Lontra-marinha

Fotografia por Elaine R. Wilson, CC BY-SA

Local da foto: Califórnia, Estados Unidos

  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Lontra-marinha

Enhydra lutris
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Mammalia
Ordem Carnivora
Família Mustelidae
Gênero Enhydra
Nome Científico Enhydra lutris(Linnaeus, 1758)
Nome Inglês Sea Otter
Estado de Conservação EN  - Em Perigo (IUCN / 2015)

Descrição

A lontra-marinha é um mamífero marinho da família Mustelidae e o menor mamífero marinho do mundo, sendo bem adaptada para um estilo de vida predominantemente aquática, possuindo uma cauda forte como leme e grandes patas traseiras que funcionam como nadadeiras.

Ao contrário de outros mamíferos marinhos, a lontra-marinha não tem gordura, ao invés disso, conta com a sua pele para se manter aquecida na água. Sua pelagem marrom ou marrom avermelhada é a mais densa entre os mamíferos, composta de aproximadamente 100.000 pelos por cm². O óleo natural produzido pela sua pele proporciona uma qualidade à prova de água.

Machos da lontra-marinha geralmente pesam entre 22 e 45 kg e têm entre 1,2 e 1,5 m de comprimento. As fêmeas são menores, pesando entre 14 e 33 kg e medindo entre 1 e 1,4 m de comprimento.

Biologia

Altamente aquática, a lontra-marinha raramente vai para terra firme, descansando e se alimentando em águas costeiras. A lontra tem um alta taxa metabólica, e este predador oportunista precisa consumir 25% do seu peso corporal por dia. Mergulhando em profundidades de até 75 m, a lontra-marinha captura invertebrados como mexilhões, caracóis, caranguejos e ouriços do fundo do mar. Bolsas de pele na axila de cada membro anterior podem ser usadas para armazenar alimento ao mesmo tempo que é levado para a superfície.

A lontra-marinha flutua de costas e usa o peito como uma mesa enquanto tenta abrir as conchas. Para abrir cascas duras ela pode golpear a sua presa com ambas as patas contra uma pedra em seu peito. Esta espécie é o único mamífero (além dos primatas) que usa ferramentas.

A lontra-marinha é considerada uma "espécie chave" em algumas partes da sua área de ocorrência, pois parece ser vital na manutenção do ecossistema de florestas de algas, suprimindo a quantidade de ouriços-do-mar, que de outra forma, esgotariam as florestas.

Esta criatura gregária pode ser encontrada em grandes grupos do mesmo sexo, conhecidos como "rafts". Estes grupos geralmente contêm entre 10 e 100 indivíduos. Para não ficar à deriva no mar quando está descansando e se alimentando, a lontra-marinha pode se enrolar em algas. Apesar de ser um animal brincalhão e social, a lontra-marinha não é considerada um animal verdadeiramente social. Ela passa muito tempo sozinha e cada adulto pode satisfazer suas próprias necessidades em termos de caça, higiene e defesa.

A lontra-marinha gasta muito do seu tempo com a sua higiene, que consiste da limpeza da pele, desembaraçar nós, remoção de pele solta, esfregar a pele para liberar a água e introduzir ar, soprando ar para dentro da pele. O ar preso sob a pele é aquecido pelo corpo para fornecer isolamento e dar a lontra uma aparência prateada debaixo da água.

As lontras-marinhas são animais polígamos, com os machos adultos geralmente defendendo territórios que abrangem os territórios de várias fêmeas. O acasalamento ocorre na água e pode ser violento - o macho morde a fêmea no focinho, que muitas vezes deixa cicatrizes no nariz, e às vezes, segura a cabeça da fêmea debaixo da água. Os nascimentos ocorrem durante todo o ano, com picos entre maio e junho nas populações do norte, e entre janeiro e março nas populações do sul. A gestação pode variar entre 4 e 12 meses, uma vez que a espécie é capaz de se submeter a implantação retardada, em que o embrião não é implantado durante o período imediato após a fertilização, mas permanece em um estado de crescimento suspenso permitindo que o nascimento ocorra em condições favoráveis.

A fêmea geralmente dá à luz na água a um único filhote pesando entre 1,4 e 2,3 kg. O filhote é carregado em seu peito, amamentado e higienizado cuidadosamente para garantir que a sua pele permaneça flutuante e isolada. O jovem filhote é deixado na superfície da água enquanto sua mãe mergulha para buscar alimento, mas à medida que amadurece ele a segue, aprendendo a forragear observando suas técnicas. O filhote permanece com a mãe por cerca de 3 a 6 meses.

Habitat

A lontra-marinha habita locais perto de costas rochosas ou águas costeiras com fundo mole, e na Califórnia está particularmente associada com densas florestas de algas.

Distribuição

Historicamente, a lontra-marinha era encontrada em áreas costeiras em todo o Pacífico Norte. Ela ainda pode ser encontrada em grande parte da sua área de ocorrência original, embora os números estejam muito reduzidos e as populações fragmentadas. Existem 3 subespécies com a seguinte distribuição geográfica:

  • lontra-marinha-do-sul ou lontra-marinha-da-califórnia (Enhydra lutris nereis) - ocorre da Califórnia ao México.
  • lontra-marinha-do-norte ou lontra-marinha-do-alasca (Enhydra lutris kenyoni) - ocorre ao longo da costa noroeste da América do Norte e no Alaska.
  • lontra-marinha-comum ou lontra-marinha-da-rússia (Enhydra lutris lutris) - ocorre no noroeste do Pacífico.

Continentes de Ocorrência

América do Norte, Ásia

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Sea Otter." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 30 Mar. 2017. Web. 6 Apr. 2017.
  • Sea Otter fact file on ARKive.
  • Doroff, A. & Burdin, A. 2015. Enhydra lutris. The IUCN Red List of Threatened Species 2015: e.T7750A21939518.

Mais Espécies de Mamíferos

Conheça mais espécies de Mamíferos selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.