Elefante-asiático

Fotografia por Mousam Ray, CC BY-NC

Local da foto: Bengala Ocidental, Índia

  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Elefante-asiático

Elephas maximus
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Mammalia
Ordem Proboscidea
Família Elephantidae
Gênero Elephas
Nome Científico Elephas maximusLinnaeus, 1758
Nome Inglês Asian Elephant, Asiatic Elephant
Estado de Conservação EN  - Em Perigo (IUCN / 2008)

Descrição

O elefante-asiático é um grande mamífero da família Elephantidae e o maior animal terrestre da Ásia.

O elefante-asiático é menor do que o elefante-africano-da-savana (Loxodonta africana) e tem muitas outras características que o distingue do seu parente maior. As orelhas da espécie asiática são menores e têm bordas dorsais dobradas lateralmente. O dorso é mais arredondado e a coroa da cabeça é o ponto mais alto do corpo. Um dos aspectos característicos de um elefante são os dentes incisivos modificados, conhecidos como presas, no entanto, apenas alguns elefantes-asiáticos machos têm presas. As fêmeas geralmente não têm presas, mas quando têm, raramente são visíveis - são vistas apenas quando a boca está aberta. Os elefantes são corpulentos e têm pernas robustas. A característica tromba é um alongamento do nariz e lábio superior combinados - as narinas estão em sua extremidade. A tromba tem uma variedade de funções: alimentação, vocalização, banho, luta, etc. A pele do elefante-asiático é grossa, enrugada, muito seca e tem uma coloração marrom acinzentada.

O elefante-asiático tem entre 5,5 e 6,5 m de comprimento cabeça-corpo (incluindo a tromba) e uma cauda entre 1,2 e 1,5 m de comprimento. As fêmeas têm, em média, 2,4 m de altura (ombros) e pesam, em média, 2.700 kg. Os machos podem atingir até 3 m de altura (ombros) e pesam, em média, 4.000 kg, mas podem pesar mais de 5.000 kg.

Biologia

Um animal herbívoro, o elefante usa a sua tromba para arrancar gramíneas e levá-las até a sua boca. Ele come em média, 150 kg de vegetação por dia. Gramíneas compõem a base da dieta do elefante-asiático, mas arbustos e cascas de árvores também são ingeridos. Os filhotes podem comer os estercos de suas mães para obterem nutrientes. Consumindo quantidades tão grandes de vegetação diariamente, significa que, os elefantes-asiáticos alteram substancialmente o seu ecossistema criando novos habitats para a vegetação emergente. Eles também defecam até 18 vezes por dia, e isso tem um papel importante na dispersão de sementes de várias espécies de plantas. Em locais onde os elefantes ocorrem perto de plantações, eles prontamente se alimentam de banana ou de arroz. O elefante-asiático teve um relacionamento próximo com o homem ao longo dos séculos e ele ainda é usado por madeireiros, especialmente em algumas das florestas mais inacessíveis do continente, e desempenha um papel importante na história cultural e religiosa da região.

O elefante é um animal altamente inteligente, extremamente social, e ocorre em grupos de fêmeas relacionadas lideradas pela fêmea mais velha, conhecida como matriarca. Grupos de elefantes-asiáticos têm, em média, de 6 a 7 indivíduos, e ocasionalmente se juntam a outros grupos para formar manadas. Os machos deixam seu grupo natal quando atingem a maturidade sexual, com cerca de 6 a 7 anos de idade, quando começam a viver predominantemente solitários. Quando os machos atingem 20 anos de idade eles começam a entrar em um estado extremo de excitação, quando os níveis de testosterona no sangue podem aumentar 20 vezes. Esse estado dura cerca de 3 semanas e durante esse período o indivíduo se torna agressivo e vaga por grandes áreas à procura de fêmeas. Os machos também podem lutar pelo acesso às fêmeas. As fêmeas só atingem a maturidade sexual aos 10 anos de idade, e o intervalo entre nascimentos pode chegar a 4 anos devido ao período de longa gestação e a dependência do filhote. O único filhote pode ser amamentado por outras fêmeas do grupo, além de sua própria mãe.

Os elefantes apresentam uma grande variedade de comportamentos, incluindo comportamentos associados com tristeza, aprendizado, aloparental, imitação, brincadeira, altruísmo, uso de ferramentas, compaixão, cooperação, autoconsciência, memória e linguagem.

Habitat

O elefante-asiático habita uma grande variedade de pastagens e tipos de floresta, incluindo cerrado, florestas tropicais e florestas semicultivadas, preferindo áreas que combinam grama com plantas lenhosas baixas e árvores.

Distribuição

O elefante-asiático está restrito a fragmentos isolados em partes de Bangladesh, Butão, Índia, Mianmar, Nepal, Sri Lanka, Tailândia, Camboja, Vietnã, China, Laos, Malásia e Indonésia.

Três subespécies são reconhecidas:

  • Elefante-do-sri-lanka (Elephas maximus maximus) - ocorre no Sri Lanka.
  • Elefante-de-sumatra (Elephas maximus sumatranus) - ocorre em Sumatra
  • Elefante-indiano (Elephas maximus indicus) - ocorre na Ásia continental.

Continentes de Ocorrência

Ásia

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Asian Elephant." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 29 Mar. 2017. Web. 8 Apr. 2017.
  • Asian Elephant fact file on ARKive.
  • Choudhury, A., Lahiri Choudhury, D.K., Desai, A., Duckworth, J.W., Easa, P.S., Johnsingh, A.J.T., Fernando, P., Hedges, S., Gunawardena, M., Kurt, F., Karanth, U., Lister, A., Menon, V., Riddle, H., Rübel, A. & Wikramanayake, E. (IUCN SSC Asian Elephant Specialist Group). 2008. Elephas maximus. The IUCN Red List of Threatened Species 2008: e.T7140A12828813.

Mais Espécies de Mamíferos

Conheça mais espécies de Mamíferos selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.