Órix-sul-africano

Fotografia por Leon Basson, CC0

 NIKON D90 (NIKON CORPORATION)
Distância Focal: 350mm  •  Abertura: f/6.0  •  Tempo de Exposição: 1/320s  •  ISO: 200
Data em que a foto foi tirada: 13/12/2009
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Órix-sul-africano

Oryx gazella
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Mammalia
Ordem Cetartiodactyla
Família Bovidae
Gênero Oryx
Nome Científico Oryx gazella(Linnaeus, 1758)
Nome Inglês Gemsbok, Gemsbuck
Estado de Conservação LC  - Pouco Preocupante (IUCN / 2016)

Descrição

O órix-sul-africano é uma grande espécie de antílope da família Bovidae e a maior espécie do gênero Oryx.

O órix-sul-africano tem marcas pretas na face que se estendem para baixo desde a base dos chifres até acima do focinho e terminam em listras sobre os olhos e bochechas. O preto continua abaixo do pescoço e ao redor das partes inferiores, formando faixas ao redor das quatro pernas. Uma listra também corre até a coluna vertebral, começando na ponta da cauda e terminando em uma crina preta, espessa e curta. A parte inferior das pernas, focinho e ventre são todas brancas, enquanto o corpo e o pescoço são de cor cinza ou castanho.

O órix-sul-africano tem um pescoço musculoso e grosso, coberto de uma pele densa e rígida. Tem entre 115 e 125 cm de altura nos ombros, e entre 180 e 195 cm de comprimento. As fêmeas pesam entre 100 e 200 kg, enquanto os machos são maiores, com peso entre 220 e 300 kg. Os chifres anelados e ligeiramente curvados têm entre 60 e 150 cm de comprimento. Os chifres das fêmeas são menores e mais finos do que os dos machos.

Biologia

O órix-sul-africano geralmente é um animal social e nômade por natureza, formando grupos que podem variar entre 50 e 200 indivíduos na época das chuvas ou de migração, mas a média é de cerca de 14 indivíduos. Dentro dos grupos existe uma hierarquia distinta. O macho dominante está no topo, seguido pela fêmea dominante.

Adaptado para viver em ambiente árido, o órix-sul-africano é notável pela sua capacidade de sobreviver sem beber água durante a maior parte do ano. Ele conserva a água dentro do seu corpo deitado na sombra durante a parte mais quente do dia, e restringe suas atividades de manhã cedo, final da tarde ou nas noites frias. O órix-sul-africano não desperdiça a preciosa umidade ofegando ou transpirando, mas ao invés disso, permite que a temperatura do seu corpo se eleve alguns graus acima do normal em dias quentes.

O órix-sul-africano é uma espécie herbívora e geralmente é um pastador que se alimenta de gramíneas. Em épocas de seca ou quando não há gramíneas disponíveis, ele explora novas áreas em busca de alimento. Pode cavar até 1 m para buscar tubérculos e raízes e suplementa sua dieta com melões selvagens e pepinos selvagens, que fornecem toda a água necessária para o seu sustento.

O órix-sul-africano é uma espécie polígama. O macho residente do rebanho acasala com fêmeas receptivas. Não há uma época de reprodução específica para esta espécie, embora os jovens dentro de um rebanho tendem a ter idades semelhantes, indicando uma sincronia reprodutiva nas fêmeas. As fêmeas atingem a maturidade sexual em cerca de 2 anos de idade, e podem conceber quase imediatamente. O período de gestação é de aproximadamente 8,5 meses. O filhote pesa entre 9 e 15 kg no nascimento e é totalmente marrom. Ele desenvolve as marcas características em cerca de 3,5 meses. Neste ponto, o filhote é desmamado. Os machos se dispersam e as fêmeas se juntam ao rebanho materno cerca de um mês após o desmame. Na natureza, o órix-sul-africano pode viver aproximadamente 18 anos e, em cativeiro, 20 anos.

Habitat

O órix-sul-africano é encontrado em altitudes entre 900 e 1.200 m, em pastagens arborizadas e em campos úmidos. Ele tem preferência por planícies pedregosas com pelo menos acesso limitado a água, mas pode viver em áreas de dunas, áreas montanhosas rochosas e habitats áridos, com pouca água sazonal. O órix-sul-africano também frequenta áreas abertas mais do que áreas com maior densidade de árvores.

Distribuição

O órix-sul-africano tem uma extensa, embora irregular, distribuição no sudoeste da África, ocorrendo em Botsuana, Namíbia, Zimbábue e África do Sul.

Continentes de Ocorrência

África

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Gemsbok." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 31 Mar. 2017. Web. 5 Apr. 2017.
  • Gemsbok fact file on ARKive.
  • Sanders, S. 2005. "Oryx gazella" (On-line), Animal Diversity Web.
  • IUCN SSC Antelope Specialist Group. 2016. Oryx gazella. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T15573A50192070.

Fotos da Espécie

Mais Espécies de Mamíferos

Conheça mais espécies de Mamíferos selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.