Viúva-negra-do-sul

Fotografia por Smithsonian Institution / NMNH / Insect Zoo, CC BY-NC

Local da foto: Museu Nacional Smithsoniano, Washington, Estados Unidos

  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Viúva-negra-do-sul

Latrodectus mactans
Reino Animalia
Filo Arthropoda
Classe Arachnida
Ordem Araneae
Família Theridiidae
Gênero Latrodectus
Nome Científico Latrodectus mactans(Fabricius, 1775)
Nome Inglês Southern Black Widow
Estado de Conservação NE  - Não Avaliada pela IUCN

Descrição

A viúva-negra-do-sul é uma espécie de aranha altamente peçonhenta da família Theridiidae. Essa espécie recebe seu nome comum do equívoco comum (concepção errada) de que a fêmea come regularmente o macho após o acasalamento.

A viúva-negra-do-sul tem uma coloração preta brilhante. A fêmea tem, em média, entre 8 e 10 mm de comprimento e tem longas pernas delgadas e um abdômen redondo. Na parte inferior do abdômen da fêmea (ventre), geralmente tem uma marca de ampulheta vermelha e um ou dois pontos vermelhos sobre as fiandeiras e ao longo do meio de suas costas.

O macho tem entre 3 e 4 mm de comprimento e um abdômen alongado. As pernas do macho são maiores do que as da fêmea, e cada articulação é marrom alaranjada no meio e preta nas extremidades. Nos lados do abdômen do macho existem quatro pares de listras brancas e vermelhas. As aranhas jovens são laranja, marrons e brancas. Elas adquirem a coloração preta com a idade, ou a cada muda.

Biologia

A viúva-negra-do-sul é uma espécie carnívora e sua dieta é composta de uma variedade de artrópodes. A teia da aranha é forte o suficiente para capturar animais maiores, como um rato, por exemplo. Quando a presa se enrosca na teia, a viúva-negra-do-sul sai do seu refúgio, envolve a presa de forma segura em sua forte teia, depois pica e envenena sua presa. O veneno leva até dez minutos para fazer efeito. Nesse meio tempo, a presa é mantida firmemente pela aranha. Quando os movimentos da presa cessam, a aranha libera enzimas digestivas no ferimento da picada e depois suga o alimento resultante. Todo o processo de digestão ocorre fora do corpo da aranha.

A viúva-negra-do-sul é tímida, sedentária, solitária, canibal e noturna. A única vida social que ela tem é durante o acasalamento. A cópula entre as viúvas-negras-do-sul é única. Um macho maduro tece uma pequena "teia de esperma" e deposita uma pequena quantidade de sêmen sobre ela. Em seguida, ele carrega seus pedipalpos com o esperma, abandona o seu habitat, e tem um esforço considerável para localizar uma fêmea de sua espécie. Depois que a fêmea é localizada, começa o namoro. O macho vibra os fios da teia da fêmea para garantir que ela o reconheça como um parceiro, e para fazer com que ela se torne receptiva ao acasalamento. O acasalamento ocorre quando o macho insere seus pedipalpos modificados para transferir esperma nas aberturas da espermateca da fêmea. Os espermatozoides são colocados sobre os ovos.

A época de reprodução da viúva-negra-do-sul ocorre entre o final da primavera e início do outono. A fêmea coloca ovos em vários sacos de ovos com formato de pera, que são brancos, bege ou cinza, e têm uma textura semelhante ao papel. Esses sacos podem conter até 400 ovos e são suspensos na teia. A fêmea cuida dos ovos no saco de ovos até a eclosão. Cerca de quatro semanas após colocar os ovos, eles eclodem e os filhotes emergem do saco. Os filhotes se dispersam logo após a eclosão, momento em que cessa o cuidado parental. Os filhotes fazem várias mudas antes de atingirem a maturidade.

A maioria das viúvas-negras-do-sul vivem por um ano. Algumas são conhecidas por terem vivido três anos na natureza e, em cativeiro, essa espécie pode viver por pelo menos quatro anos.

Habitat

A viúva-negra-do-sul constrói teias perto do chão em áreas abrigadas escuras, sob pilhas de madeira, pedras, em troncos de árvores mortas e em áreas internas, como celeiros, porões e dependências. Dentro da teia, essa aranha geralmente constrói um refúgio onde ela passa a maior parte de seu tempo, saindo apenas quando uma presa é capturada na teia ou para reparar danos na teia.

Distribuição

A viúva-negra-do-sul é encontrada principalmente no sudeste dos Estados Unidos, desde a Flórida até Nova Iorque, e a oeste até o Texas, Oklahoma, Arizona, Nevada e Califórnia. No Canadá, a viúva-negra-do-sul ocorre nas partes do sul da Colúmbia Britânica, Alberta, Saskatchewan, Manitoba e Ontário.

Veneno

Embora a viúva-negra-do-sul não seja especialmente grande, seu veneno é extremamente potente. Em comparação com muitas outras espécies de aranhas, as quelíceras não são muito grandes ou poderosas, mas tem tamanho suficiente para injetar o veneno até um ponto que pode ser prejudicial. O macho dessa espécie, que é muito menor, injeta menos veneno com suas quelíceras menores. A quantidade real injetada, mesmo por um fêmea madura, é muito pequena em volume físico. Quando essa pequena quantidade de veneno é espalhada pelo corpo de um ser humano adulto e saudável, geralmente não representa uma dose fatal. Mortes em adultos saudáveis decorrentes de picadas de viúvas-negras são relativamente raras em termos de número de picadas por cada mil pessoas. A viúvas-negra tem veneno mais potente do que a maioria das aranhas, e antes do desenvolvimento do antiveneno, 5% das picadas em humanos resultavam em morte. O veneno da viúva-negra-do-sul é neurotóxico.

Continentes de Ocorrência

América do Norte

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Latrodectus mactans." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 30 Mar. 2017. Web. 31 Mar. 2017.
  • Black Widow Spider fact file on ARKive.
  • McCorkle, M. 2002. "Latrodectus mactans" (On-line), Animal Diversity Web.

Mais Espécies de Invertebrados

Conheça mais espécies de Invertebrados selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.