Gato-selvagem-europeu

Fotografia por Luc Viatour / www.Lucnix.be, CC BY-SA

Local da foto: Bélgica

  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Gato-selvagem-europeu

Felis silvestris
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Mammalia
Ordem Carnivora
Família Felidae
Gênero Felis
Nome Científico Felis silvestrisSchreber, 1777
Nome Inglês European Wildcat
Estado de Conservação LC  - Pouco Preocupante (IUCN / 2015)

Descrição

O gato-selvagem-europeu é uma espécie de mamífero da família Felidae.

Com a aparência de um gato grande de cor cinzenta ou acastanhada, o gato-selvagem-europeu tem uma pelagem grossa e longa, cabeça larga e uma face relativamente achatada. Ele é bastante compacto, com pernas curtas, orelhas largas e uma cauda que geralmente excede metade do seu comprimento cabeça-corpo. A pelagem tem listras escuras bem definidas na cabeça, pescoço, membros e ao longo do dorso, enquanto a cauda peluda é marcada com anéis escuros e uma ponta preta. Alguns indivíduos têm uma mancha branca na garganta.

O gato-selvagem-europeu tem entre 45 e 80 cm de comprimento (cabeça-corpo) e uma cauda adicional de cerca de 30 cm de comprimento. Seu peso varia entre 3 e 8 kg.

Biologia

Uma espécie solitária, o gato-selvagem-europeu é um predador principalmente noturno e territorial. Em áreas com pouca atividade humana, também é ativo durante o dia, com picos de atividade ao amanhecer e ao anoitecer.

A dieta básica do gato-selvagem-europeu é composta de roedores. Em áreas onde ocorrem coelhos, estes podem ser sua principal presa. Ocasionalmente, insetos, pássaros, rãs, lagartos, lebres e aves domésticas ou até mesmo carnívoros menores, como martas e doninhas, fazem parte da sua dieta.

Não se sabe muito sobre o comportamento social do gato-selvagem-europeu. Há evidências de que os indivíduos estão em contato por comunicação olfativa ou vocal ou, às vezes, direta com pelo menos seus vizinhos diretos. Ele usa marcação de cheiro (pulverização de urina e excrementos descobertos) para comunicação. A comunicação vocal ocorre ao longo do ano, mas com mais frequência na época de reprodução. A caça ocorre quase exclusivamente no solo, embora seja um excelente escalador, e geralmente persegue sua presa seguida de um rápido ataque.

A época de acasalamento do gato-selvagem-europeu ocorre no final do inverno (janeiro a março). A maioria dos nascimentos ocorre em abril e maio. As fêmeas podem reproduzir duas vezes por ano em circunstâncias excepcionais, como por exemplo, quando a primeira ninhada é perdida. O período de gestação é de 64 a 71 dias (média de 68 dias). Os filhotes começam a comer alimentos sólidos quando têm um mês de idade, são desmamados quando têm entre 3,5 e 4,5 meses, e aprendem a caçar progressivamente entre 3 e 5 meses de idade. A idade de independência pode variar de 5 a 10 meses e a maturidade sexual é atingida pelas fêmeas em 6,5 a 11 meses, e pelos machos em 9 a 10 meses.

Habitat

O gato-selvagem-europeu está associado principalmente aos habitats de florestas e é mais abundante em florestas mistas e florestas de folhas largas. No entanto, ele habita também habitats de pastagens e estepes e pode ser encontrado nas matas de Maquis do Mediterrâneo, florestas ribeirinhas, perto de pântanos e ao longo de costas marítimas ou em áreas pantanosas muito úmidas. Geralmente evita áreas de cultivo intensivo e áreas de alta densidade humana ou de atividades humanas.

Distribuição

O gato-selvagem-europeu ocorre em partes da Europa e em partes da Rússia adjacente à Ásia Central.

Ameaças

Uma das principais ameaças para o gato-selvagem-europeu é a hibridação com gatos-domésticos que pode levar à perda de variação genética ou à perda de adaptações específicas. Híbridos entre gatos selvagens e gatos-domésticos podem parecer muito semelhantes ao gato-selvagem-europeu, o que torna difícil avaliar o seu estado de conservação.

A transmissão de doenças de gatos-domésticos e a competição com gatos-domésticos "selvagens" por alimento são outras ameaças potenciais. A mortalidade por causa humana pode ser muito alta. Muitos gatos-selvagens-europeus são mortos em estradas ou capturados acidentalmente em armadilhas destinadas a outros carnívoros. Em algumas regiões, esse felino ainda é considerado uma praga e é perseguido ilegalmente. A perda e fragmentação do habitat ainda pode ser uma ameaça para o gato-selvagem-europeu, assim como a redução de presas.

Subespécies

  • Felis silvestris silvestris - ocorre na Europa, incluindo a Escócia, a Sicília e Creta.
  • Felis silvestris caucasica - ocorre em Cáucaso e na Turquia.

Continentes de Ocorrência

Europa

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "European Wildcat." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 17 Fev 2018. Web. 26 Fev 2018.
  • Wildcat fact file on ARKive.
  • Yamaguchi, N., Kitchener, A., Driscoll, C. & Nussberger, B. 2015. Felis silvestris. The IUCN Red List of Threatened Species 2015: e.T60354712A50652361. Acessado em 26 Fev 2018.
  • Cat Specialist Group. Acessado em 26 Fev 2018.

Mais Espécies de Mamíferos

Conheça mais espécies de Mamíferos selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.