Lince-ibérico

Fotografia por Programa de Conservación Ex-situ del Lince Ibérico, CC BY

Local da foto: Espanha

  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Lince-ibérico

Lynx pardinus
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Mammalia
Ordem Carnivora
Família Felidae
Gênero Lynx
Nome Científico Lynx pardinus(Temminck, 1827)
Nome Inglês Iberian Lynx, Spanish Lynx, Pardel Lynx
Estado de Conservação EN  - Em Perigo (IUCN / 2015)

Descrição

O lince-ibérico é uma espécie de mamífero da família Felidae.

Um dos felinos selvagens mais ameaçados do mundo, o lince-ibérico é semelhante na aparência ao seu parente próximo, o lince-euroasiático (Lynx lynx), mas tem cerca da metade do seu tamanho. Ele é semelhante em tamanho ao lince-do-canadá (Lynx canadensis) e ao lince-vermelho (Lynx rufus).

O lince-ibérico tem uma cabeça relativamente pequena, pernas longas, e uma cauda muito curta com a ponta preta, uma característica comum das espécies do gênero Lynx. Ele tem face plana, curta e tufos de pelos pretos na ponta das orelhas, e longos pelos na face que parecem uma juba, que é especialmente evidente nos adultos. Sua pelagem relativamente curta vai do vermelho amarelado ao castanho, salpicada com manchas/pintas pretas ou marrons que variam muito em tamanho, formato e intensidade da cor. As partes inferiores são brancas.

O lince-ibérico tem entre 65 e 100 cm de comprimento (cabeça-corpo), uma cauda entre 5 e 19 cm de comprimento e peso variando entre 5 e 15 kg. Os machos são maiores do que as fêmeas.

Biologia

O lince-ibérico é um felino solitário de hábitos noturnos ou crepusculares, com pico de atividades ao entardecer, quando ele deixa seu abrigo para forragear e quando as suas presas estão mais ativas. A dieta do lince-ibérico é composta principalmente pelo coelho-europeu (Oryctolagus cuniculus). Quando o coelho-europeu está escasso, as presas alternativas incluem pequenos vertebrados, como roedores e a lebre-europeia (Lepus granatensis). Ele também consome aves, incluindo a perdiz-vermelha (Alectoris rufa), patos e gansos, e também pode consumir ocasionalmente jovens ungulados de cervo-vermelho (Cervus elaphus), gamo (Dama dama) e muflão (Ovis orientalis).

O lince-ibérico é um animal territorial, e os territórios dos machos sobrepõem os territórios de várias fêmeas. O pico de acasalamento ocorre no início do ano, em janeiro e fevereiro. A fêmea dá à luz uma ninhada de 2 a 4 filhotes, com uma média de 3, geralmente em março e abril, após um período de gestação de 63 a 73 dias. Os filhotes pesam entre 200 e 250 g quando nascem. Eles se tornam independentes aos 7 ou 8 meses de idade, mas permanecem com a mãe até cerca de 20 meses de idade. As fêmeas atingem a maturidade sexual com um ano de idade, mas só reproduzem quando tem um território próprio. O lince-ibérico pode viver até 13 anos na natureza.

Habitat

O lince-ibérico é encontrado em habitats de bosque mediterrâneo e de matas e florestas abertas, onde existe uma mistura de arbustos densos e pastos abertos.

Distribuição

O lince-ibérico está restrito à Península Ibérica, confinado a grupos dispersos na região sudoeste da Península Ibérica, como resultado da fragmentação do seu habitat natural pelo desenvolvimento agrícola e industrial. Possivelmente extinto de Portugal, o lince-ibérico ocorre apenas na Espanha.

Ameaças

Os números do lince-ibérico têm sido dizimados pela perda de habitat, com a conversão de áreas para a agricultura e plantações de eucaliptos e pinheiros, e com o desenvolvimento humano, tais como barragens, rodovias e ferrovias, todos invadindo o seu habitat natural. A conversão do habitat e a caça excessiva também reduziram as populações da principal fonte de alimento do lince, o coelho-europeu. Apesar das medidas de proteção e multas pesadas, a caça ilegal continua, e a morte acidental de linces em armadilhas de coelhos e armadilhas para pequenos carnívoros, ou com iscas envenenadas para raposas, juntamente com as mortes em estradas, são algumas das principais causas de mortalidade atualmente.

Subespécies

Continentes de Ocorrência

Europa

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Iberian Lynx." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 17 Mar. 2017. Web. 28 Mar. 2017.
  • Iberian Lynx fact file on ARKive.
  • Johnson, C. 2011. "Lynx pardinus" (On-line), Animal Diversity Web.
  • Rodríguez, A. & Calzada, J. 2015. Lynx pardinus. The IUCN Red List of Threatened Species 2015: e.T12520A50655794.

Fotos da Espécie

Mais Espécies de Mamíferos

Conheça mais espécies de Mamíferos selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.