Joaninha-de-sete-pontos

Fotografia por Ziva & Amir, CC BY-NC-ND

Local da foto: Israel

 PENTAX K-5 II (PENTAX )
Distância Focal: 100mm  •  Abertura: f/5.0  •  Tempo de Exposição: 1/50s  •  ISO: 100
Data em que a foto foi tirada: 27/01/2015
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Joaninha-de-sete-pontos

Coccinella septempunctata
Reino Animalia
Filo Arthropoda
Classe Insecta
Ordem Coleoptera
Família Coccinellidae
Gênero Coccinella
Nome Científico Coccinella septempunctata(Linnaeus, 1758)
Nome Inglês Seven-spot Ladybird, Seven-spotted Ladybug
Estado de Conservação NE  - Não Avaliada pela IUCN

Descrição

A joaninha é um pequeno inseto da família Coccinellidae, uma família com mais de 5.000 espécies descritas, sendo que mais de 450 espécies são nativas da América do Norte.

A joaninha-de-sete-pontos tem élitros de cor vermelho alaranjado pontuados com três pontos pretos cada, com mais um ponto preto que se espalha sobre a junção dos dois élitros, totalizando sete pontos, dos quais derivam seu nome comum e nome científico (do Latim septem = "sete" e punctus = "ponto"). Em cada lado do escudelo, logo acima do ponto preto escutelar, existe uma mancha branca. Os três pontos em cada élitro são variáveis no posicionamento, mas geralmente são bem marcantes. A joaninha-de-sete-pontos também tem duas manchas brancas pálidas características ao longo do lado anterior do pronoto. O lado ventral do abdômen é convexo e é quase exclusivamente preto. Os machos têm pequenos pelos no último segmento abdominal.

A joaninha-de-sete-pontos tem um formato de corpo oval muito característico com seis pernas curtas. Um espécime adulto por atingir um comprimento de corpo de 7,6 a 10,0 mm.

Biologia

A joaninha-de-sete-pontos é uma espécie polígafa. Ela preda principalmente afídeos e outros insetos de escala semelhante, mas quando tais recursos estão baixos, os adultos se alimentam de pólen. Tanto os adultos quanto as larvas são predadores vorazes de afídeos e, por isso, essa espécie foi introduzida na América do Norte como um agente de controle biológico para reduzir o número de afídeos, e agora está estabelecida na América do Norte.

A joaninha-de-sete-pontos é um inseto que pode voar, e é ativo principalmente durante o dia. Um aspecto importante do comportamento dessa espécie é a sua tendência de se agregar durante o período de hibernação. Os adultos formam grupos de cerca de 10 a 15 indivíduos (embora agregações de mais de 200 indivíduos já foram documentadas) dentro da folhagem densa de gramíneas baixas ou entre pedras.

Os pontos distintos e cores atrativas da joaninha-de-sete-pontos aparentemente torna essa espécie pouco atrativa para os predadores. Essa espécie pode secretar um fluido das articulações nas pernas que lhe dá um sabor ruim. Uma joaninha ameaçada pode se fingir de morta e secretar a substância nada saborosa para se proteger. A joaninha-de-sete-pontos sintetiza alcaloides tóxicos, N-óxido coccinelline. Dependendo do sexo e dieta, a coloração e tamanho dos pontos podem fornecer alguma indicação de quão tóxico o espécime é para potenciais predadores.

A reprodução da joaninha-de-sete-pontos é sexual, machos e fêmeas copulam com múltiplos parceiros em uma temporada de reprodução. Os machos cortejam as fêmeas em um processo de cinco etapas: aproximação, observação, exame, monta e tentativa copulatória. Durante a fase de aproximação, um macho chegará a 1 cm de uma fêmea desejada e a observará sem fazer contato. O macho, então, examinará a fêmea sentindo suas antenas e boca. Se ela estiver receptiva e aceitar, o macho montará a fêmea subindo sobre os élitros por trás e tentará copular. Quando uma fêmea tem ovos fertilizados ela começa a dispersá-los ao redor do seu ambiente. Uma fêmea pode colocar entre 250 a 500 ovos em sua vida. Como todos os membros da família Coccinellidae, essa espécie não apresenta cuidado parental. Os machos apenas copulam com as fêmeas, enquanto as fêmeas não influenciam o desenvolvimento dos filhotes além do fornecimento de nutrientes nos ovos e depósito dos ovos em substratos ricos em recursos e seguros.

Geralmente uma joaninha-de-sete-pontos adulta vive entre 1 e 2 anos, dependendo da sua sobrevivência durante o inverno.

Habitat

A joaninha-de-sete-pontos pode ser encontrada em quase qualquer lugar onde exista um número significativo de presas, especialmente afídeos. Isso inclui plantas herbáceas pequenas, arbustos e árvores em campos abertos, pastos, pântanos, campos agrícolas, jardins suburbanos e parques. O habitat preferido para hibernação dessa espécie é uma área aberta com pedras abrigando pequenos tufos, ou cercas vivas de plantas que estejam viradas para o sul, maximizando as horas de luz solar.

Distribuição

A joaninha-de-sete-pontos teve origem na Europa e Ásia, mas agora é encontrada em todo o Oriente Médio, Índia e América do Norte (Estados Unidos e Canadá).

Continentes de Ocorrência

América do Norte, Ásia, Europa

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Coccinella septempunctata." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 5 Jan. 2017. Web. 1 Apr. 2017.
  • Bauer, T. 2013. "Coccinella septempunctata" (On-line), Animal Diversity Web.

Mais Espécies de Invertebrados

Conheça mais espécies de Invertebrados selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.