Cudo-maior

Fotografia por Yathin Krishnappa, CC BY-NC-ND

Local da foto: Parque Nacional Etosha, Namíbia

 Canon EOS-1D Mark IV (Canon)
Distância Focal: 500mm  •  Abertura: f/5.6  •  Tempo de Exposição: 1/640s  •  ISO: 100
Data em que a foto foi tirada: 24/04/2011
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Cudo-maior

Tragelaphus strepsiceros
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Mammalia
Ordem Cetartiodactyla
Família Bovidae
Gênero Tragelaphus
Nome Científico Tragelaphus strepsiceros(Pallas, 1766)
Nome Inglês Greater Kudu
Estado de Conservação LC  - Pouco Preocupante (IUCN / 2016)

Descrição

O cudo-maior, conhecido também como kudu-maior, grande-cudo e grande-kudu, é uma bela espécie de antílope da família Bovidae, facilmente distinguido pelos espetaculares chifres espirais do macho, que podem atingir mais de um metro de comprimento. Ele também pode ser identificado pelas seis a dez listras finas e claras contra o seu corpo marrom acinzentado ao amarelado.

A fêmea do cudo-maior é menor do que o macho e não tem os impressionantes chifres. A cor da pelagem da fêmea também é um pouco diferente, variando do cinza areia amarelado ao castanho avermelhado, com listras finas visíveis. Ambos os sexos têm uma crista de pelos que corre ao longo do meio do dorso e forma uma juba, e existe também uma faixa branca distinta na face entre os olhos. As orelhas grandes e arredondadas do cudo-maior dão uma aparência ligeiramente cômica.

O macho tem um comprimento (cabeça-corpo) entre 1,95 e 2,45 m, e peso entre 190 e 315 kg. A fêmea tem um comprimento (cabeça-corpo) entre 1,85 e 2,35 m, e peso entre 120 e 215 kg.

Biologia

O cudo-maior se alimenta de uma variedade de folhagens, ervas, cipós, frutos, flores e grama. A composição da sua dieta varia dependendo da época. As longas pernas e pescoço do cudo-maior permitem que ele alcance alimento em grandes alturas.

Um animal social, o cudo-maior ocorre em grupos de até 25 fêmeas e seus filhotes de ambos os sexos. Os membros do grupo se misturam e se separam com frequência. Os maiores machos do cudo-maior vagam de forma mais ampla e formam grupos de solteiros, geralmente só se juntam com as fêmeas durante a época de acasalamento, que se estende até abril e maio na África do Sul.

Durante a época de reprodução, os pescoços dos machos maduros incham para exibirem seus músculos salientes, e a agressão entre machos é comum. Quando machos rivais se encontram, um se destaca com sua juba ereta em uma postura que melhor aparenta o tamanho do macho, enquanto o outro circula ao redor. Essas exibições, às vezes, podem se transformar em lutas, com um macho travando seus fortes chifres espirais ao redor do corpo do seu oponente. Ocasionalmente os chifres dos dois machos podem se travar a tal ponto que eles não conseguem se libertar dessa posição, e os dois podem morrer.

O cudo-maior está sempre alerta a predadores, tais como o leão (Panthera leo) e a hiena-pintada (Crocuta crocuta), e fugirá rapidamente de qualquer perigo potencial. Apesar do seu tamanho volumoso, o cudo-maior é incrivelmente ágil e é surpreendentemente um hábil saltador.

Os filhotes do cudo-maior nascem em janeiro e fevereiro, após um período de gestação de 9 meses. Pelas primeiras 3 a 4 semanas de vida, o filhote permanece escondido na vegetação, e a fêmea o visita para amamentá-lo. Filhotes fêmeas permanecem com o rebanho da mãe, enquanto os machos se dispersam depois de 2 anos de idade.

O cudo-maior atinge a maturidade sexual entre 1 e 3 anos de idade e pode viver até 20 anos em cativeiro.

Habitat

O cudo-maior habita bosques de savanas, especialmente em terreno irregular e montanhoso, bem como bosques ao longo de cursos de água. Essa espécie tende a evitar pastagens abertas e florestas.

Distribuição

O cudo-maior ocorre desde as montanhas do sudeste do Chade até o Sudão e Etiópia, e por todas as áreas mais secas do leste e sul da África. No sul da África o cudo-maior ocorre principalmente no norte e leste, com populações isoladas na Província do Cabo.

Continentes de Ocorrência

África

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Greater Kudu." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 22 Mar. 2017. Web. 7 Apr. 2017.
  • Greater Kudu fact file on ARKive.
  • IUCN SSC Antelope Specialist Group. 2016. Tragelaphus strepsiceros. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T22054A50196734.

Fotos da Espécie

Mais Espécies de Mamíferos

Conheça mais espécies de Mamíferos selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.