Camarão-arlequim

Fotografia por Dave Bluck, CC BY-NC-SA

Local da foto: Ilha Seraya, Indonésia

 NIKON D300 (NIKON CORPORATION)
Distância Focal: 60mm  •  Abertura: f/13.0  •  Tempo de Exposição: 1/80s  •  ISO: 200
Data em que a foto foi tirada: 08/09/2010
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Camarão-arlequim

Hymenocera picta
Reino Animalia
Filo Arthropoda
Classe Malacostraca
Ordem Decapoda
Família Hymenoceridae
Gênero Hymenocera
Nome Científico Hymenocera pictaDana, 1852
Nome Inglês Harlequin Shrimp
Estado de Conservação NE  - Não Avaliada pela IUCN

Descrição

O camarão-arlequim é uma espécie de camarão de água salgada da família Hymenoceridae e uma das mais belas espécies de camarões tropicais. Às vezes chamado de camarão-palhaço ou camarão-dançarino, é conhecido como a flor da família dos camarões.

O camarão-arlequim geralmente tem uma coloração creme ou branca com manchas irregulares. No Oceano Pacífico, muitos destes camarões têm manchas vermelhas, enquanto os camarões do Oceano Índico geralmente têm manchas roxas, e os camarões do Havaí têm manchas vermelhas e roxas em seus corpos. O camarão-arlequim tem grandes pinças, conhecidas como quelas. As pinças e os olhos têm uma aparência fina e achatada. Em sua cabeça o camarão tem antênulas sensoriais parecidas com pétalas para farejar suas presas. Seu corpo geralmente atinge até 5 cm de comprimento, e a fêmea é maior do que o macho e também tem placas abdominais coloridas. As placas abdominais do macho são brancas.

O camarão-arlequim geralmente é considerado a única espécie do gênero Hymenocera, mas algumas fontes o separam em duas espécies: o Hymenocera picta do Pacífico leste e central, onde as manchas são roxas/rosadas escuras com uma borda amarela, e o Hymenocera elegans do Oceano Índico e Pacífico Ocidental, onde as manchas são mais acastanhadas e têm uma borda azul.

Biologia

Como um predador, o camarão-arlequim necessita de uma dieta específica de estrelas-do-mar e alguns ouriços-do-mar para a sua sobrevivência a longo prazo. Localizando suas presas pelo faro, o camarão retira a estrela-do-mar de sua rocha ou recife. Muitas vezes, dois camarões, um macho e uma fêmea, unem forças para virar a estrela-do-mar juntos e compartilhar a refeição. Eles viram a estrela-do-mar de costas e comem os delicados pés tubulares e os tecidos moles até atingir o disco central, mantendo a estrela-do-mar viva por três ou quatro dias (ocasionalmente eles até a alimentam) durante o processo de alimentação. Às vezes, eles comem uma estrela-do-mar completamente muito maior do que eles mesmos.

Em sua dieta, o camarão-arlequim inclui a grande estrela-do-mar-coroa-de-espinhos (Acanthaster planci). Ele parece ter uma preferência por estrelas-do-mar menores e mais sedentárias, mas como estas geralmente não são suficientemente numerosas para as suas necessidades, geralmente ele ataca a estrela-do-mar-coroa-de-espinhos, reduzindo seu consumo de coral enquanto ela está sob ataque do camarão, matando-a dentro de alguns dias.

O camarão-arlequim se move lentamente e movimenta as suas duas grandes pinças quase que constantemente, mesmo quando parado. Enquanto sua excepcional coloração pode avisar os predadores de longe, o camarão-arlequim também pode incorporar toxinas de suas presas, tornando-se uma refeição desagradável e potencialmente perigosa para os seus predadores.

O camarão-arlequim geralmente vive em pares. É uma espécie monogâmica, formando casais para a vida toda. O casal é territorial. O acasalamento ocorre depois da muda da fêmea (após a troca da carapaça). A fêmea produz entre 100 e 5.000 ovos por temporada, dependendo de fatores ambientais, e ela tende a limpá-los até a eclosão.

Muitas pessoas têm estes camarões como animais de estimação em aquários por causa de seus corpos coloridos. Estes camarões são muito sensíveis e qualquer mudança de temperatura, composição química da água e salinidade pode ser prejudicial para o animal. Mesmo altos níveis de nitrato ou de cobre podem prejudicar negativamente o animal.

Habitat

O camarão-arlequim geralmente é encontrado abaixo da zona interdital em recifes de coral. Ele prefere temperaturas entre 22 e 27ºC, mas é muito raro devido às alterações nos recifes de coral.

Distribuição

O camarão-arlequim ocorre nos Oceanos Índico e Pacífico tropicais.

Continentes de Ocorrência

África, Ásia, Austrália/Oceania

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Hymenocera." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 29 Nov. 2016. Web. 6 Apr. 2017.

Mais Espécies de Invertebrados

Conheça mais espécies de Invertebrados selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.