Peixe-palhaço-de-clark

Fotografia por Nick Hobgood, CC BY-NC

Local da foto: Fiji

 Canon EOS REBEL T3i (Canon)
Distância Focal: 50mm  •  Abertura: f/10.0  •  Tempo de Exposição: 1/200s  •  ISO: 100
Data em que a foto foi tirada: 21/12/2013
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Peixe-palhaço-de-clark

Amphiprion clarkii
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Actinopterygii
Ordem Perciformes
Família Pomacentridae
Gênero Amphiprion
Nome Científico Amphiprion clarkii(Bennett, 1830)
Nome Inglês Clark's Clownfish, Yellowtail Clownfish, Clark's Anemonefish, Yellowtail Anemonefish
Estado de Conservação NE  - Não Avaliada pela IUCN

Descrição

O peixe-palhaço-de-clark, conhecido também como peixe-palhaço-de-cauda-amarela, é uma espécie de peixe marinho da família Pomacentridae. Os peixes-palhaços são conhecidos também como peixes-das-anêmonas.

O peixe-palhaço-de-clark é um peixe colorido, embora o padrão exato mostre considerável variação geográfica. A cor base do corpo geralmente é preta, mas pode variar do amarelo ao marrom, com quantidades variáveis de laranja na cabeça, ventre e nadadeiras. A cabeça tem uma faixa vertical de cor branca a amarelada logo atrás do olho e outras duas faixas no corpo: uma na região anal e a outra na base da nadadeira caudal. No entanto, os indivíduos podem ser principalmente ou inteiramente de cor amarela/laranja com apenas as duas faixas mais anteriores. A nadadeira caudal do peixe-palhaço-de-clark pode ser branca ou amarela, mas sempre é mais clara do que o resto da coloração do corpo. A nadadeira caudal do macho é amarela ou branca com bordas amarelas, enquanto que em algumas fêmeas, a nadadeira caudal pode mudar para um branco sólido à medida que amadurecem. Machos e fêmeas têm nadadeiras peitorais amarelas.

Os machos do peixe-palhaço-de-clark podem crescer até 10 cm de comprimento e as fêmeas até 15 cm.

Biologia

O peixe-palhaço-de-clark é uma espécie diurna e onívora. Sua dieta é composta de zooplâncton, copépodes e algas.

O peixe-palhaço-de-clark têm uma relação simbiótica com pelo menos 10 espécies diferentes de anêmonas. Este peixe é um fraco nadador e é suscetível à predadores, por isso, ele é completamente dependente das anêmonas para abrigo e proteção de seus ninhos. Em troca, as anêmonas com um peixe hóspede presente geralmente são mais saudáveis, possivelmente porque o peixe-palhaço consome parasitas ou aumenta a circulação de água.

O peixe-palhaço-de-clark é hospedado pelas seguintes anêmonas: anêmona-do-mar-adesiva (Cryptodendrum adhaesivum), anêmona-do-mar-de-pontas-de-bolha (Entacmaea quadricolor), anêmona-do-mar-de-contas (Heteractis aurora), anêmona-do-mar-de-couro (Heteractis crispa), anêmona-do-mar-magnífica (Heteractis magnifica), anêmona-do-mar-delicada (Heteractis malu), anêmona-do-mar-de-tentáculos-longos (Macrodactyla doreensis), anêmona-do-mar-tapete-gigante (Stichodactyla gigantea), anêmona-do-mar-de-haddon (Stichodactyla haddoni), anêmona-do-mar-tapete-de-mertens (Stichodactyla mertensii).

Apesar do peixe-palhaço estar protegido das picadas das anêmonas por uma fina camada de muco que cobre o seu corpo, existe um período de aclimatação que deve ocorrer antes do peixe se tornar imune às picadas das anêmonas. Isso ocorre quando o peixe nada sobre a anêmona esfregando seu ventre e nadadeiras ventrais nas pontas dos tentáculos das anêmonas até que o peixe comece a produzir o muco protetor.

O peixe-palhaço-de-clark é uma espécie altamente territorial, vivendo em grupos que protegem a sua anêmona hospedeira de outros peixes-palhaços. Existe uma forte hierarquia dentro destes grupos, com a maior fêmea sendo dominante. Apenas o maior macho reproduz com a fêmea dominante. Se a fêmea dominante morre, o maior macho se transforma em fêmea e um macho não dominante toma o seu lugar como o novo macho dominante. Este processo é conhecido como "hermafroditismo protândrico", significando que todas as larvas se desenvolvem como machos e, eventualmente, se transformam em fêmeas no decorrer da vida.

Antes da desova o macho prepara um ninho onde a fêmea coloca seus ovos. Quando a desova está prestes a ocorrer, o macho estende suas nadadeiras para tentar encurralar a fêmea. A fêmea passa pelo ninho várias vezes e, em seguida, começa a colocar seus ovos ao longo de um período de 1 a 2 horas antes de deixar o ninho. O macho, em seguida, passa sobre os ovos e os fertiliza. A fêmea coloca entre 600 e 700 ovos de aproximadamente 3 a 4 mm de comprimento. Os ovos eclodem depois de um período de 6 a 8 dias após a fertilização, e as larvas já são completamente independentes quando nascem.

Habitat

O peixe-palhaço-de-clark habita recifes de coral, lagoas abrigadas e bordas íngremes de recifes até uma profundidade de 60 m. Esta espécie sempre é encontrada vivendo dentro dos tentáculos de anêmonas-do-mar.

Distribuição

O peixe-palhaço-de-clark é o peixe-palhaço mais amplamente distribuído no Indo-Pacífico Ocidental, desde o Golfo Pérsico até a Austrália Ocidental, por todo o arquipélago Indo-Australiano, Melanésia, Micronésia e, ao norte até Taiwan, sul do Japão e Ilhas Ryukyu.

Continentes de Ocorrência

Ásia, Austrália/Oceania

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Clark's Anemonefish." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 03 Out 2015. Web. 06 Abr 2017.
  • Steer, P. 2012. "Amphiprion clarkii" (On-line), Animal Diversity Web.

Mais Espécies de Peixes

Conheça mais espécies de Peixes selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.