Jacaré-americano

Fotografia por Gimli62, CC BY-NC

Local da foto: Parque Estadual Brazos, Texas, Estados Unidos

 Canon EOS 40D (Canon)
Distância Focal: 375mm  •  Abertura: f/5.6  •  Tempo de Exposição: 1/80s  •  ISO: 125
Data em que a foto foi tirada: 03/08/2013
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Jacaré-americano

Alligator mississippiensis
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Reptilia
Ordem Crocodylia
Família Alligatoridae
Gênero Alligator
Nome Científico Alligator mississippiensis(Daudin, 1802)
Nome Inglês American Alligator
Estado de Conservação LC  - Pouco Preocupante (IUCN / 1996)

Descrição

O jacaré-americano é um grande crocodiliano da família Alligatoridae, o maior réptil da América do Norte e uma das duas espécies existentes do gênero Alligator - a outra espécie é o jacaré-chinês (Alligator sinensis).

Embora muitas vezes confundido com outras espécies de crocodilos, o jacaré-americano pode ser distinguido pelo seu focinho arredondado e pelo fato de que quando as mandíbulas estão fechadas, nenhum dos dentes inferiores são visíveis. O corpo é blindado com escamas espessas e ele tem uma cauda longa e poderosa, bem como membros robustos e dedos com membranas, que ajudam a impulsionar o animal na água. Os olhos e o focinho estão posicionados no topo da cabeça, permitindo que o animal respire e observe a presa, enquanto o resto do corpo está submerso. Essa forma de se ocultar é reforçada pela coloração do corpo, que é de uma cor preta uniforme ou marrom-oliva em adultos. Os jovens têm faixas amarelas em todo o corpo e cauda. As mandíbulas do jacaré-americano contêm entre 74 e 80 dentes cônicos e afiados, e são capazes de mordidas extremamente fortes.

O jacaré-americano tem, em média, 3,4 m de comprimento e pesa pouco mais de 227 kg. A fêmea tem, em média, 2,6 m de comprimento e pesa pouco mais de 91 kg.

Biologia

Um predador oportunista, um jacaré-americano totalmente crescido é capaz de abater quase todas presas aquáticas e terrestres que encontrar. Os recém-nascidos começam a vida se alimentando de insetos e camarões de água doce, mas à medida que crescem, eles se alimentam de peixes, rãs e serpentes e, eventualmente, pequenos e grandes mamíferos. Apesar do jacaré-americano ser conhecido pelo seu potencial perigo para os seres humanos, os ataques são muito raros, e geralmente ocorrem quando o animal é provocado ou quando o animal identifica equivocadamente um ser humano como presa.

O jacaré-americano geralmente reproduz na primavera, entre o final de abril e início de junho. O macho usa vários comportamentos para atrair e cortejar a fêmea, incluindo rugidos profundos e poderosos, bater a cabeça contra a água e posturas corporais complexas. Após o acasalamento, a fêmea coloca entre 25 e 60 ovos em um ninho feito com vegetação e lama situado em um banco ou tapete de vegetação. Os ovos são colocados dentro de uma depressão no topo do ninho, que então é coberto com mais vegetação. Esse ninho não só protege os ovos de inundações, mas ajuda a incubação devido ao calor produzido pelo material vegetal em decomposição.

A temperatura à qual os ovos são expostos dentro do ninho determina o sexo dos filhotes. Devido às variações de temperatura em diferentes partes do ninho, uma ninhada mista geralmente é produzida. A incubação geralmente dura aproximadamente 65 dias, dependendo da temperatura. Após esse período, a fêmea, que se mantém próxima do ninho, responde os chamados dos filhotes recém-nascidos e então começa a cavar o ninho para retirá-los. Cerca de 8 a 10 filhotes são carregados ao mesmo tempo para a água nas mandíbulas da mãe. Os jovens permanecem perto da mãe por aproximadamente um ano, mas ocasionalmente, até três anos. Apesar da proteção materna, os jovens são predados regularmente por guaxinins, grandes peixes, aves e por jacarés machos dominantes.

O jacaré-americano é considerado uma espécie chave, o que significa que pelas suas atividades ele desempenha um papel fundamental para garantir um ecossistema saudável. Uma importante contribuição do jacaré-americano é a construção dos "buracos de jacaré", que são depressões cavadas por ele usando o seu focinho e cauda, que armazenam água e proporcionam um refúgio durante os períodos de seca. Os buracos proporcionam uma fonte vital de água para peixes, insetos, crustáceos, serpentes, tartarugas, aves e outros animais que beneficiam ainda mais o jacaré, fornecendo uma fonte conveniente de alimento.

Habitat

O jacaré-americano geralmente é encontrado em pântanos e brejos de água doce, bem como em rios, lagos e corpos de água menores. Apesar da água salgada ser evitada, um grau de salinidade pode ser tolerado por curtos períodos e, algumas vezes, indivíduos são encontrados em água salobra ao redor de mangues.

Distribuição

O jacaré-americano é encontrado no sudeste dos Estados Unidos. Ele ocorre nos estados do Alabama, Arkansas, Carolina do Norte, Carolina do Sul, Flórida, Geórgia, Louisiana, Mississippi, Oklahoma e Texas, e a oeste até a fronteira com o México.

Continentes de Ocorrência

América do Norte

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "American Alligator." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 6 Apr. 2017. Web. 7 Apr. 2017.
  • American Alligator fact file on ARKive.
  • Crocodile Specialist Group. 1996. Alligator mississippiensis. The IUCN Red List of Threatened Species 1996: e.T46583A11061981.

Mais Espécies de Répteis

Conheça mais espécies de Répteis selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.