Baleia-jubarte

Fotografia por Sylke Rohrlach, CC BY-SA

Local da foto: Vavaʻu, Tonga

 DSC-RX100 (SONY)
Distância Focal: 10mm  •  Abertura: f/5.6  •  Tempo de Exposição: 1/100s  •  ISO: 125
Data em que a foto foi tirada: 18/07/2014
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Baleia-jubarte

Megaptera novaeangliae
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Mammalia
Ordem Cetartiodactyla
Família Balaenopteridae
Gênero Megaptera
Nome Científico Megaptera novaeangliae(Borowski, 1781)
Nome Inglês Humpback Whale
Estado de Conservação LC  - Pouco Preocupante (IUCN / 2008)

Descrição

A baleia-jubarte, conhecida também como baleia-corcunda, é uma das espécies de baleias de barba e pertence à família Balaenopteridae. As baleias de barba fazem parte de uma subordem (Mysticeti) de baleias que se caracterizam pela presença de "barbas" no lugar de dentes.

A baleia-jubarte tem um corpo robusto e a coloração dorsal é preta. A cabeça e a mandíbula inferior são cobertas de tubérculos, que são folículos capilares, e são característicos desta espécie. A longa nadadeira caudal preta e branca, que pode ter até um terço do comprimento do corpo, e as nadadeiras peitorais, têm padrões únicos que podem ser usados para identificar espécimes individuais. As nadadeiras peitorais da baleia-jubarte são, proporcionalmente, as nadadeiras mais longas entre os cetáceos, atingindo até 5 m de comprimento.

A baleia-jubarte tem entre 11,5 e 15 m de comprimento e pesa entre 25.000 e 35.000 kg. A fêmea é maior do que o macho.

Biologia

Provavelmente um dos aspectos mais conhecidos do comportamento da baleia-jubarte é a sua exibição acrobática - ela faz saltos espetaculares onde seu corpo pode deixar a água completamente, retornando com um enorme "splash" na água. O misterioso canto dos machos solitários também é uma característica bem conhecida.

A baleia-jubarte tem placas de barba (um material semelhante ao cabelo humano ou unhas) na boca que filtram organismos planctônicos da água. Ela pode abrir a boca de forma muito ampla devido aos sulcos da garganta, e assim pode engolir grandes quantidades de água.

A baleia-jubarte se alimenta principalmente no verão e vive de reservas de gordura durante o inverno. Ela se alimenta muito raramente e de forma oportunista em suas águas de invernada. Sua dieta é composta de krill, copépodes e peixes. Ela caça suas presas por ataque direto ou atordoando suas presas ao bater suas nadadeiras na água.

A baleia-jubarte vive em grupo. Ela migra sazonalmente dos trópicos para as áreas de alimentação no norte, e aparece em maior número nas águas subárticas durante a primavera, permanecendo lá até o verão. Com o avanço da estação, ela se torna menos numerosa. As baleias-jubarte migram, aparentemente, porque procuram águas mais quentes para criarem seus filhotes. O acasalamento também ocorre aproximadamente no mesmo período nas águas mais quentes.

Os machos competem pelas fêmeas diretamente escoltando parceiras receptivas e defendendo-as agressivamente. Após um período de gestação de 10 a 12 meses, a fêmea dá à luz um único filhote, que geralmente tem entre 4 e 5 m de comprimento. O filhote é amamentado pela mãe durante cerca de 5 meses. O leite da fêmea é altamente nutritivo, contendo grande quantidade de gordura, proteína, lactose e água. O filhote acompanha a mãe na migração de retorno para as áreas polares de alimentação, e estudos têm mostrado que os indivíduos retornam para o mesmo local de alimentação constantemente ano após ano.

A baleia-jubarte atinge a maturidade sexual entre 4 e 5 anos de idade, e pode viver entre 45 e 100 anos.

Habitat

A baleia-jubarte é encontrada em áreas tropicais e polares dependendo da estação, e está associada com águas costeiras rasas.

Distribuição

A baleia-jubarte é encontrada em todos os principais oceanos do mundo. Ela faz migrações anuais de milhares de quilômetros, das áreas de alimentação de verão em águas polares, para áreas de reprodução de inverno perto dos trópicos. Na verdade, os indivíduos que se alimentam no sul do Cabo Horn (ponto mais ao sul do arquipélago da Terra do Fogo, no sul do Chile) fazem a migração mais longa conhecida entre os mamíferos, para reproduzirem nas águas mais quentes da Colômbia e Costa Rica.

Continentes de Ocorrência

África, América do Norte, América do Sul, Antártida, Ásia, Austrália/Oceania, Europa

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Humpback Whale." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 5 Apr. 2017. Web. 6 Apr. 2017.
  • Humpback Whale fact file on ARKive.
  • Kurlansky, M. 2000. "Megaptera novaeangliae" (On-line), Animal Diversity Web.
  • Reilly, S.B., Bannister, J.L., Best, P.B., Brown, M., Brownell Jr., R.L., Butterworth, D.S., Clapham, P.J., Cooke, J., Donovan, G.P., Urbán, J. & Zerbini, A.N. 2008. Megaptera novaeangliae. The IUCN Red List of Threatened Species 2008: e.T13006A3405371.

Mais Espécies de Mamíferos

Conheça mais espécies de Mamíferos selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.