada, invariavelmente ocorre rapidamente grave neurotoxicidade. Isso ocorre devido a vários fatores que incluem a elevada potência do seu veneno, a composição única de toxinas sinergéticas contidas no veneno que levam a graves sintomas de envenenamento e morte muito mais rápido do que qualquer outra serpente peçonhenta no mundo.

Continentes de Ocorrência

África

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Black Mamba." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 30 Mar. 2017. Web. 1 Apr. 2017.
  • Spawls, S. 2010. Dendroaspis polylepis. The IUCN Red List of Threatened Species 2010: e.T177584A7461853.

Mais Espécies de Répteis

Conheça mais espécies de Répteis selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.