Cervo-do-pantanal

Fotografia por Douglas Trent, CC BY-NC

Local da foto: Cáceres, Mato Grosso, Brasil

  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Cervo-do-pantanal

Blastocerus dichotomus
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Mammalia
Ordem Cetartiodactyla
Família Cervidae
Gênero Blastocerus
Nome Científico Blastocerus dichotomus(Illiger, 1815)
Nome Inglês Marsh Deer
Estado de Conservação VU  - Vulnerável (IUCN / 2016)

Descrição

O cervo-do-pantanal é uma espécie de mamífero da família Cervidae e a maior espécie de cervo da América do Sul.

O cervo-do-pantanal tem orelhas grandes revestidas de pelos brancos, corpo com uma coloração marrom avermelhada e pernas longas. O olho é rodeado por um anel branco. As pernas são pretas, assim como o focinho. A cauda tem uma coloração avermelhada mais pálida na parte superior, e é preta na parte inferior. Durante o inverno, a pelagem do cervo-do-pantanal fica mais escura. O cervo-do-pantanal tem membros posteriores bem desenvolvidos, o que o torna um bom saltador. As patas são grandes em relação ao corpo, e os cascos têm membranas interdigitais elásticas que são úteis para nadar e andar em superfícies pantanosas. Apenas os machos têm chifres, que são ramificados e atingem um comprimento de 60 cm e pesam, em média, 2 kg. Os chifres são eliminados de forma irregular e podem ser mantidos por até 2 anos.

O cervo-do-pantanal tem entre 153 e 200 cm de comprimento (cabeça-corpo), e uma cauda de 12 a 16 cm de comprimento. Seu peso varia entre 80 e 125 kg, mas grandes machos podem pesar até 150 kg.

Biologia

O cervo-do-pantanal tende a viver em pares ou em pequenos grupos familiares com menos de seis indivíduos, e são mais distribuídos durante a estação chuvosa quando há mais habitat adequado disponível. O cervo-do-pantanal geralmente fica mais escondido durante o dia, saindo ao anoitecer para se alimentar de uma variedade de gramíneas e plantas que são macias, ricas em proteínas e de fácil digestão.

A reprodução do cervo-do-pantanal geralmente ocorre durante todo o ano, embora mais ao sul, o acasalamento parece ocorrer entre outubro e novembro. O período de gestação dura cerca de oito meses, com as fêmeas normalmente dando à luz a um único filhote. O filhote é desmamado aos seis meses, mas permanece com a mãe por cerca de um ano. A fêmea está pronta para acasalar novamente após dar à luz e, portanto, pode estar prenhe durante o tempo em que ela está criando seu filhote.

Habitat

O cervo-do-pantanal é encontrado em habitats pantanosos, tais como planícies inundadas, prados e matas ciliares. Ele tem preferência por áreas com uma boa quantidade de cobertura para proteção. Esta espécie é encontrada predominantemente perto de fontes permanentes de água.

Distribuição

O cervo-do-pantanal ocorre no centro-leste e nordeste da Argentina, centro-oeste e sul do Brasil, Paraguai, sudeste do Peru e leste da Bolívia.

Continentes de Ocorrência

América do Sul

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Marsh Deer." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 17 Nov. 2016. Web. 6 Apr. 2017.
  • Marsh Deer fact file on ARKive.
  • Duarte, J.M.B., Varela, D., Piovezan, U. & Beccaceci, M.D. and Garcia, J.E. 2016. Blastocerus dichotomus. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T2828A22160916.

Mais Espécies de Mamíferos

Conheça mais espécies de Mamíferos selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.