Jacaré-tinga

Fotografia por Julian Tysoe, CC BY

Local da foto: Costa Rica

  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Jacaré-tinga

Caiman crocodilus
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Reptilia
Ordem Crocodylia
Família Alligatoridae
Gênero Caiman
Nome Científico Caiman crocodilus(Linnaeus, 1758)
Nome Inglês Spectacled Caiman, Common Caiman
Estado de Conservação LC  - Pouco Preocupante (IUCN / 1996)

Descrição

O jacaré-tinga, conhecido também como jacaré-de-óculos e jacaré-comum, é um réptil crocodiliano da família Alligatoridae.

Quando juvenil, o jacaré-tinga tem uma cor amarelada, com manchas e faixas pretas no corpo e na cauda. À medida que o animal amadurece, ele se torna mais verde-oliva e as marcas se tornam menos distintas. Curiosamente, essa espécie pode ter alguma capacidade de mudar de cor. Durante o tempo mais frio, o pigmento preto encontrado dentro de suas células se expande, dando ao animal uma aparência mais escura.

Um dos seus nomes comuns, jacaré-de-óculos, é uma referência à crista óssea entre a frente dos olhos, que parece se juntar aos olhos como um par de óculos. Além da crista óssea entre os olhos, o jacaré-tinga também tem uma crista triangular em cima dos olhos e, como outros membros da sua família, tem um focinho relativamente largo.

O jacaré-tinga é um crocodiliano de pequeno a médio porte. Os machos geralmente têm entre 1,8 e 2,0 m de comprimento, mas podem atingir até 3 m. As fêmeas, menores, geralmente têm entre 1,2 e 1,4 m de comprimento. O peso da espécie varia entre 7 e 40 kg.

Biologia

Como todos os crocodilianos, o jacaré-tinga é um predador aquático adaptado. A maior parte das atividades de alimentação ocorre durante a estação chuvosa, com os juvenis se alimentando principalmente de insetos, crustáceos e caracóis, enquanto os adultos se alimentam de peixes, anfíbios, répteis e aves aquáticas. Os maiores indivíduos também são capazes de abater mamíferos como veados e porcos selvagens e, em condições secas, quando o alimento é escasso, ele também pode canibalizar jacarés menores.

O jacaré-tinga geralmente acasala durante a estação seca e nidifica durante a estação chuvosa, garantindo que o alimento abundante e o habitat adequado estarão disponíveis quando os filhotes nascerem. A fêmea coloca cerca de 20 a 40 ovos em um ninho composto por um monte de vegetação e terra. Ela permanece perto do ninho durante todo o período de incubação, mas frequentemente os ovos são tomados por predadores ou perdidos pelas inundações.

Os filhotes nascem após cerca de 90 dias. Como todos os crocodilianos, o sexo dos filhotes é determinado pela temperatura de incubação, com temperaturas mais baixas produzindo principalmente fêmeas, e temperaturas mais altas principalmente machos. Quando os filhotes começam a nascer, a fêmea do jacaré-tinga escava o ninho, às vezes até mesmo ajudando os filhotes a nascer, rolando-os suavemente na boca. Em seguida, ela leva os filhotes para a água e permanece com eles por algum tempo. Muitas vezes os jacarés formam grupos de berçários, consistindo de ninhadas de vários pais diferentes.

A fêmea do jacaré-tinga apresenta um nível excepcionalmente elevado de cuidado maternal. Uma fêmea geralmente assumirá a responsabilidade do grupo de jovens, mesmo aqueles que não estão relacionados, e até mesmo levará todo o grupo por terra para uma lagoa se a atual secar, chamando todos os filhotes e aparentemente garantindo que nenhum fique para trás. Os filhotes podem ficar juntos em um grupo, perto do local de nidificação, por até 18 meses. Após esse período eles se dispersam e começam a competir por territórios. A maturidade sexual é atingida entre 4 e 7 anos de idade, correspondendo a um comprimento de aproximadamente 1,2 m na fêmea e 1,4 m no macho.

Habitat

O jacaré-tinga é uma espécie altamente adaptável, encontrado em praticamente todas as planícies inundadas (pantanal) e habitats ribeirinhos em toda a sua área de ocorrência, apesar de geralmente ter preferência por áreas de água tranquila, como lagos, lagoas e pântanos, bem como rios de fluxo mais lento. Ele também pode tolerar um grau razoável de salinidade.

Distribuição

O jacaré-tinga é o crocodiliano mais distribuído do Novo Mundo, ocorrendo do México no norte, até o Peru e Brasil no sul. A subespécie Caiman crocodilus crocodilus é encontrada na Venezuela, Colômbia, Peru, Brasil e norte e leste da Bolívia; a subespécie Caiman crocodilus fuscus é encontrada em toda a América Central, e na Colômbia, Venezuela e Equador, e também foi introduzido em Cuba, Porto Rico e Flórida nos Estados Unidos; e a subespécie Caiman crocodilus apaporiensis é conhecida apenas do rio Apaporis na Colômbia.

Continentes de Ocorrência

América do Norte, América do Sul

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Spectacled Caiman." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 5 Apr. 2017. Web. 8 Apr. 2017.
  • Spectacled Caiman fact file on ARKive.
  • Crocodile Specialist Group. 1996. Caiman crocodilus. The IUCN Red List of Threatened Species 1996: e.T46584A11062106.

Mais Espécies de Répteis

Conheça mais espécies de Répteis selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.