Gato-da-selva

Fotografia por Viwake, CC BY-NC-SA

Local da foto: Índia

 NIKON D4 (NIKON CORPORATION)
Distância Focal: 400mm  •  Abertura: f/2.8  •  Tempo de Exposição: 1/500s  •  ISO: 800
Data em que a foto foi tirada: 10/12/2012
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Gato-da-selva

Felis chaus
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Mammalia
Ordem Carnivora
Família Felidae
Gênero Felis
Nome Científico Felis chausSchreber, 1777
Nome Inglês Jungle Cat, Swamp Cat, Reed Cat
Estado de Conservação LC  - Pouco Preocupante (IUCN / 2016)

Descrição

O gato-da-selva, conhecido também como gato-do-pântano, é uma espécie de mamífero da família Felidae.

Um felino selvagem delgado, o gato-da-selva tem pernas longas e orelhas arredondadas com pequenos tufos de pelos pretos característicos nas pontas. Ele tem uma face relativamente fina e longa, com um focinho branco e marcas brancas distintas acima e abaixo dos olhos, bem como manchas escuras na frente dos olhos, perto do nariz.

A cor da pele do gato-da-selva varia de acordo com a subespécie, e vai do cinza amarelado ao marrom avermelhado ou cinza acastanhado. Sua pele geralmente é simples, sem quaisquer manchas ou padrões. No entanto, as pontas pretas dos pelos dão a esta espécie uma aparência um tanto salpicada ao longo do seu dorso. O gato-da-selva também pode ter várias listras em suas pernas. A garganta tem uma cor creme-claro, ocasionalmente com listras claras ou escuras, e a região ventral é mais clara do que o resto do corpo. Existem alguns anéis pretos próximos a ponta da cauda. A cauda do gato-da-selva é menor do que a de um gato-doméstico (Felis catus), medindo cerca de um terço do seu comprimento (cabeça-corpo).

Gatos-da-selva jovens têm listras e pintas/manchas de nascimento, que permanecem até que eles estejam sexualmente maduros. Alguns espécimes adultos podem manter algumas destas marcas, geralmente como manchas ou listras escuras nos membros anteriores e membros posteriores.

Apesar do seu nome comum, o gato-da-selva ocorre, de fato, em pântanos e habitats ribeirinhos onde existe vegetação densa de junco, talvez tornando o nome alternativo desta espécie de "gato-do-pântano" mais adequado.

O gato-da-selva pode ter entre 60 e 75 cm de comprimento (cabeça-corpo), mais uma cauda de 25 a 35 cm. Seu peso varia entre 7 e 13,5 kg, com um peso médio de 8 kg. As fêmeas são ligeiramente menores do que os machos.

Biologia

Ao contrário de muitas outras espécies de felinos selvagens, o gato-da-selva não é noturno, ao invés disso, faz grande parte da sua caça durante o início da manhã e final da tarde. O gato-da-selva persegue e embosca sua presa no chão, se alimentando principalmente de pequenos roedores como ratos, camundongos e gerbilos. O gato-da-selva pode eventualmente saltar para capturar aves, como faisões, patos e pardais. Outras espécies de presas são caçadas oportunamente, incluindo peixes, serpentes, lebres, lagartos e anfíbios. Esta espécie também é conhecida por comer ocasionalmente restos de presas de leão (Panthera leo).

O gato-da-selva usa marcações de cheiro, como a pulverização da urina, para marcar seu território. Ele também se esfrega contra objetos para determinar seu território. O território do macho geralmente sobrepõe o território de várias fêmeas. O gato-da-selva geralmente é um animal solitário, socializando com outros indivíduos apenas durante a época de reprodução.

A fêmea do gato-da-selva atinge a maturidade sexual em cerca de 11 meses de idade. A maioria dos filhotes nascem entre dezembro e junho, após um período de gestação de 63 a 66 dias, apesar da época de reprodução variar dependendo da localização. A fêmea geralmente produz uma ninhada de 2 a 3 filhotes, mas podem nascer até seis filhotes na mesma ninhada. A fêmea pode ter até duas ninhadas por ano, e ela dá à luz em uma toca, que geralmente está localizada em áreas de vegetação densa, bem escondida, como em campos de arroz, árvores secas, canaviais e entre as raízes das árvores.

Os filhotes nascem cegos, e só abrem os olhos depois de cerca de 13 dias de idade. A mãe amamenta os filhotes por mais 90 dias, e eles se tornam independentes com aproximadamente 102 dias de idade. Os jovens felinos se tornam totalmente independentes em oito ou nove meses de idade. O gato-da-selva pode viver, em média, 14 anos na natureza, e cerca de 9 anos em cativeiro.

Habitat

O gato-da-selva geralmente é encontrado em pântanos e mangues, bem como em planícies inundadas e na densa vegetação costeira em altitudes relativamente baixas. Ele ocorre até 2.400 m, no sopé do Himalaia.

Embora esta espécie quase sempre está associada com a água e a vegetação densa, o gato-da-selva pode ser encontrado em uma grande variedade de outros habitats, incluindo desertos, onde ele ocorre em leitos de rios e próximo a oásis, e em pradarias, regiões arborizadas e florestas decíduas secas.

Distribuição

O gato-da-selva tem uma área de ocorrência muito grande, mas tem uma distribuição bastante esparsa e irregular, sendo mais abundante na Índia, Paquistão e Bangladesh. Ele ocorre na África, onde é encontrado apenas no Egito, e pelo sudoeste da Ásia, Ásia central e sudeste da Ásia, onde sua ocorrência se estende até o sul da China.

Ameaças

O gato-da-selva está ameaçado pela perda de habitat e pela perseguição humana. Apesar de o gato-da-selva se adaptar bem em áreas irrigadas, cultivadas e pântanos artificiais, a conversão do do seu habitat natural tem reduzido o número de presas. Isto levou o felino altamente adaptável a se alimentar de animais domésticos na ausência de suas presas naturais, criando conflitos com os proprietários de terras. Como consequência, o gato-da-selva muitas vezes é alvo de armadilhas e envenenamento, sendo abatido por fazendeiros, que consideram o felino uma praga e um risco para a sua subsistência.

Existe também uma ameaça para esta espécie que vem do comércio de peles. Um grande número de peles de gatos-da-selva antes eram exportados da Índia, mas essa prática desde então foi considerada ilegal. Infelizmente, o comércio ilegal ainda ocorre na Índia, Egito e Afeganistão.

Subespécies

  • Felis chaus chaus
  • Felis chaus affinis
  • Felis chaus kutas
  • Felis chaus furax
  • Felis chaus nilotica
  • Felis chaus fulvidina
  • Felis chaus maimanah
  • Felis chaus prateri
  • Felis chaus kelaarti
  • Felis chaus oxiana

Continentes de Ocorrência

África, Ásia

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Jungle Cat." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 14 Mar. 2017. Web. 28 Mar. 2017.
  • Jungle Cat fact file on ARKive.
  • Gray, T.N.E., Timmins, R.J., Jathana, D., Duckworth, J.W., Baral, H. & Mukherjee, S. 2016. Felis chaus. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T8540A50651463.

Mais Espécies de Mamíferos

Conheça mais espécies de Mamíferos selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.