Tubarão-martelo-recortado

Fotografia por Kris-Mikael Krister, CC BY

Local da foto: Ilha do Coco, Costa Rica

 DSC-RX100 (SONY)
Distância Focal: 10mm  •  Abertura: f/5.0  •  Tempo de Exposição: 1/250s  •  ISO: 400
Data em que a foto foi tirada: 09/01/2017
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Tubarão-martelo-recortado

Sphyrna lewini
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Chondrichthyes
Ordem Carcharhiniformes
Família Sphyrnidae
Gênero Sphyrna
Nome Científico Sphyrna lewini(Griffith & Smith, 1834)
Nome Inglês Scalloped Hammerhead Shark
Estado de Conservação EN  - Em Perigo (IUCN / 2007)

Descrição

O tubarão-martelo-recortado é uma grande espécie de tubarão da família Sphyrnidae.

O corpo do tubarão-martelo-recortado é relativamente fino e tem uma coloração marrom acinzentada na parte superior e branca na parte inferior. A primeira nadadeira dorsal é maior, mas a segunda é muito menor. Os jovens têm nadadeiras mais escuras do que os adultos.

Um tubarão-martelo-recortado macho tem, em média, entre 1,5 e 1,8 m de comprimento e pesa aproximadamente 29 kg quando atinge a maturidade sexual. A fêmea é maior, com 2,5 m de comprimento e peso de 80 kg em média, na maturidade sexual. Grandes espécimes podem atingir até 4,3 m de comprimento e pesar até 152 kg.

O tubarão-martelo-recortado pode ser distinguido do tubarão-martelo-grande (Sphyrna mokarran) pelos três entalhes na frente de sua cabeça, uniformemente espaçados entre o amplo conjunto de olhos e que produzem um formato recortado, dando origem ao seu nome comum. As "asas" da cabeça são relativamente estreitas e voltadas para trás.

Biologia

O tubarão-martelo-recortado pode ser encontrado sozinho, em pares ou em grupos. No entanto, a maioria das fêmeas são encontradas em grupos sexualmente segregados, com as fêmeas maiores e mais maduras no centro. Jovens tubarões-martelo vivem em grandes grupos até atingirem a maturidade sexual. Machos adultos entram em grupos quase exclusivamente em busca de uma parceira.

O tubarão-martelo-recortado se alimenta de peixes, cefalópodes, lagostas, camarões, caranguejos, arraias e outros tubarões. Acredita-se que esta espécie é perigosa para os seres humanos, apesar de poucos ataques registrados. Os dentes do tubarão-martelo-recortado são mais adequados para captura de presas que podem ser engolidas inteiras, ao invés de rasgar presas maiores. Espécies de tubarões maiores podem atacar jovens tubarões-martelo, mas os adultos não têm inimigos naturais. Os adultos visitam estações de limpeza onde o peixe conhecido como bodião-limpador remove parasitas da sua pele e boca.

O comportamento de acasalamento do tubarão-martelo-recortado não é totalmente conhecido, mas já foi observado que, durante a época de acasalamento, os machos sexualmente maduros migram para águas mais profundas em busca de fêmeas.

Durante o período de gestação, que é de 9 a 10 meses, os ovos do tubarão-martelo-recortado eclodem dentro do corpo da fêmea. Após a eclosão, mas antes do nascimento, os filhotes são nutridos por um saco vitelino. A fêmea se desloca para águas rasas durante o verão, onde ela dá à luz entre 15 e 31 filhotes vivos.

Habitat

O tubarão-martelo-recortado ocorre principalmente ao longo de plataformas continentais e insulares, e águas mais profundas ao redor delas. Ele também entra regularmente em baías e estuários fechados.

Distribuição

O tubarão-martelo-recortado é encontrado nas águas temperadas quentes e tropicais dos oceanos Atlântico, Pacífico e Índico.

Continentes de Ocorrência

África, América do Norte, América do Sul, Ásia, Austrália/Oceania

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Scalloped Hammerhead." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 22 Mar. 2017. Web. 6 Apr. 2017.
  • Scalloped Hammerhead fact file on ARKive.
  • Ruiz, E. and S. Trujillo 2012. "Sphyrna lewini" (On-line), Animal Diversity Web.
  • Baum, J., Clarke, S., Domingo, A., Ducrocq, M., Lamónaca, A.F., Gaibor, N., Graham, R., Jorgensen, S., Kotas, J.E., Medina, E., Martinez-Ortiz, J., Monzini Taccone di Sitizano, J., Morales, M.R., Navarro, S.S., Pérez-Jiménez, J.C., Ruiz, C., Smith, W., Valenti, S.V. & Vooren, C.M. 2007. Sphyrna lewini. The IUCN Red List of Threatened Species 2007: e.T39385A10190088.

Mais Espécies de Peixes

Conheça mais espécies de Peixes selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.