Jararaca-verde

Fotografia por Renato Augusto Martins, CC BY-SA

Local da foto: Ilhéus, Bahia, Brasil

 NIKON D300S (NIKON CORPORATION)
Distância Focal: 105mm  •  Abertura: f/13.0  •  Tempo de Exposição: 1/160s  •  ISO: 400
Data em que a foto foi tirada: 06/04/2016
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Jararaca-verde

Bothrops bilineatus
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Reptilia
Ordem Squamata
Família Viperidae
Gênero Bothrops
Nome Científico Bothrops bilineatus(Wied-Neuwied, 1821)
Nome Inglês Green Jararaca, Two-striped Forest-Pitviper, Amazonian Palm Viper
Estado de Conservação NE  - Não Avaliada pela IUCN

Descrição

A jararaca-verde é uma serpente peçonhenta da família Viperidae.

A coloração do corpo da jararaca-verde é verde pálida com pontos vermelhos, pretos ou castanhos no dorso. As escamas alargadas no ventre, geralmente referidas como ventrais, são amarelas com um verde tingido nas bordas. Uma linha amarela cremosa limita as margens laterais das ventrais e se estende por todo o comprimento da serpente. A parte final da cauda é rosa delineada com amarelo. Em ambos os sexos, a cabeça é verde com pontos pretos, mas às vezes pode ser verde com pontos vermelhos ou castanhos com bordas pretas. A íris varia na cor, da verde-clara a amarela, e a pupila é verticalmente elíptica. A língua é cinza rosada com pontas cinza-escuras. A cauda é preênsil.

A jararaca-verde geralmente tem cerca de 70 cm de comprimento, embora espécimes com até 123 cm já foram relatados. As fêmeas geralmente são de 10 a 20 cm maiores do que os machos.

Biologia

A jararaca-verde é uma espécie noturna e passa a maior parte do dia na folhagem densa ou na base de palmeiras, geralmente a 1 m ou mais acima do solo. Ela usa a sua cauda preênsil para se fixar nas árvores e arbustos. Para conservar energia a jararaca-verde tende a se esconder em áreas sombreadas e se move muito pouco ao longo do dia.

A jararaca-verde é um predador de emboscada, e como outras víboras, ela tem fossetas loreais - orifícios situados entre as narinas e os olhos que têm a capacidade de detectar radiação térmica infravermelha. Como as temperaturas durante a noite são mais frias, um sinal maior de calor é gerado por uma presa em potencial. Os orifícios (fossetas) estão situados em ambos os lados da cabeça, criando um efeito estéreo que permite a serpente determinar a direção e distância da presa. Experiências realizadas em víboras mostraram que quando privadas de visão e olfato, elas podem atacar com precisão alvos 0,2°C maior do que a temperatura ambiente.

A dieta da jararaca-verde é composta de pequenos mamíferos, ratos, pássaros, lagartos e rãs. Juvenis tendem a permanecer mais perto do solo para se alimentarem de pequenas rãs e lagartos.

A jararaca-verde é uma espécie ovovivípara, o que significa que os ovos se desenvolvem internamente e a mãe dá à luz filhotes vivos. O tamanho da ninhada varia de 6 a 16 filhotes. Os recém-nascidos têm entre 20 e 26 cm de comprimento e peso entre 7 e 11 g. Os filhotes já são peçonhentos desde o nascimento e são conhecidos por serem mais agressivos do que os adultos. Não há informação sobre o tempo médio de vida da jararaca-verde, mas estima-se que essa espécie pode viver entre 10 e 25 anos.

Habitat

A jararaca-verde tem como habitat as florestas tropicais de planície, onde é encontrada em arbustos, palmeiras e árvores, especialmente nas proximidades da água. É encontrada também ao longo das bordas de clareiras da floresta, geralmente associada à floresta primária.

Distribuição

A jararaca-verde ocorre na região Amazônica da América do Sul: Colômbia, Venezuela, Guiana, Suriname, Guiana Francesa, Brasil, Equador, Peru e Bolívia. Uma população isolada é conhecida na vertente Atlântica do sudeste do Brasil.

A distribuição da jararaca-verde varia desde o nível do mar até cerca de 1.000 m de altitude. Raramente ela é encontrada em altitudes superiores a 1.000 m.

Continentes de Ocorrência

América do Sul

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Bothriopsis bilineata." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 21 Mar 2017. Web. 7 Abr 2017.
  • Guilliams, E. and B. Ingram 2011. "Bothriopsis bilineata" (On-line), Animal Diversity Web.

Mais Espécies de Répteis

Conheça mais espécies de Répteis selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.