Urso-polar

Fotografia por Alan D. Wilson, CC BY-SA

Local da foto: Ilha Barter, Alasca

  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Urso-polar

Ursus maritimus
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Mammalia
Ordem Carnivora
Família Ursidae
Gênero Ursus
Nome Científico Ursus maritimusPhipps, 1774
Nome Inglês Polar Bear
Estado de Conservação VU  - Vulnerável (IUCN / 2015)

Descrição

O urso-polar é a maior espécie de urso da família Ursidae e o maior carnívoro terrestre.

O urso-polar tem uma pelagem espessa e distinta de cor branca, mas pode ser amarelada no verão devido à oxidação ou até mesmo parecer marrom ou cinza, dependendo da estação e condições de luz. As únicas partes do corpo que não têm pelos são as almofadas das patas e a ponta do nariz, que é preta, revelando a cor escura da pele por baixo dos pelos. O pescoço do urso-polar é mais longo do que nas outras espécies de ursos, e a cabeça alongada tem orelhas pequenas.

O urso-polar tem membros grandes e fortes, e patas enormes que são usadas como remos quando está nadando. Os dedos não têm membranas, mas são excelentes para andar na neve, pois eles ostentam grandes garras não retráteis que cavam a neve. As solas das patas também têm pequenas saliências e recortes que atuam como ventosas e ajudam o urso a andar no gelo sem escorregar.

Machos adultos podem atingir até 2,6 m de comprimento total do corpo e pesar entre 300 e 800 kg. As fêmeas são menores, e têm entre 1,8 a 2 m de comprimento total e peso entre 150 e 300 kg.

Biologia

O urso-polar muitas vezes é considerado um mamífero marinho porque ele passa muitos meses do ano no mar. No entanto, é o único "mamífero marinho" com pernas e patas grandes e poderosas que lhes permite percorrer quilômetros a pé e correr em terra.

O urso-polar é um animal solitário durante a maior parte do ano, com exceção de casais reprodutores e grupos familiares. Sua principal fonte de alimento é a foca-anelada (Pusa hispida) e, em menor grau, a foca-barbuda (Erignathus barbatus). O urso-polar captura focas quando elas sobem à superfície para respirar, ou em suas tocas, onde jovens focas são alimentadas. Ele também se alimenta de forma oportunista de morsas (Odobenus rosmarus), baleias-belugas (Delphinapterus leucas), narvais, aves aquáticas e aves marinhas.

O urso-polar tem adaptações fantásticas para a vida no Ártico, e ele é capaz de detectar presas que estão quase um quilômetro de distância e até um metro sob a neve compactada, usando o seu excelente olfato. Quando há alimento disponível, o urso-polar tem uma notável capacidade de devorar grandes quantidades de comida rapidamente, e também é metabolicamente único em sua capacidade de mudar de um estado normal para uma condição mais desacelerada, como uma hibernação, em qualquer época do ano quando há menos disponibilidade de alimento.

O urso-polar reproduz do final de março até o final de maio. A fêmea cuida de seus filhotes por 2 anos e meio e, portanto, só estão disponíveis para o acasalamento depois que os filhotes se tornam independentes, a cada três anos. Entre novembro e janeiro, a fêmea dá à luz entre 1 e 4 filhotes em uma toca na neve, após um período de gestação de 195 a 265 dias. Os filhotes nascem com os olhos fechados e com uma boa camada de pelos, pesando cerca de 600 g. Eles emergem da toca na primavera pesando entre 10 e 15 kg. Os filhotes permanecem com a mãe por um período de 2 a 3 anos e atingem a maturidade sexual entre 5 e 6 anos de idade. O urso-polar pode viver entre 25 e 30 anos na natureza.

Habitat

O habitat preferido do urso-polar é o gelo do mar anual que cobre as águas sobre a plataforma continental e os arquipélagos inter-ilhas do Ártico. Essas áreas, conhecidas como "anel da vida do Ártico", tem alta produtividade biológica em comparação com as águas profundas do Ártico. O urso-polar tende a frequentar áreas onde o gelo do mar se encontra com a água para caçar focas.

Distribuição

O urso-polar é encontrado por todo o Ártico circumpolar em águas cobertas de gelo. Ele ocorre no Canadá, Groelândia/Dinamarca, Noruega (incluindo Esvalbarda), Federação Russa, Estados Unidos (Alasca) e ocasionalmente na Islândia.

Continentes de Ocorrência

América do Norte, Ásia, Europa

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Polar Bear." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 22 Mar. 2017. Web. 30 Mar. 2017.
  • Polar Bear fact file on ARKive.
  • Gunderson, A. 2009. "Ursus maritimus" (On-line), Animal Diversity Web.
  • Wiig, Ø., Amstrup, S., Atwood, T., Laidre, K., Lunn, N., Obbard, M., Regehr, E. & Thiemann, G. 2015. Ursus maritimus. The IUCN Red List of Threatened Species 2015: e.T22823A14871490.

Mais Espécies de Mamíferos

Conheça mais espécies de Mamíferos selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.