Jabuti-gigante-asiático

Fotografia por Thai National Parks, CC BY-SA

Local da foto: Parque Nacional de Kaeng Krachan, Tailândia

 NIKON D800 (NIKON CORPORATION)
Distância Focal: 24mm  •  Abertura: f/2.8  •  Tempo de Exposição: 1/800s  •  ISO: 1600
Data em que a foto foi tirada: 18/04/2016
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Jabuti-gigante-asiático

Manouria emys
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Reptilia
Ordem Testudines
Família Testudinidae
Gênero Manouria
Nome Científico Manouria emys(Schlegel & Müller, 1840)
Nome Inglês Asian Giant Tortoise, Asian Forest Tortoise, Asian Brown Tortoise, Black Giant Tortoise, Burmese Brown Tortoise, Burmese Mountain Tortoise, Six-legged Tortoise
Estado de Conservação EN  - Em Perigo (IUCN / 2000)

Descrição

O jabuti-gigante-asiático é um réptil da família Testudinidae, a maior espécie de jabuti da Ásia continental e a quarta maior espécie de jabuti do mundo.

Os membros anteriores do jabuti-gigante-asiático têm cinco grandes garras e são cobertos na frente com escamas sobrepostas grandes e fortes. Em contrapartida, os membros posteriores terminam em quatro garras pontiagudas e apresentam um aglomerado de escamas tuberculosas muito grandes na coxa de cada lado da cauda. Estas são tão grandes que a espécie algumas vezes é chamada de jabuti-de-seis-pernas.

Existem duas subespécies de jabuti-gigante-asiático:

  • Manouria emys emys - caracterizada por uma carapaça que varia na cor, da marrom-clara a marrom-escura. Essa subespécie pode crescer até 50 cm de comprimento e pesar até 20 kg.
  • Manouria emys phayrei - é maior e de cor mais escura, com uma carapaça que varia do preto ao carvão. Essa subespécie pode crescer até 60 cm de comprimento e pesar até 37 kg.

Biologia

O jabuti-gigante-asiático é principalmente herbívoro, geralmente se alimentando de gramíneas, vegetais, folhas, mudas, ervas, frutas e fungos. Invertebrados e anfíbios ocasionalmente fazem parte da sua dieta.

Apesar de não ser um animal particularmente social, o jabuti-gigante-asiático parece ter vocalizações mais complexas e outros métodos de comunicação do que outras espécies de jabutis. Os machos se envolvem em disputas vocais e comportamento agressivo para desencorajar rivais de cortejar fêmeas próximas. O cortejo, bastante elaborado, envolve balançar a cabeça e "fixação" pelo macho, na qual o macho estende completamente sua cabeça e pescoço e o mantém apontado na direção da fêmea à medida que se move ao redor dela. Outro comportamento adotado pelo macho antes da cópula é seguir de muito perto atrás da fêmea, e macho e fêmea vocalizam durante o cortejo.

O jabuti-gigante-asiático é único entre os jabutis e tartarugas na construção de um ninho na superfície do solo, e na proteção maternal dos ovos. Alguns dias antes da postura, a fêmea ajunta folhas e detritos em um monte, para mais tarde, colocar sua ninhada. Ao contrário da maioria dos jabutis, que usam suas pernas traseiras para escavar ninhos, o jabuti-gigante-asiático usa seus membros dianteiros para "varrer" a serrapilheira na superfície. O tamanho da ninhada relatado em cativeiro varia de 21 a 53 ovos, os quais a fêmea então os cobre com vegetação e os protege, frequentemente acumulando mais vegetação em cima. Se os ovos são ameaçados por um potencial predador, a fêmea primeiro tenta afastá-lo, empurrando e mordendo, mas se isso falhar, ela então defende os ovos estendendo o seu corpo sobre eles. Esse comportamento geralmente dura apenas alguns dias após a postura dos ovos, mas já foi relatado até seis semanas de proteção ao ninho. Nenhum outro jabuti ou tartaruga apresenta esse alto nível de cuidado parental e proteção. Acredita-se que esse comportamento ajuda a proteger os ovos, distraindo e confundindo os predadores, e que o material frequentemente adicionado ao ninho também pode ajudar a ocultar o cheiro dos ovos.

Habitat

O jabuti-gigante-asiático habita florestas de folhas largas, úmidas temperadas e florestas tropicais sempre-verdes que enfrentam chuvas de monção, geralmente em áreas de planalto. Além disso, essa espécie não vive longe da água, e passa a maior parte das horas mais quentes do dia imersa na água ou na sombra, fora dos raios do sol.

Distribuição

O jabuti-gigante-asiático é nativo do sul e sudeste da Ásia, ocorrendo desde o extremo leste da Índia (Assam), Bangladesh, e ao sul e leste em Mianmar, Tailândia, Malásia, e nas ilhas de Bornéu e Sumatra.

A subespécie Manouria emys phayrei ocorre desde Assam na Índia, em Mianmar e Bangladesh, até o norte e centro-oeste da Tailândia, enquanto a subespécie Manouria emys emys ocorre no sul da Tailândia, Península da Malásia, Bornéu e Sumatra.

Continentes de Ocorrência

Ásia

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Asian Forest Tortoise." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 17 Mar. 2017. Web. 8 Apr. 2017.
  • Asian Giant Tortoise fact file on ARKive.
  • Virupannavar, V. 2004. "Manouria emys" (On-line), Animal Diversity Web.
  • Asian Turtle Trade Working Group. 2000. Manouria emys. The IUCN Red List of Threatened Species 2000: e.T12774A3380771.

Mais Espécies de Répteis

Conheça mais espécies de Répteis selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.