Raposa-indiana

Fotografia por Sumeet Moghe, CC BY-SA

Local da foto: Pequeno Deserto de Kutch, Gujarat, Índia

  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Raposa-indiana

Vulpes bengalensis
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Mammalia
Ordem Carnivora
Família Canidae
Gênero Vulpes
Nome Científico Vulpes bengalensis(Shaw, 1800)
Nome Inglês Indian Fox, Bengal Fox
Estado de Conservação LC  - Pouco Preocupante (IUCN / 2016)

Descrição

A raposa-indiana, conhecida também como raposa-de-bengala, é uma espécie de mamífero da família Canidae.

Uma raposa de tamanho médio, a raposa-indiana tem focinho alongado e pequenas manchas de pelos pretos na parte superior do focinho. A característica mais marcante da espécie é uma grande cauda peluda que chega a medir até 60% do comprimento do seu corpo e tem uma distinta ponta preta. Durante o movimento normal, a cauda é mantida à direita. Ao correr, a cauda é mantida horizontalmente. Ela é mantida verticalmente quando a raposa faz curvas bruscas.

A pelagem dorsal varia sazonalmente e dentro de populações, mas geralmente é cinza grisalho no dorso e mais clara no ventre. A pelagem nas orelhas é marrom-escura com uma borda preta. Suas orelhas são grandes para o seu tamanho e possivelmente são adaptações para a termorregulação em seus habitats áridos e quentes. Suas pernas tendem a ser marrons ou ruivas.

A raposa-indiana tem cerca de 46 cm de comprimento (cabeça-corpo), mais uma cauda de 25 cm. Seu peso varia entre 2,3 e 4,1 kg.

Biologia

Raposas-indianas são mansas e geralmente não têm medo de seres humanos, tornando-se vulneráveis à caça. Em resposta à presença humana, as populações de raposas-indianas alteram os seus períodos ativos de hábitos diurnos a crepusculares e noturnos. Em temperaturas amenas e tempo nublado, a caça durante o dia também ocorre. Caçar é um comportamento solitário nessas raposas. A unidade social básica é um casal reprodutor, mas agregações maiores podem ocorrer quando os filhotes adultos permanecem na área natal. Há relatos de fêmeas compartilhando a mesma toca durante a amamentação. O território consiste de uma ou várias tocas e uma área de forrageamento em volta das tocas. Essas tocas contêm sistemas de túneis complexos. Geralmente uma toca tem de 2 a 7 túneis de entrada. As tocas são reutilizadas e se tornam maiores com o uso.

A raposa-indiana é uma espécie onívora e oportunista que se alimenta principalmente de insetos, pássaros e seus ovos, pequenos roedores, répteis, e frutas.

Acredita-se que as raposas-indianas formam casais monogâmicos de longa duração, mas essa é uma suposição baseada em poucas evidências. Durante a época de acasalamento, os machos vocalizam intensamente durante a noite e ao entardecer e amanhecer. As raposas-indianas permanecem perto das tocas durante o período de fevereiro a junho, quando estão criando filhotes. A reprodução ocorre de dezembro a janeiro, e o tamanho médio da ninhada é de dois filhotes após um período de gestação de 50 a 53 dias. Os nascimentos ocorrem de janeiro a março. A época de reprodução é anunciada pela reescavação de tocas antigas ou pela escavação de novas tocas. A raposa-indiana também é conhecida por se apropriar de tocas de gerbilo e por mostrar significativa fidelidade a locais, com as tocas sendo usadas ano após ano.

O investimento parental na raposa-indiana é pouco estudado, mas acredita-se que tanto o macho quanto a fêmea participam na criação dos filhotes. O macho caça para fornecer alimento para a fêmea e os filhotes durante a fase de criação dos filhotes. Machos e fêmeas são responsáveis pela guarda das tocas. As tocas raramente são deixadas sem proteção nos primeiros dois meses após o nascimento dos filhotes e os pais se revezam no forrageamento. Os filhotes são cuidados durante um período de 4 a 5 meses após o seu nascimento, quando então se dispersam. A dispersão muitas vezes coincide com o início da temporada das monções, a temporada de abundância de presas.

Devido às suas baixas densidades populacionais, pouco se sabe sobre o tempo de vida da raposa-indiana na natureza. A média de vida das espécies do gênero Vulpes geralmente varia entre 10 e 12 anos, o que pode ser o indicativo da expectativa de vida da raposa-indiana.

Habitat

Raposas-indianas geralmente preferem colinas e regiões não florestadas, como pradarias abertas, áreas de vegetação espinhosa, ambientes áridos e semiáridos. São encontradas também em campos agrícolas, pois elas não têm medo de humanos. Habitam tocas construídas aproximadamente de 2 a 3 m abaixo da superfície.

Distribuição

A raposa-indiana é nativa do subcontinente Indiano, incluindo a Índia, Nepal e Paquistão e, é muito difundida em toda a sua área de ocorrência. Essas raposas são encontradas no sopé do Himalaia até as bordas da península Indiana.

Ameaças

A falta de proteção do habitat talvez seja a maior ameaça para a raposa-indiana. Por exemplo: no sul da Índia, menos de 2% do potencial habitat da raposa-indiana está coberto por áreas de proteção existentes dos estados de Karnataka e Andhra Pradesh. A caça por sua pele e carne, bem como a conversão de seu habitat para a agricultura, indústria e cada vez mais as plantações de bio-combustíveis, têm afetado a sua densidade populacional. Além disso, partes do seu corpo são utilizadas na medicina tradicional e, em algumas áreas, elas são consumidos. São caçadas pelas tribos narikuruva do sul da Índia. Em Karnataka, são capturadas em rituais realizados durante Sankranthi. Outra grande ameaça é a doença, como o vírus da cinomose canina e a raiva, que se espalham a partir de grandes populações de cães-domésticos não vacinados que vivem livres em toda a sua área de ocorrência.

Subespécies

Continentes de Ocorrência

Ásia

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Bengal Fox." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 7 Mar. 2017. Web. 28 Mar. 2017.
  • Meadors, P. 2007. "Vulpes bengalensis" (On-line), Animal Diversity Web.
  • Jhala, Y. 2016. Vulpes bengalensis. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T23049A81069636.

Fotos da Espécie

Mais Espécies de Mamíferos

Conheça mais espécies de Mamíferos selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.