Urso-andino

Fotografia por Kathrin Mezger, CC BY-SA

 Canon EOS 450D (Canon)
Distância Focal: 163mm  •  Abertura: f/5.6  •  Tempo de Exposição: 1/200s  •  ISO: 800
Data em que a foto foi tirada: 08/10/2008
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Urso-andino

Tremarctos ornatus
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Mammalia
Ordem Carnivora
Família Ursidae
Gênero Tremarctos
Nome Científico Tremarctos ornatus(Cuvier, 1825)
Nome Inglês Andean Bear, Spectacled Bear
Estado de Conservação VU  - Vulnerável (IUCN / 2008)

Descrição

O urso-andino, conhecido também como urso-de-óculos, é uma espécie de mamífero da família Ursidae. É a única espécie de urso da América do Sul e um dos mamíferos mais emblemáticos dos Andes tropicais. Seu outro nome comum, urso-de-óculos, é uma referência à cor clara em seu peito, pescoço e face, que pode se parecer com óculos em alguns indivíduos.

Comparado com outras espécies de ursos, o urso-andino tem uma face mais arredondada com um focinho relativamente curto e largo. No geral, a pelagem do urso-andino é preta, mas pode ser marrom-escura e até mesmo ter uma tonalidade avermelhada. A espécie tem manchas distintas de cor bege ou gengibre na face e na parte superior do peito, mas nem todos os espécimes têm as manchas de "óculos" ao redor dos olhos. Alguns indivíduos podem até mesmo não apresentar as características manchas na face e no peito. O padrão e a extensão das manchas são altamente variáveis para cada indivíduo, e os ursos podem ser facilmente distinguidos por essa característica.

O urso-andino é uma espécie de urso de tamanho médio. Os machos são um terço maiores do que as fêmeas nas dimensões e, às vezes, têm o dobro do seu peso. Os machos podem pesar de 100 a 200 kg, e as fêmeas podem pesar de 60 a 80 kg. O comprimento cabeça-corpo pode variar de 1,2 a 2,0 m, mas machos maduros não medem menos de 1,5 m. A cauda tem apenas 7 cm de comprimento, e a altura dos ombros é de 60 a 90 cm.

Biologia

O urso-andino é uma das quatro espécies de ursos habitualmente arbóreos, junto com o urso-negro-americano (Ursus americanus), urso-negro-asiático (Ursus thibetanus), e urso-malaio (Helarctos malayanus). Nas florestas de nuvens andinas, o urso-andino pode ser ativo durante o dia e durante a noite, mas no deserto peruano é relatado se deitar sob cobertura vegetal durante o dia. É um animal não territorial e geralmente tímido, pacífico e elusivo, evitando o contato com seres humanos. Embora solitário e com uma tendência a se isolar de outros indivíduos de sua espécie para evitar a competição, ocasionalmente pode ser encontrado em pequenos grupos em áreas onde há abundância de alimento.

Como outras espécies de ursos, o urso-andino é onívoro. Sua dieta é composta principalmente de cactos, bromélias, castanhas de palmeiras, bambus, plantas do gênero Espeletia, bulbos de orquídeas, frutos caídos no chão da floresta, folhas de palmeira não abertas, mel, milho, além de retirar casca de árvores para comer a segunda camada nutritiva. Ele também consome roedores, aves, insetos e, às vezes, gado e carniça.

O urso-andino é um excelente escalador e passa um bom tempo nas árvores. Uma das características mais interessantes do urso-andino é a sua utilização de plataformas ou "ninhos" que ele cria no sub-bosque das árvores enquanto forrageia ou descansa. Essas plataformas também são usadas para dormir.

O acasalamento do urso-andino pode ocorrer em praticamente qualquer época do ano, mas a atividade normalmente atinge o pico em abril e junho, no início da estação chuvosa. Os nascimentos ocorrem entre dezembro e fevereiro. A fêmea dá à luz de 1 a 3 filhotes, geralmente em uma toca, após um período de gestação de 5,5 a 8,5 meses. Os filhotes nascem cegos e pesam cerca de 300 a 330 g cada. Eles abrem os olhos após aproximadamente 30 dias. A fêmea permanece na toca até que os filhotes possam enxergar e andar antes de sair com eles. Os filhotes permanecem com a mãe por até um ano após o nascimento. A maturidade sexual é atingida entre 4 e 7 anos de idade. A expectativa de vida do urso-andino na natureza é estimada em 20 anos.

Habitat

O urso-andino é encontrado em um ampla variedade de habitats e altitudes em toda a sua área de ocorrência, incluindo florestas de nuvens, pastagens de alta altitude, florestas secas e matagais desérticos. Ele ocorre em altitudes entre 250 e 4.750 m.

Distribuição

O urso-andino é endêmico dos Andes tropicais, e é encontrado por toda a Cordilheira dos Andes na América do Sul. Ele ocorre na Venezuela, Colômbia, Equador, Peru e Bolívia.

Continentes de Ocorrência

América do Sul

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Spectacled Bear." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 1 Mai. 2017. Web. 22 Mai. 2017.
  • World Wide Fund For Nature (WWF).
  • Spectacled Bear fact file on ARKive.
  • Goldstein, I., Velez-Liendo, X., Paisley, S. & Garshelis, D.L. (IUCN SSC Bear Specialist Group). 2008. Tremarctos ornatus. The IUCN Red List of Threatened Species 2008: e.T22066A9355162. Acessado em 22 Mai 2017.
  • Fenner, K. 2012. "Tremarctos ornatus" (On-line), Animal Diversity Web. Acessado em 22 Mai 2017.

Mais Espécies de Mamíferos

Conheça mais espécies de Mamíferos selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.