Bicho-pau-de-espinhos-gigante

Fotografia por Thomas Bresson, CC BY

Local da foto: Franco-Condado, França

 COOLPIX P7100 (NIKON)
Distância Focal: 20mm  •  Abertura: f/8.0  •  Tempo de Exposição: 1/160s  •  ISO: 100
Data em que a foto foi tirada: 09/05/2013
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Bicho-pau-de-espinhos-gigante

Extatosoma tiaratum
Reino Animalia
Filo Arthropoda
Classe Insecta
Ordem Phasmatodea
Família Phasmatidae
Gênero Extatosoma
Nome Científico Extatosoma tiaratum(Macleay, 1826)
Nome Inglês Giant Prickly Stick Insect, Australian Walking Stick, Macleay's Spectre
Estado de Conservação NE  - Não Avaliada pela IUCN

Descrição

O bicho-pau-de-espinhos-gigante é uma grande espécie de bicho-pau da família Phasmatidae.

O bicho-pau-de-espinhos-gigante se parece mais com um cacto do que com um graveto ou galho. Seu corpo é robusto e coberto de pequenos espinhos. Em suas pernas ele tem grandes lóbulos que também têm pequenos espinhos e se parecem com folhas de uma planta do deserto. Seu corpo geralmente tem uma cor marrom, mas também pode ser marrom mosqueado, pardo, verde, avermelhado, creme, amarelado e até mesmo totalmente branco.

A diferença entre machos e fêmeas é grande. A fêmea é coberta com espículas parecidas com espinhos que servem para defesa e camuflagem. Seu corpo longo e arredondado pode crescer até 20 cm de comprimento. Ela tem numerosas espículas e expansões tegumentar na face e pernas, incluindo um tufo de espinhos na região occipital de sua cabeça cônica. A fêmea também não voa, pois suas asas são muito pequenas, principalmente quando estão grávidas.

Apresentando o dimorfismo sexual de muitos insetos semelhantes (particularmente de outros insetos da ordem Phasmatodea), o macho é menor e mais fino, crescendo apenas 11 cm de comprimento, e tem três ocelos e grandes antenas. O macho também não tem os espinhos desenvolvidos em seu corpo, exceto em sua face. Ele tem asas longas e voa bem, levantando voo rapidamente se perturbado ou à procura de fêmeas.

Biologia

Como a maioria dos bichos-pau, o bicho-pau-de-espinhos-gigante é dócil por natureza. É uma espécie noturna e geralmente só se locomove durante a noite. Ele tem uma estratégia de defesa incrível: ele mimetiza um escorpião quando ameaçado, enrolando a sua cauda. Às vezes, ele eleva suas pernas dianteiras para mimetizar as pinças de um escorpião. Predadores interessados em capturar um bicho-pau, o veem como um escorpião e acabam não dispostos a assumir o risco de atacar um escorpião peçonhento. O bicho-pau-de-espinhos-gigante é inofensivo, mas só usa a sua cauda para enganar predadores.

O bicho-pau-de-espinhos-gigante é herbívoro e sua dieta na natureza é composta principalmente de folhas de Eucaliptos.

O bicho-pau-de-espinhos-gigante geralmente reproduz por meio da reprodução sexual e a fêmea produz ovos que eclodem quatro meses depois. Quando nenhum macho está presente na população, essa espécie apresenta partenogênese (crescimento e desenvolvimento de um embrião sem fertilização, isto é, por reprodução assexuada). Ovos sem fertilização levam até nove meses para eclodir e produzem apenas fêmeas.

O material externo dos ovos do bicho-pau-de-espinhos-gigante consiste de lipídios e outros compostos orgânicos que as formigas identificam como alimento. Elas carregam os ovos para sua colônia, consomem a porção externa comestível, e despejam os ovos intactos em suas pilhas de resíduos. As ninfas recém-nascidas do bicho-pau mimetizam as formigas e lembram os insetos em cujo ninho elas nascem. O padrão aposemático da ninfa - cabeça laranja, colar branco e o resto do corpo preto - mimetiza o gênero de formigas Leptomyrmex e a faz parecer tóxica.

Embora a maioria dos bichos-pau adultos sejam notoriamente lentos, essas ninfas são velozes, ativas e rapidamente fazem o seu caminho para as árvores. Sua locomoção diminui quando elas mudam para sua segunda e subsequentes fases.

Habitat

O bicho-pau-de-espinhos-gigante vive entre a folhagem em florestas tropicais, florestas temperadas e pastagens.

Distribuição

O bicho-pau-de-espinhos-gigante é endêmico da Austrália, mas pode ser encontrado também na Nova Guiné.

Continentes de Ocorrência

Austrália/Oceania

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Extatosoma tiaratum." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 13 Mar. 2017. Web. 31 Mar. 2017.
  • Keeping Insects
  • Toronto Zoo

Mais Espécies de Invertebrados

Conheça mais espécies de Invertebrados selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.