Iguana-marinha-de-galápagos

Fotografia por Gregory Smith, CC BY-SA

Local da foto: Ilha de Baltra, Galápagos, Equador

 Canon EOS DIGITAL REBEL XTi (Canon)
Distância Focal: 400mm  •  Abertura: f/7.1  •  Tempo de Exposição: 1/400s  •  ISO: 200
Data em que a foto foi tirada: 02/01/2008
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Iguana-marinha-de-galápagos

Amblyrhynchus cristatus
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Reptilia
Ordem Squamata
Família Iguanidae
Gênero Amblyrhynchus
Nome Científico Amblyrhynchus cristatusBell, 1825
Nome Inglês Galapagos Marine Iguana, Marine Iguana, Sea Iguana, Fernandina Marine Iguana
Estado de Conservação VU  - Vulnerável (IUCN / 2004)

Descrição

A iguana-marinha-de-galápagos, conhecida também como iguana-marinha, é um lagarto da família Iguanidae e a única espécie de lagarto marinho do mundo.

Superficialmente, a iguana-marinha-de-galápagos se assemelha a um grande lagarto, embora tenha evoluído um nariz contundente para a pastagem em algas, uma cauda achatada lateralmente para auxiliar a natação, e membros poderosos com fortes garras para ajudar a se agarrar nas rochas. A cor do corpo varia do cinza ao preto, embora durante a época de acasalamento ela pode apresentar manchas de cor verde cobre e vermelho sobre o seu corpo escamado, que pode ser resultado do consumo de uma alga especial que floresce nos meses de verão.

A iguana-marinha-de-galápagos tem escamas dorsais com formato de obelisco que vão da cabeça até a cauda. Os machos são consideravelmente maiores do que as fêmeas, embora os sexos sejam semelhantes na aparência. Os juvenis também têm a mesma aparência, mas geralmente são mais escuros na cor. Os machos têm, em média, 75 cm de comprimento e um peso médio de 1,5 kg. As fêmeas têm, em média, 60 cm de comprimento e peso médio de 0,5 kg.

Biologia

A iguana-marinha-de-galápagos é uma espécie ativa durante o dia e passa as primeiras horas depois do nascer do sol se aquecendo sob o sol. A grande maioria dos indivíduos em cada colônia se alimenta quase exclusivamente de algas marinhas nas zonas interditais durante a maré baixa. Apenas 5% dos maiores indivíduos mergulham na água para se alimentar, principalmente durante as horas quentes do meio-dia. As águas são extremamente frias e fazem com que a iguana perca calor rapidamente quando está se alimentando. Isso obriga a iguana voltar para as rochas para se aquecer ao sol novamente. Na verdade, o tamanho da iguana e a forma que ela conserva ou perde calor determina o seu método de alimentação. Indivíduos pequenos, que perdem calor rapidamente, forrageiam nas rochas na maré baixa raspando algas na superfície e, raramente mergulham no mar. Indivíduos maiores, no entanto, não perdem tanto calor e assim podem estar ativos por mais tempo.

A iguana-marinha-de-galápagos "pasta" algas marinhas na água rasa em torno de 2 a 5 m de profundidade, mas pode mergulhar a um profundidade de até 25 m, até as rochas onde há abundância de algas, e sem a concorrência de outras iguanas. Ao se alimentar, a iguana-marinha-de-galápagos também consome uma grande quantidade de solução salina que, em excesso, pode ser tóxica. No entanto, ela excreta os cristais de sal concentrados a partir de uma glândula nasal por espirros. A atividade diminui entre o meio-dia e à noite, e antes do pôr do sol a iguana se abriga em fendas ou debaixo de rochas para passar a noite.

A iguana-marinha-de-galápagos reproduz anualmente ao longo de um período de três meses, durante os quais os machos defendem territórios de acasalamento. Geralmente os indivíduos reproduzem uma vez a cada dois anos. Com cuidado para não desperdiçar energia, a iguana-marinha-de-galápagos conta com blefes energeticamente menos dispendiosos ou mordidas para proteger seu território. O período de nidificação vai de janeiro até abril dependendo da ilha. As fêmeas colocam entre 1 e 6 ovos até 300 m em direção ao interior da ilha, na areia ou em tocas com 30 a 80 cm de profundidade. As fêmeas geralmente vigiam as tocas por vários dias, em seguida, deixam os ovos para terminar a incubação, que leva cerca de 95 dias. Quando os filhotes eclodem eles se parecem e agem como adultos em miniatura e não têm cuidado parental.

Habitat

A iguana-marinha-de-galápagos geralmente vive em colônias onde ocorrem recifes rasos com uma zona interdital extensa e uma costa rochosa. Ela é encontrada em trechos de penhascos baixos, cerca de 2 a 2,5 m acima do nível do mar, mas também pode subir a uma altura de 80 m. Ela também precisa de acesso a áreas arenosas para enterrar seus ovos. Apesar das Ilhas Galápagos estarem situadas em cima da linha do equador, a água é extremamente fria de correntes oceânicas vizinhas.

Distribuição

A iguana-marinha-de-galápagos é endêmica das Ilhas Galápagos, que formam um arquipélago ao longo da costa da América do Sul. Essas ilhas são vulcânicas e nunca foram ligadas a uma massa de terra.

Continentes de Ocorrência

América do Sul

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Marine Iguana." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 5 Apr. 2017. Web. 6 Apr. 2017.
  • Galapagos Marine Iguana fact file on ARKive.
  • Nelson, K., Snell, H. & Wikelski, M. 2004. Amblyrhynchus cristatus. The IUCN Red List of Threatened Species 2004: e.T1086A3222951.

Mais Espécies de Répteis

Conheça mais espécies de Répteis selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.