Fossa

Copyright © Ken Behrens

Local da foto: Floresta Kirindy, Madagascar

  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Fossa

Cryptoprocta ferox
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Mammalia
Ordem Carnivora
Família Eupleridae
Gênero Cryptoprocta
Nome Científico Cryptoprocta feroxBennett, 1833
Nome Inglês Fossa, Fosa
Estado de Conservação VU  - Vulnerável (IUCN / 2016)

Descrição

A fossa é um mamífero carnívoro da família Eupleridae, uma família de carnívoros relacionados à família dos mangustos (Herpestidae).

A fossa é o maior carnívoro da ilha de Madagascar e superficialmente se assemelha a um gato alongado na aparência. A cabeça é relativamente pequena, com um focinho curto e orelhas proeminentes, olhos grandes e voltados para a frente. A cauda é quase tão longa quanto seu corpo musculoso e delgado, e sua pelagem é curta e de cor castanho avermelhado. Os adultos têm entre 70 e 80 cm de comprimento (cabeça-corpo), uma cauda entre 70 e 90 cm, e peso entre 5 e 10 kg. Os machos são maiores do que as fêmeas. A fossa tem garras semiretráteis e calcanhares flexíveis que permitem escalar e descer de árvores facilmente. Ela também tem a capacidade de saltar de árvore em árvore. Como muitos carnívoros que caçam à noite, seus olhos refletem a luz - a luz refletida tem uma tonalidade laranja.

Uma das particularidades únicas da fossa é o fato de que as fêmeas adolescentes passam por uma fase de "masculinização" durante o seu desenvolvimento.

Biologia

A fossa é um carnívoro que caça animais de pequeno e médio porte. Uma das oitos espécies carnívoras endêmicas de Madagascar, a fossa é o maior mamífero terrestre endêmico sobrevivente da ilha, e o único predador capaz de predar adultos de todas as espécies de lêmures - sendo que a maior espécie pode pesar até 90% do peso médio da fossa. A longa cauda da fossa proporciona equilíbrio para perseguir estas ágeis presas pelas árvores, e os casais podem cooperar para capturar presas maiores. Sua dieta consiste também de pequenos mamíferos, aves, répteis, anfíbios e insetos.

A fossa é um animal ativo durante o dia e à noite e, com exceção da época de reprodução, ela geralmente é solitária. Machos e fêmeas ocupam territórios que são marcados com cheiro pelas secreções das glândulas anais e, variam em tamanho, dependendo da abundância de espécies de presas.

A fossa tem um sistema de acasalamento extremamente incomum - uma fêmea receptiva ocupa uma árvore, abaixo da qual, os machos se reúnem lutando e chamando pela fêmea. Durante o período de uma semana a fêmea acasala com um certo número de machos diferentes. Uma nova fêmea então chega e substitui a original, acasalando com os machos reunidos em sua volta. A época de acasalamento vai de setembro a novembro e entre 2 e 4 filhotes nascem em uma toca três meses após a cópula. Os filhotes inicialmente são cegos e indefesos, abrindo os olhos depois de 15 dias; eles permanecem com a mãe até os 15 ou 20 meses de idade.

Habitat

A fossa habita áreas de florestas. Ela ocorre desde as planícies costeiras até as áreas montanhosas com até 2.000 m de altitude.

Distribuição

A fossa é endêmica da ilha de Madagascar.

Continentes de Ocorrência

África

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Fossa (animal)." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 28 Mar. 2017. Web. 1 Apr. 2017.
  • Fossa fact file on ARKive.
  • Lundrigan, B. and T. Zachariah 2000. "Cryptoprocta ferox" (On-line), Animal Diversity Web.
  • Hawkins, F. 2016. Cryptoprocta ferox. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T5760A45197189.

Mais Espécies de Mamíferos

Conheça mais espécies de Mamíferos selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.