Raposa-cinzenta-sul-americana

Copyright © Mono Andes

Local da foto: Malalcahuello, Província de Malleco, Chile

 COOLPIX P100 (NIKON)
Distância Focal: 98mm  •  Abertura: f/8.0  •  Tempo de Exposição: 1/960s  •  ISO: 160
Data em que a foto foi tirada: 07/08/2010
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Raposa-cinzenta-sul-americana

Lycalopex griseus
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Mammalia
Ordem Carnivora
Família Canidae
Gênero Lycalopex
Nome Científico Lycalopex griseus(Gray, 1837)
Nome Inglês South American Gray Fox, Argentine Gray Fox, Grey Zorro, Chilla Fox
Estado de Conservação LC  - Pouco Preocupante (IUCN / 2016)

Descrição

A raposa-cinzenta-sul-americana, conhecida também como raposa-cinzenta-argentina, é uma espécie de mamífero da família Canidae. Apesar do nome, a raposa-cinzenta-sul-americana não é uma raposa verdadeira, assim como todos os membros do gênero Lycalopex.

A pelagem da raposa-cinzenta-sul-americana é cinza malhada e as partes inferiores são cinza-claras. A cabeça tem uma cor ferrugem salpicada de branco e uma mancha preta no queixo. A espécie tem orelhas grandes e uma cauda longa e espessa. Os dentes molares são bem desenvolvidos, e os dentes carniceiros são relativamente curtos.

A raposa-cinzenta-sul-americana tem entre 42 e 68 cm de comprimento (cabeça-corpo), mais uma cauda de 30 a 36 cm de comprimento, e peso entre 2 e 4 kg.

Biologia

A raposa-cinzenta-sul-americana é uma espécie onívora e sua dieta altera sazonalmente. O coelho-europeu e aves são as presas preferidas, bem como frutos, sementes, pequenos mamíferos, insetos, escorpiões, lagartos, rãs, e ovos de pássaros. A predação de ovelhas é mínima e geralmente só é consumida como carniça. Nos meses de inverno, a carniça tornar-se a fonte de alimento mais importante, juntamente com roedores e tatus. Nas áreas de habitação humana, a raposa-cinzenta-sul-americana pode predar aves domésticas. É uma espécie que ajuda a controlar a população de aves e pequenos mamíferos. Ela também dispersa sementes ao se alimentar de frutas, defecando as sementes.

A raposa-cinzenta-sul-americana é uma espécie noturna. Um casal reprodutor tem um território durante todo o ano, e parece ser o centro do sistema social. Alguns machos acasalam com outras fêmeas subordinadas que, então, ajudam a criar os filhotes da fêmea principal. Essas raposas tendem a ser solitárias no inverno.

Estudos da raposa-cinzenta-sul-americana indicam que a espécie é monogâmica, com um casal mantendo seu território ao longo do ano. O período de acasalamento vai de agosto a setembro, e os filhotes nascem em outubro. O período de gestação é de 53 a 60 dias e o tamanho da ninhada é de 2 a 6 filhotes. A época de desmame não é conhecida, mas quando os filhotes estão com 4 a 6 semanas, eles começam a sair da toca com sua mãe. Em janeiro, eles saem sozinhos para caçar pequenos mamíferos e artrópodes. A idade da maturidade sexual é de cerca de 1 ano. Machos e fêmeas são ativos no cuidado com os filhotes. O macho ajuda a manter o território onde as presas são obtidas, e, como em outros membros do gênero Lycalopex, ele pode ajudar a fornecer alimento para a família crescente. Ocasionalmente, uma segunda fêmea pode estar presente no território e pode ajudar na criação dos filhotes, embora ela não se reproduza.

Habitat

A raposa-cinzenta-sul-americana gosta de viver em planícies e sopés de montanhas costeiras, pampas, desertos, campos abertos e habitats de bordas de florestas. Vive também em regiões arenosas arbustivas.

Distribuição

A raposa-cinzenta-sul-americana está amplamente distribuída por toda a Patagônia e oeste da Argentina. Ela foi introduzida na Terra do Fogo em 1951 para controlar o coelho-europeu. Essa área tem agora a maior densidade populacional. Essas raposas também são encontradas em várias pequenas ilhas da costa ocidental das Ilhas Malvinas, no Chile e no sul do Peru, e acredita-se que existam também no centro do Peru.

Ameaças

A principal ameaça para a população da raposa-cinzenta-sul-americana no passado era a caça comercial. A caça intensiva aparentemente diminuiu nos últimos anos. A captura ilegal ainda ocorre em algumas regiões do Chile e Argentina, principalmente relacionadas ao controle de predação de pequenos animais domésticos e, aparentemente, não tão intensamente como no passado. A espécie é caçada por sua pele na Argentina e no Chile.

Subespécies

  • Lycalopex griseus domeykoanus
  • Lycalopex griseus gracilis
  • Lycalopex griseus maullinicus
  • Lycalopex griseus griseus

Continentes de Ocorrência

América do Sul

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Knop, K. 2003. "Lycalopex griseus" (On-line), Animal Diversity Web.
  • Canid Specialist Group.
  • Lucherini, M. 2016. Lycalopex griseus. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T6927A86440397.

Fotos da Espécie

Mais Espécies de Mamíferos

Conheça mais espécies de Mamíferos selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.