Raposa-das-estepes

Copyright © Paul Jones

Local da foto: Reserva Natural Gun-Galuut, Mongólia

 Canon EOS-1D Mark IV (Canon)
Distância Focal: 800mm  •  Abertura: f/5.6  •  Tempo de Exposição: 1/250s  •  ISO: 500
Data em que a foto foi tirada: 08/07/2012
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Raposa-das-estepes

Vulpes corsac
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Mammalia
Ordem Carnivora
Família Canidae
Gênero Vulpes
Nome Científico Vulpes corsac(Linnaeus, 1768)
Nome Inglês Corsac Fox, Steppe Fox
Estado de Conservação LC  - Pouco Preocupante (IUCN / 2014)

Descrição

A raposa-das-estepes é uma espécie de mamífero da família Canidae.

É uma raposa de médio porte e típica do gênero Vulpes, mas ligeiramente menor do que a raposa-vermelha (Vulpes vulpes), com pernas e orelhas maiores. Sua coloração é predominantemente cinza ou cinza avermelhada nas partes superiores com tons de prata, enquanto as partes inferiores são brancas com tons amarelados. O queixo é branco e o pelo é grosso e macio. Durante o inverno o pelo torna-se muito mais grosso e de textura mais sedosa com uma coloração cinza palha, com uma linha escura correndo pelas costas. Suas orelhas grandes e pontudas são largas na base.

Para uma raposa, ela tem dentes pequenos e um crânio grande. Tem garras em forma de gancho e pode subir em árvores. Possui várias glândulas odoríferas, algumas das quais produzem odores fortes, embora não sejam tão extremos como aqueles encontrados em algumas outras espécies do gênero Vulpes. As glândulas estão localizadas na região anal, acima da base da cauda e nas patas e bochechas.

A raposa-das-estepes tem entre 45 e 65 cm de comprimento (cabeça-corpo), e uma cauda de 19 a 35 cm de comprimento. Os adultos pesam entre 1,6 e 3,2 kg.

Biologia

As raposas-das-estepes selvagens são noturnas, mas em cativeiro, são muito ativas durante o dia. São excelentes escaladoras, mas correm com velocidade moderada e podem ser pegas por um cão lento. Seus sentidos de audição, visão e olfato são excelentes. Raposas-das-estepes são nômades e não mantêm território fixo. No inverno migram até 600 km para o sul, época em que a caça fica difícil por causa da neve e do gelo. Essa espécie é mais social do que outras raposas. Alguns indivíduos até vivem juntos na mesma toca. As tocas, muitas vezes são feitas por outros animais, como marmotas. As tocas auto-escavadas geralmente são simples e superficiais. No inverno formam pequenos grupos de caça, que podem ser formados por casais reprodutores e seus filhotes já crescidos.

Como uma adaptação ao clima árido em que vive, a raposa-das-estepes precisa de pouca água para sobreviver, obtendo a maior parte da umidade que precisa de seu alimento. Sua dieta consiste principalmente de insetos e pequenos roedores, como ratos-do-campo, gerbilos, jerboas, hamsters e esquilos. Ela também pode comer presas maiores de vez em quando, incluindo lebres e pikas, e pode se alimentar de carniça e lixo humano. Embora seja predominantemente carnívora, ocasionalmente come frutas e outros tipos de vegetação, especialmente quando presas animais são escassas.

A época de acasalamento começa em janeiro e termina em março. Os machos inicialmente lutam pelo acesso às fêmeas, mas eventualmente, estabelecem um vínculo monogâmico e ajudam na criação de seus filhotes. A mãe inicialmente cria uma toca para dar à luz, que às vezes é compartilhada com outras fêmeas prenhas, mas muda seus filhotes para novas tocas várias vezes depois que eles nascem. Geralmente nascem de 2 a 6 filhotes após um período de gestação de 52 a 60 dias, embora há relatos de casos de 10 filhotes nascendo em uma única ninhada. Os recém-nascidos pesam cerca de 60 g e têm pelo macio marrom-claro que se torna amarelado com a idade. Eles nascem cegos, e abrem os olhos em torno de duas semanas de idade, começam a comer carne em quatro semanas, e saem da toca pouco depois. As raposas-das-estepes atingem a maturidade sexual dentro de 9 a 10 meses e se reproduzem no segundo ano de vida. Podem viver até nove anos na natureza.

Habitat

As raposas-das-estepes habitam estepes abertas e semidesertos, e evitam regiões montanhosas e de vegetação densa.

Distribuição

As raposas-das-estepes são encontradas em todo o Cazaquistão, Uzbequistão e Turcomenistão, e por toda a Mongólia (exceto as regiões mais ao norte). No sul, a sua distribuição se estende até as partes mais ao norte do Irã, Tajiquistão, Quirguistão, Afeganistão e China, e também podem ser encontradas em regiões próximas da Rússia.

Ameaças

A maior ameaça para as raposas-das-estepes é a caça. Elas são corredoras lentas, sendo facilmente capturadas por caçadores, e sua população foi reduzida em áreas onde foram muito caçadas por suas peles. No final do século 19, até 10 mil raposas foram mortas anualmente para o comércio de peles. A população em geral permanece saudável, no entanto, a raposa-das-estepes demostrou ser capaz de resistir a grandes pressões de caça, e seus habitats permanecem intactos, devido à baixa densidade populacional de pessoas na sua área de ocorrência. Outra ameaça são os desastres naturais, que podem causar uma redução de 90% no número de raposas em algumas áreas, mas a população às vezes se recupera rapidamente.

Subespécies

  • Vulpes corsac corsac
  • Vulpes corsac kalmykorum
  • Vulpes corsac turkmenicus

Continentes de Ocorrência

Ásia

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Corsac Fox." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 11 Feb. 2017. Web. 28 Mar. 2017.
  • Borsa, C. 2000. "Vulpes corsac" (On-line), Animal Diversity Web.
  • Murdoch, J.D. 2014. Vulpes corsac. The IUCN Red List of Threatened Species 2014: e.T23051A59049446.

Fotos da Espécie

Mais Espécies de Mamíferos

Conheça mais espécies de Mamíferos selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.