Krait-marinha-de-lábio-amarelo

Fotografia por Daniel Kwok, CC BY-NC-ND

 Canon DIGITAL IXUS 860 IS (Canon)
Distância Focal: 5mm  •  Abertura: f/8.0  •  Tempo de Exposição: 1/60s  •  ISO: 80
Data em que a foto foi tirada: 25/04/2011
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Krait-marinha-de-lábio-amarelo

Laticauda colubrina
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Reptilia
Ordem Squamata
Família Elapidae
Gênero Laticauda
Nome Científico Laticauda colubrina(Schneider, 1799)
Nome Inglês Yellow-lipped Sea Krait, Colubrine Sea Krait, Banded Sea Krait
Estado de Conservação LC  - Pouco Preocupante (IUCN / 2010)

Descrição

A krait-marinha-de-lábio-amarelo, conhecida também como krait-marinha-de-faixas, é uma espécie de serpente anfíbia da família Elapidae.

A krait-marinha-de-lábio-amarelo passa a maior parte de sua vida no mar, mas vem à terra para reproduzir. Na adaptação a esse curioso estilo de vida semiaquático, essa serpente desenvolveu uma morfologia incomum. Ela manteve as escamas ventrais e o formato do corpo cilíndrico que é típico de serpentes terrestres, pois isso ajuda na escalada em terra e em árvores baixas, mas sua cauda tem formato de remo, que permite rápida movimentação na água. Ela também tem grandes pulmões que permitem que ela passe longos períodos sob a água, bem como narinas com válvulas que mantêm fora a água salgada durante o mergulho, e glândulas sob a língua que expelem o excesso de sal.

A krait-marinha-de-lábio-amarelo apresenta dimorfismo sexual marcante, sendo a fêmea mais pesada e cerca de um terço maior do que o macho em comprimento. Os machos têm cerca de 87,5 cm de comprimento total, enquanto as fêmeas têm cerca de 142 cm de comprimento total. A cabeça e a cauda são muito semelhantes, o que talvez sirva para confundir predadores, atraindo o ataque do predador para a cauda, que é menos provável que resulte em ferimentos fatais.

A cabeça pequena é ligeiramente distinta do corpo, que é cinza azulado com escamas lisas e regularmente espaçadas. Faixas pretas de tamanhos iguais circulam todo o comprimento do corpo e contrastam fortemente com as partes inferiores amarelas ou creme. O focinho, lábio superior e uma faixa acima dos olhos são amarelos, e o restante da cabeça é preto.

Biologia

Devido ao acentuado dimorfismo sexual dessa espécie, machos e fêmeas apresentam diferentes estratégias de forrageamento. Ambos preferem se alimentar de enguias, mas os machos tendem a se alimentar de enguias pequenas próximas do fundo do mar, enquanto as fêmeas se alimentam de enguias maiores que capturam em fendas nos recifes de coral. Essa espécie já foi vista caçando ativamente na praia, mesmo na maré baixa. Ela também vem à terra para descansar, digerir a comida e para a muda de pele.

A maioria das atividades da krait-marinha-de-lábio-amarelo ocorre durante à noite ou ao entardecer, mas geralmente ela não é classificada como uma espécie noturna. Durante o dia, muitas vezes ela se reúne em pequenos grupos que procuram abrigo em fendas de rochas, raízes de árvores, buracos de árvores, e em detritos nas praias. Geralmente ela alterna periodicamente da sombra para o sol, para se termorregular.

Como uma serpente ovípara, a krait-marinha-de-lábio-amarelo vem à terra, em pequenas ilhas remotas para colocar seus ovos. As fêmeas colocam entre 4 e 20 ovos em qualquer época do ano. Apenas dois ninhos foram relatados, o que significa que sua biologia reprodutiva é pouco compreendida. No entanto, acredita-se que apenas algumas serpentes juvenis conseguem atingir a maturidade devido aos altos níveis de predação. Os machos atingem a maturidade por volta dos 18 meses, mas as fêmeas podem levar 24 meses antes de estarem prontas para a reprodução.

Habitat

A krait-marinha-de-lábio-amarelo geralmente é encontrada em águas tropicais rasas ao redor de ilhas de coral, recifes de coral e manguezais, a profundidades de cerca de 10 m. Em terra, ela se abriga na vegetação, sob rochas da praia, em fendas e grutas.

Distribuição

A krait-marinha-de-lábio-amarelo é uma das espécies de maior distribuição geográfica no gênero Laticauda. Ela ocorre ao longo das costas do Oceano Índico oriental, a leste pela Malásia, Indonésia e Papua Nova Guiné, até as ilhas do sudoeste do Pacífico, e ao norte até o Vietnã, sul da China, Taiwan e as Ilhas Ryuku no Japão. Ela pode ser encontrada ocasionalmente em águas da costa da Austrália e Nova Zelândia, bem como em águas próximas da costa oeste da América Central.

Veneno

A krait-marinha-de-lábio-amarelo é uma serpente peçonhenta. Embora o veneno dessa serpente esteja entre os mais tóxicos do mundo, ela é uma espécie dócil e não agressiva, e raramente pica seres humanos, mesmo em situações onde o animal se sente ameaçado.

O veneno da krait-marinha-de-lábio-amarelo é composto por neurotoxinas e miotoxinas que afetam os nervos e os músculos. Seu veneno é 10 vezes mais tóxico do que o veneno de uma cascavel. Cada serpente pode produzir até 10 ou 15 mg de veneno. Apenas uma fração dessa quantidade produzida já é uma dose letal.

Continentes de Ocorrência

Ásia, Austrália/Oceania

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Laticauda colubrina." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 20 Mar. 2017. Web. 31 Mar. 2017.
  • Banded Sea Krait file on ARKive.
  • Aquarium of the Pacific
  • Lane, A., Guinea, M., Gatus, J. & Lobo, A. 2010. Laticauda colubrina. The IUCN Red List of Threatened Species 2010: e.T176750A7296975.

Mais Espécies de Répteis

Conheça mais espécies de Répteis selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.