Urso-pardo

Fotografia por Jarkko Järvinen, CC BY-NC

Local da foto: Kuhmo, Finlândia

 NIKON D800E (NIKON CORPORATION)
Distância Focal: 600mm  •  Abertura: f/4.0  •  Tempo de Exposição: 1/500s  •  ISO: 3200
Data em que a foto foi tirada: 20/09/2014
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Urso-pardo

Ursus arctos
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Mammalia
Ordem Carnivora
Família Ursidae
Gênero Ursus
Nome Científico Ursus arctosLinnaeus, 1758
Nome Inglês Brown Bear
Estado de Conservação LC  - Pouco Preocupante (IUCN / 2016)

Descrição

O urso-pardo é uma grande espécie de urso da família Ursidae e um dos maiores carnívoros do mundo. Existem várias subespécies de urso-pardo, sendo que algumas das subespécies mais conhecidas incluem o urso-cinzento e o urso-kodiak, que é a maior das subespécies e compete com o urso-polar (Ursus maritimus) como o maior membro da família dos ursos.

Todas as subespécies de urso-pardo são poderosamente robustas, com uma corcunda proeminente no ombro, uma cabeça grande, garras longas e robustas com comprimento variando entre 5 e 10 cm, e que são eficientes para cavar. A pelagem de inverno é muito grossa e longa, especialmente nas subespécies do norte, e pode atingir até 11 ou 12 cm. A pelagem de verão é mais curta e mais esparsa e seu comprimento varia geograficamente. A cor da pelagem varia entre os indivíduos, localmente e geograficamente, variando entre o marrom, loira, marrom com pontas cinza, e quase preta. Onde as suas áreas de ocorrência se sobrepõem, o urso-pardo e o urso-negro-americano (Ursus americanus) podem ser confundidos devido às potenciais semelhanças na cor da pelagem. No entanto, o urso-pardo geralmente é maior, com focinho que se eleva mais abruptamente para a testa.

O urso-pardo é o mais variável em tamanho entre as espécies de ursos existentes. As dimensões do urso-pardo variam muito de acordo com o sexo, idade dos indivíduos, localização geográfica e época. A variação normal das dimensões físicas de um urso-pardo é de um comprimento (cabeça-corpo) entre 140 e 280 cm e uma altura do ombro de 70 a 150 cm. A cauda é relativamente curta, variando entre 6 e 22 cm de comprimento. Os machos são invariavelmente maiores do que as fêmeas, geralmente pesando cerca de 30% a mais na maioria das subespécies. O peso do urso-pardo varia entre 55 e 680 kg.

Biologia

O urso-pardo é um alimentador oportunista e tem uma dieta onívora variada que consiste predominantemente de frutos e castanhas, mas também inclui ervas, raízes, insetos, salmão, pequenos mamíferos e grandes ungulados, como o alce (Alces alces). O urso-pardo pode ser encontrado durante todo o dia, mas ele é mais ativo principalmente durante o início da manhã e à noite. Movimentos sazonais são feitos em resposta às agregações de alimentos, como a desova do salmão, durante a qual um grande número de ursos podem se reunir em áreas relativamente pequenas.

O urso-pardo tem um território extremamente grande, variando de 200 a 2.000 km² para os machos, e de 100 a 1.000 km² para as fêmeas. Embora geralmente solitário, o urso-pardo tolera a presença de membros da mesma espécie e não parece ser territorial, mas os machos adultos podem lutar pelo domínio.

Durante a época de acasalamento, entre maio e julho, os machos competem pelas fêmeas, e os machos dominantes podem tentar proteger uma parceira escolhida de machos rivais enquanto a fêmea está no cio. Após o acasalamento os óvulos fertilizados sofrem atraso no desenvolvimento e não são implantados no útero da fêmea até por volta de novembro. Depois disso, os óvulos continuam o desenvolvimento e os filhotes nascem entre janeiro e março, após um período de gestação de 6,5 a 8,5 meses. O motivo para esse atraso no desenvolvimento, é que ele causa o nascimento dos filhotes durante o período de hibernação de inverno, permitindo o máximo de tempo até o próximo inverno para que os filhotes cresçam o suficiente para sobreviverem a hibernação sem a mãe. A fêmea dá à luz uma ninhada de 1 a 4 filhotes que são amamentados até os 5 meses de idade e atingem a maturidade sexual entre 4 e 6 anos de idade.

Como todos os ursos do norte, o urso-pardo hiberna durante todo o inverno, preservando energia através da redução da frequência cardíaca e da temperatura corporal em alguns graus. A hibernação ocorre em uma toca, muitas vezes cavada em uma encosta abrigada, onde o urso pode sobreviver por mais de 6 meses sem comer, beber, urinar ou defecar. O urso-pardo consegue esse feito notável utilizando a gordura armazenada para a energia e também reciclando os resíduos normalmente excretados, como urina, para conservar fluídos e produzir aminoácidos. Inacreditavelmente, a fêmea do urso-pardo também é capaz de dar à luz e amamentar uma ninhada de filhotes durante a hibernação, apesar do custo energético ser alto e poder ocasionar uma perda de 40% do peso corporal.

Habitat

De acordo com a sua extensa área de ocorrência, o urso-pardo habita uma grande variedade de habitats. Enquanto florestas e bosques geralmente são ocupados por essa espécie, ela é menos dependente da presença de árvores do que algumas espécies de ursos, e pode ser encontrada acima da linha das árvores em elevações de até 5.000 m. Grandes populações também podem ser encontradas ao longo da costa, na tundra, em desertos e em regiões semidesérticas.

Distribuição

O urso-pardo não só tem a maior distribuição geográfica entre as espécies de ursos, mas também é um dos mamíferos terrestres com maior distribuição geográfica do mundo. O urso-pardo tem maiores concentrações em regiões do norte, principalmente na Rússia, Canadá e Alasca. Populações fragmentadas do urso-pardo ainda ocorrem em algumas partes do sul e leste da Europa, bem como no Oriente Médio e no centro-leste da Ásia até o Japão.

Continentes de Ocorrência

América do Norte, Ásia, Europa

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Brown Bear." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 5 Apr. 2017. Web. 6 Apr. 2017.
  • Brown Bear fact file on ARKive.
  • McLellan, B.N., Proctor, M.F., Huber, D. & Michel, S. 2016. Ursus arctos. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T41688A45034772.

Mais Espécies de Mamíferos

Conheça mais espécies de Mamíferos selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.