Guepardo

Fotografia por Yvan Musy, CC0

Local da foto: Namíbia

 NIKON D300 (NIKON CORPORATION)
Distância Focal: 80mm  •  Abertura: f/5.3  •  Tempo de Exposição: 1/125s  •  ISO: 200
Data em que a foto foi tirada: 06/05/2016
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Guepardo

Acinonyx jubatus
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Mammalia
Ordem Carnivora
Família Felidae
Gênero Acinonyx
Nome Científico Acinonyx jubatus(Schreber, 1775)
Nome Inglês Cheetah
Estado de Conservação VU  - Vulnerável (IUCN / 2015)

Descrição

O guepardo é uma espécie de mamífero da família Felidae.

Um grande felino, o guepardo é o mamífero terrestre mais rápido do mundo. Este felino tem muitas adaptações que lhe permitem correr pelas planícies. Sua estrutura esbelta suporta membros longos e uma cavidade torácica profunda, e esta espécie tem uma cintura pequena e uma coluna extremamente flexível. Ao contrário de outros felinos, o guepardo tem garras que não são totalmente retráteis, o que lhe permite agarrar o chão quando está em uma corrida de caça. As grandes narinas permitem uma maior quantidade de ar entrando nos pulmões, e a cauda, que é particularmente longa, proporciona um equilíbrio extra nas curvas.

O nome comum desta espécie é derivado da palavra hindu "chita", que significa "manchado" ou "polvilhado". A pelagem do guepardo é amarelada, bege ou amarelo acastanhado com manchas/pintas pretas, e uma coloração mais pálida e esbranquiçadas nas partes inferiores. O último terço da cauda tem uma série de anéis pretos. A cabeça pequena tem olhos posicionados no alto, orelhas achatadas, e é instantemente reconhecível pelas linhas pretas como lágrimas correndo dos cantos dos olhos até o focinho. Filhotes de guepardo têm uma juba de pelos claros relativamente verticais na parte de trás do pescoço. Uma morfia de cor genética com grandes manchas que podem se fundir em listras aparece ocasionalmente na população de guepardos. Espécimes com esta morfia são conhecidos como guepardo real e já foram considerados uma espécie distinta.

O guepardo tem entre 112 e 150 cm de comprimento (cabeça-corpo), uma cauda entre 66 e 84 cm de comprimento e peso que varia entre 21 e 72 kg. Os machos são maiores do que as fêmeas.

Biologia

O guepardo é um predador ágil e formidável, e usa a sua incrível velocidade para capturar presas. Antílopes de porte médio, como a gazela-de-thomson (Eudorcas thomsonii), compõem a maior parte da dieta do guepardo nas planícies, mas em uma coalizão de machos caçando juntos presas maiores, como gnus, podem ser abatidas. Caçando principalmente durante o dia para evitar a concorrência com grandes predadores como leões e hienas, o guepardo se arrasta o mais próximo possível da sua presa antes de iniciar uma perseguição de alta velocidade. O guepardo é capaz de manter uma velocidade superior a 100 km/h antes de derrubar a sua presa com uma de suas patas dianteiras. Depois de levar sua presa ao chão, o guepardo agarra o pescoço da sua vítima, matando-a rapidamente por asfixia. A carcaça é devorada rapidamente, uma vez que o guepardo muitas vezes é expulso de sua presa por carnívoros mais agressivos das planícies, como o leão.

Com exceção do leão (Panthera leo), o guepardo pode ser o mais social dos grandes felinos. As irmãs permanecem juntas por cerca de seis meses depois de deixarem sua mãe, e os irmãos muitas vezes permanecem juntos por toda a vida. No Serengeti, onde a maioria das pesquisas sobre guepardo foram realizadas, coalizões entre machos são comuns, e cerca de um terço delas envolvem machos não relacionados. Acredita-se que os machos se beneficiam da vida em grupo sendo capazes de obter e manter territórios, que por sua vez permitem um acesso maior às fêmeas.

As fêmeas de guepardos atingem a maturidade sexual por volta dos dois anos de idade, e podem dar à luz em qualquer momento do ano. A ninhada do guepardo é maior do que a de outros grandes felinos, e podem ter até 8 filhotes. Após um período de gestação de 90 a 95 dias, a fêmea dá à luz filhotes cegos e indefesos, que são cuidados em uma toca escondida em um afloramento rochoso ou dentro de um lugar com vegetação alta. Até que os filhotes tenham cerca de 8 semanas de idade, a fêmea geralmente deixa os filhotes sozinhos enquanto ela caça, apesar de a fêmea mudar os filhotes para uma nova toca a cada poucos dias para evitar a predação. O índice de mortalidade dos jovens guepardos é alta, principalmente devido ao alto risco de predação por leões, hienas e até babuínos. O guepardo pode viver até 12 anos na natureza, e até 20 anos em cativeiro.

Habitat

O guepardo habita planícies de savanas abertas, bosques secos, regiões arbustivas secas e matas abertas. Ele pode ser encontrado também em áreas semidesérticas.

Distribuição

O guepardo tem uma ampla distribuição em grande parte da África Subsaariana. Ele ocorre na Argélia, Angola, Benim, Botsuana, Burkina Faso, República Centro-Africana, Chade, República Democrática do Congo, Etiópia, Quênia, Moçambique, Namíbia, Níger, Somália, África do Sul, Sudão, Sudão do Sul, Tanzânia, Togo, Uganda, Zâmbia, Zimbábue e Irã.

Ameaças

O guepardo está sob ameaça em toda a sua área de ocorrência, como resultado da perda de seu habitat e presas, bem como devido à perseguição direta. Tanto os espécimes selvagens quanto os espécimes em cativeiro tem variação genética muito baixa, e isto pode representar uma séria ameaça para a sua sobrevivência. A taxa de nascimentos bem-sucedidos em guepardos em cativeiro é muito baixa, e a falta de variação genética torna as populações selvagens particularmente vulneráveis às mudanças ambientais e doenças.

Atualmente, uma das principais preocupações é a concorrência com os carnívoros mais bem-sucedidos das planícies africanas - leões e hienas matam filhotes de guepardos. Em reservas protegidas onde estes outros animais estão prosperando, os guepardos podem estar sob séria ameaça. A perseguição por fazendeiros por causa da predação de gado é uma ameaça adicional para a sobrevivência desta espécie.

O impacto do turismo sobre o guepardo também é uma preocupação, uma vez que os veículos de turismo poderiam conduzir os animais para longe de suas presas, ou causar a separação das fêmeas e seus filhotes. Como em outras espécies, a propagação de doenças é mais uma ameaça para o guepardo.

Subespécies

  • Acinonyx jubatus jubatus - ocorre no sul e leste da África.
  • Acinonyx jubatus hecki - ocorre no norte e oeste da África.
  • Acinonyx jubatus soemmeringii - ocorre no nordeste da África.
  • Acinonyx jubatus venaticus (guepardo-asiático) - ocorre somente no Irã.

Continentes de Ocorrência

África, Ásia

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Cheetah." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 27 Mar. 2017. Web. 28 Mar. 2017.
  • Cheetah fact file on ARKive.
  • Durant, S., Mitchell, N., Ipavec, A. & Groom, R. 2015. Acinonyx jubatus. The IUCN Red List of Threatened Species 2015: e.T219A50649567.
  • Cat Specialist Group. Acessado em 06 Jan 2018.

Fotos da Espécie

Mais Espécies de Mamíferos

Conheça mais espécies de Mamíferos selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.