Guanaco

Fotografia por Sean Palfrey, CC BY-NC

Local da foto: Patagônia Chilena, Chile

 NIKON D90 (NIKON CORPORATION)
Distância Focal: 95mm  •  Abertura: f/5.6  •  Tempo de Exposição: 1/500s  •  ISO: 200
Data em que a foto foi tirada: 28/01/2009
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Guanaco

Lama guanicoe
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Mammalia
Ordem Cetartiodactyla
Família Camelidae
Gênero Lama
Nome Científico Lama guanicoe(Müller, 1776)
Nome Inglês Guanaco
Estado de Conservação LC  - Pouco Preocupante (IUCN / 2016)

Descrição

O guanaco é uma espécie de mamífero da família Camelidae.

A pelagem do guanaco é lanosa e tem uma coloração que varia da marrom avermelhada clara a marrom avermelhada escura, com a parte ventral branca e a cabeça cinza ou preta. Embora a aparência geral seja semelhante em todas as populações, a coloração geral pode variar um pouco por região, com as populações do norte tendendo a ser relativamente mais claras. A área ao redor dos lábios, as bordas das orelhas e o interior das pernas são brancas. O pescoço é longo e delgado, e as pernas são longas, típicas de camelídeos. Não há dimorfismo sexual no tamanho do corpo ou coloração, embora os machos tenham caninos significativamente mais largos.

O guanaco adulto tem entre 0,9 e 1,3 m de altura nos ombros, entre 1,2 e 2,2 m de comprimento cabeça-corpo, uma cauda de 15 a 25 cm de comprimento e peso entre 90 e 140 kg, com os menores indivíduos encontrados no norte do Peru e os maiores no sul do Chile.

Biologia

Uma espécie herbívora e flexível em seus hábitos alimentares, o guanaco se alimenta principalmente de gramíneas e arbustos, mas também consome líquens, cactos, plantas suculentas, frutos e flores quando outras fontes de alimento são escassas. Sua dieta generalista e eficiente metabolismo de água e energia permitem que ele sobreviva em circunstâncias adversas, inclusive em climas extremamente áridos.

O guanaco tem um sistema social razoavelmente flexível, e as populações podem ser sedentárias ou migratórias dependendo da disponibilidade de alimento durante o ano. Durante a época de reprodução, o guanaco é encontrado em 3 principais unidades sociais: grupos familiares, grupos de machos, e grupos de machos solitários. Cada grupo familiar é liderado por um macho adulto territorial e contém um número variável de fêmeas adultas e jovens. Fora dos grupos familiares, machos adultos e jovens não territoriais e não reprodutores formam grupos de machos de 3 a 60 indivíduos e forrageiam em zonas distintas de grupos de machos. Machos adultos com territórios, mas sem fêmeas, são chamados de machos solitários e podem formar associações de cerca de 3 indivíduos.

O guanaco reproduz sazonalmente e há uma época de reprodução por ano. A fêmea dá à luz um único filhote por ano, na primavera, após um período de gestação de 345 a 360 dias. O longo período de gestação e o ambiente muitas vezes rigoroso significa que a fêmea precisa estar pronta para acasalar novamente dentro de 2 semanas após dar à luz. O recém-nascido é capaz de correr e seguir a fêmea quase imediatamente após o nascimento, e permanece com o grupo até cerca de 13 a 15 meses de idade, quando geralmente é forçado pelo macho a deixar o grupo. A fêmea atinge a maturidade sexual aos 2 anos de idade e reproduz pela primeira vez aos 3 anos de idade. O macho atinge a maturidade sexual entre 2 e 4 anos de idade e começa a reproduzir depois de obter um território de alimentação entre 2 e 6 anos de idade. A expectativa de vida da espécie é de 28 anos.

O guanaco é encontrado com frequência em grandes altitudes e para sobreviver nessas regiões tão altas e com baixo nível de oxigênio, seu sangue é rico em glóbulos vermelhos. Uma colher de chá de sangue de guanaco contém cerca de 68 bilhões de glóbulos vermelhos - 4 vezes mais que um humano.

Habitat

O guanaco habita uma variedade de habitats áridos e semiáridos, incluindo pradarias desérticas, savanas, áreas arbustivas e, às vezes, florestas. Ocorre do nível do mar até mais de 4.500 m de altitude.

Distribuição

O guanaco tem uma distribuição ampla, mas fragmentada, em grande parte da América do Sul, desde o norte do Peru até o sul do Chile, incluindo Argentina, Bolívia e Paraguai, e nas ilhas da Terra do Fogo e Navarino. Nas Ilhas Malvinas também existem populações ferais.

Continentes de Ocorrência

América do Sul

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Baldi, R.B., Acebes, P., Cuéllar, E., Funes, M., Hoces, D., Puig, S. & Franklin, W.L. 2016. Lama guanicoe. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T11186A18540211. Acessado em 24 Mai 2018.
  • Guanaco fact file on ARKive.
  • Hoffman, E. 2014. "Lama guanicoe" (On-line), Animal Diversity Web. Acessado em 24 Mai 2018.
  • Wikipedia contributors. "Guanaco." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 05 Mai 2018. Web. 24 Mai 2018.

Mais Espécies de Mamíferos

Conheça mais espécies de Mamíferos selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.