Raposa-feneco

Fotografia por Helen Haden, CC BY-NC

Local da foto: Zoológico Drusillas, Inglaterra

 SLT-A65V (SONY)
Distância Focal: 230mm  •  Abertura: f/5.6  •  Tempo de Exposição: 1/500s  •  ISO: 320
Data em que a foto foi tirada: 15/10/2013
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Raposa-feneco

Vulpes zerda
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Mammalia
Ordem Carnivora
Família Canidae
Gênero Vulpes
Nome Científico Vulpes zerda(Zimmermann, 1780)
Nome Inglês Fennec Fox, Fennec
Estado de Conservação LC  - Pouco Preocupante (IUCN / 2015)

Descrição

A raposa-feneco é uma espécie de mamífero da família Canidae e a menor espécie de canídeo selvagem do mundo.

É facilmente reconhecida pelas orelhas enormes, que têm cerca de 10 a 15 cm de comprimento, e pelos grandes olhos negros e focinho pequeno. A pelagem da raposa-feneco é longa, macia e cor de areia, proporcionando uma excelente camuflagem em seu habitat de deserto. A face é mais clara, com uma faixa escura que se estende do interior dos olhos para baixo e para fora em ambos os lados do focinho. A cauda espessa e peluda é um pouco mais avermelhada, com uma ponta preta e uma mancha preta perto da base. A pernas finas da raposa-feneco no norte da África são de coloração areia avermelhada, enquanto as raposas mais ao sul têm pernas quase brancas.

A raposa-feneco é menor do que um gato-doméstico (Felis catus) médio. Sua cauda tem entre 18 e 30 cm de comprimento, e representa quase 60% dos 30 a 40 cm do comprimento do seu corpo. O peso varia de 0,8 kg (fêmea) a 1,5 kg (macho).

Biologia

A pequena raposa-feneco está perfeitamente adaptada à vida nos ásperos desertos da África, onde as temperaturas diurnas quebram recordes e as baixas temperaturas durante a noite não são incomuns. As solas das patas são cobertas com pelos longos e macios que protegem as patas de temperaturas extremas, e ajudam a raposa andar sobre a areia solta. Suas grandes orelhas agem como radiadores e dissipam o calor, e também proporcionam excelente audição com a qual detectam presas que se movem sob a areia. A raposa-feneco pode ficar sem água por um período indeterminado, e sobrevive obtendo umidade através de sua comida, conservando a água ao se manter em tocas durante o calor do dia, aventurando-se fora da toca apenas à noite. O pelo grosso e peludo ajuda a isolar a raposa das noites frias do deserto. A raposa-feneco começa a tremer de frio quando a temperatura cai abaixo de 20ºC, mas incrivelmente, só começa a ofegar quando a temperatura ultrapassa 35ºC. Quando isso acontece, sua frequência respiratória salta de 23 respirações por minuto para até espantosamente 690 respirações por minuto.

Raposas-feneco se alimentam principalmente de grilos e gafanhotos, mas também comem outros insetos, roedores, pássaros, lagartos e raízes. Elas caçam sozinhas e localizam a presa principalmente pelo som, matando o alvo com uma mordida no pescoço.

Raposas-feneco são monogâmicas e o casal vive com seus descendentes em uma unidade familiar de até 10 indivíduos. As raposas-feneco acasalam entre janeiro e fevereiro e as fêmeas dão à luz em março e abril. Geralmente, uma ninhada de 2 a 5 filhotes nascem a cada ano, após um período de gestação de cerca de 50 dias. O macho fornece alimento e defende a toca (que pode ser de até 10 m de comprimento), até que os filhotes estejam com quatro semanas de idade. Eles são desmamados entre 61 e 70 dias, e atingem o tamanho adulto e a maturidade sexual depois de apenas 9 a 11 meses. Em cativeiro, a raposa-feneco pode viver por quase 13 anos.

Habitat

A raposa-feneco habita desertos arenosos e semidesertos, preferindo dunas de areia estáveis onde ela pode cavar.

Distribuição

A raposa-feneco ocorre do norte da África ao norte do Sinai; na Argélia, Chade, Egito, Líbia, Mali, Mauritânia, Marrocos, Níger, Sudão e Tunísia.

Ameaças

Os cães-domésticos e os seres humanos provavelmente representam a maior ameaça para a raposa-feneco. No norte da África a raposa-feneco é caçada, capturada e vendida comercialmente. São capturadas para o tráfico de animais, vendidas pelos povos locais para alimento, ou mortas por sua pele, que é usada por tribos do norte da África. Também são mortas por cães-domésticos. Essas ameaças resultaram em um declínio em certas populações do noroeste da África, e os novos e permanentes assentamentos humanos, tais como os do sul de Marrocos, resultaram no desaparecimento de raposas-feneco daquelas áreas.

Subespécies

Continentes de Ocorrência

África

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Fennec Fox fact file on ARKive.
  • Adams, R. 2004. "Vulpes zerda" (On-line), Animal Diversity Web.
  • Wacher, T., Bauman, K. & Cuzin, F. 2015. Vulpes zerda. The IUCN Red List of Threatened Species 2015: e.T41588A46173447.

Fotos da Espécie

Mais Espécies de Mamíferos

Conheça mais espécies de Mamíferos selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.