Tamanduá-bandeira

Copyright © Alexander Poellinger

Local da foto: Pantanal, Mato Grosso do Sul, Brasil

 NIKON D800 (NIKON CORPORATION)
Distância Focal: 500mm  •  Abertura: f/4.0  •  Tempo de Exposição: 1/320s  •  ISO: 2000
Data em que a foto foi tirada: 01/10/2012
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Tamanduá-bandeira

Myrmecophaga tridactyla
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Mammalia
Ordem Pilosa
Família Myrmecophagidae
Gênero Myrmecophaga
Nome Científico Myrmecophaga tridactylaLinnaeus, 1758
Nome Inglês Giant Anteater
Estado de Conservação VU  - Vulnerável (IUCN / 2014)

Descrição

O tamanduá-bandeira, conhecido também como tamanduá-açu, é um mamífero da família Myrmecophagidae. É o maior mamífero insetívoro do mundo e uma das quatro espécies existentes de tamanduá.

O tamanduá-bandeira pode ser identificado pelo seu grande tamanho, focinho alongado e cauda longa. Ele tem o dorso e a cauda de cor marrom ou preta, com membros anteriores brancos e membros posteriores pretos, com faixas pretas nos pulsos e duas faixas finas e brancas na altura dos ombros, de forma a aparecer uma outra faixa diagonal ampla, de cor preta. Esta faixa diagonal varia entre indivíduos e pode servir para a sua identificação. Os pelos do tamanduá-bandeira são longos, especialmente na cauda, o que faz a cauda parecer maior do que ela realmente é. Uma espécie de juba rígida se estende ao longo do dorso. Os machos são ligeiramente maiores e mais musculosos do que as fêmeas, com a cabeça e pescoço mais largos, mas a determinação visual do sexo pode ser difícil. A cabeça do tamanduá-bandeira tem 30 cm de comprimento, é particularmente alongada, mesmo quando comparado a outros tamanduás. É um animal que não possui dentes. Seu focinho tubular ocupa a maior parte de sua cabeça e abriga uma língua pegajosa e impressionantemente longa, que pode medir até 50 cm de comprimento. Seus olhos e ouvidos são relativamente pequenos. Ele tem visão fraca, mas o seu olfato é 40 vezes mais sensível do que o dos seres humanos.

O tamanduá-bandeira tem um comprimento total do corpo entre 182 e 217 cm. Os machos pesam entre 33 e 41 kg e as fêmeas pesam entre 27 e 39 kg.

Biologia

O tamanduá-bandeira é um animal insetívoro, alimentando-se principalmente de formigas e cupins. As presas são rastreadas pelo cheiro. Depois de encontrar um ninho, ele rompe sua abertura com suas longas e poderosas garras e insere sua longa e pegajosa língua para coletar suas presas. O tamanduá-bandeira passa, em média, um minuto se alimentando em um ninho, visitando até 200 ninhos em um dia e consumindo cerca de 30.000 insetos. As formigas e cupins não são especialmente nutritivos e para compensar isso, o tamanduá-bandeira conserva a energia movendo-se devagar.

Existe uma variação regional considerável no comportamento do tamanduá-bandeira. Em algumas áreas, ele é em grande parte noturno, mas em outras regiões ele é ativo principalmente durante o dia. É um bom nadador e é capaz de atravessar grandes rios.

O tamanduá-bandeira é uma espécie predominantemente solitária, exceto as mães com seus filhotes. A reprodução pode ocorrer durante todo o ano. Após um período de gestação de 190 dias, nasce apenas um filhote com cerca de 1,4 kg. O filhote é carregado nas costas da mãe alinhado com a faixa branca, o que o deixa muito bem camuflado, evitando assim, ser predado por aves de rapina. O filhote é desmamado após dois meses, mas ele pode ser carregado nas costas da mãe até os nove meses de idade. Esta espécie pode viver cerca de 16 anos em cativeiro.

O tamanduá-bandeira é predado pela onça-pintada (Panthera onca) e pela onça-parda (Puma concolor). Geralmente ele foge do perigo galopando, mas se encurralado, se eleva sobre suas pernas traseiras e ataca. As garras dianteiras do tamanduá-bandeira são armas poderosas, capazes de matar uma onça.

Habitat

O tamanduá-bandeira habita savanas, campos abertos, matas, florestas tropicais e florestas decíduas. No Brasil, ocorre no cerrado, uma grande área arborizada e de savana que é um dos mais importantes "hot-spots" do mundo para a biodiversidade.

Distribuição

O tamanduá-bandeira ocorre desde o extremo sul do México até o Uruguai e noroeste da Argentina. É encontrado em todas as regiões do Brasil, mas é muito raro ou localmente extinto em áreas altamente perturbadas, sendo encontrado geralmente em áreas protegidas.

Continentes de Ocorrência

América do Norte, América do Sul

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Giant Anteater." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 13 Mar. 2017. Web. 1 Apr. 2017.
  • Giant Anteater fact file on ARKive.
  • Miranda, F., Bertassoni, A. & Abba, A.M. 2014. Myrmecophaga tridactyla. The IUCN Red List of Threatened Species 2014: e.T14224A47441961.

Fotos da Espécie

Mais Espécies de Mamíferos

Conheça mais espécies de Mamíferos selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.