Aranha-armadeira

Copyright © Lubomír Klátil

 NIKON D90 (NIKON CORPORATION)
Distância Focal: 105mm  •  Abertura: f/5.6  •  Tempo de Exposição: 1/125s  •  ISO: 200
Data em que a foto foi tirada: 09/03/2015
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Aranha-armadeira

Phoneutria spp.
Reino Animalia
Filo Arthropoda
Classe Arachnida
Ordem Araneae
Família Ctenidae
Gênero Phoneutria
Nome Científico Phoneutria spp.Perty, 1833
Nome Inglês Brazilian Wandering Spider, Armed Spider
Estado de Conservação NE  - Não Avaliada pela IUCN

Descrição

As aranhas-armadeiras pertencem ao gênero Phoneutria, um gênero de aranhas peçonhentas agressivas de potencial importância médica para os seres humanos composto por oito espécies, e pertencem à família Ctenidae. As aranhas-armadeiras são conhecidas também como aranhas-da-banana, pois também são encontradas em plantações de bananas e dentro de carregamentos de bananas. Sendo assim, qualquer aranha grande encontrada em um cacho de bananas deve ser tratada com o devido cuidado.

As espécies de aranhas-armadeiras são: Phoneutria bahiensis (Simó & Brescovit, 2001), Phoneutria boliviensis (F. O. Pickard-Cambridge, 1897), Phoneutria eickstedtae (Martins & Bertani, 2007), Phoneutria fera (Perty, 1833), Phoneutria keyserlingi (F. O. Pickard-Cambridge, 1897), Phoneutria nigriventer (Keyserling, 1891), Phoneutria pertyi (F. O. Pickard-Cambridge, 1897) e Phoneutria reidyi (F. O. Pickard-Cambridge, 1897). A identificação das espécies pela aparência e coloração não é muito fácil devido à alta variação, especialmente quando a origem do animal não é conhecida com exatidão. As espécies mais conhecidas são a Phoneutria fera e a Phoneutria nigriventer.

A espécie de aranha-armadeira da foto desse perfil é a Phoneutria fera.

As aranhas do gênero Phoneutria podem ter uma envergadura de pernas entre 13 e 15 cm e um comprimento de corpo entre 1,7 e 4,8 cm. Enquanto algumas outras aranhas da subordem Araneomorphae têm pernas mais longas, a maior espécie do gênero Phoneutria tem um corpo mais longo e um peso corporal maior nesse grupo. Todas as aranhas têm um corpo muito semelhante, dividido em dois segmentos principais: o prossoma ou cefalotórax, e o abdômen. Esses dois segmentos são unidos por uma estrutura chamada de pedículo. O prossoma é a região da cabeça da aranha e contém as oito pernas, os olhos, as quelíceras e os pedipalpos. O abdômen contém as fiandeiras, a abertura anal, os pulmões, o coração e os órgãos reprodutores.

Biologia

As aranhas-armadeiras têm o habito de andar pelo chão da floresta à noite, ao invés de se manter dentro de uma toca ou penduradas em uma teia. Durante o dia elas se escondem dentro de cupinzeiros, sob troncos caídos e rochas, e em bananeiras e bromélias. A espécie Phoneutria nigriventer é conhecida por se esconder em locais escuros e úmidos em/ou próximos de habitações humanas.

As aranhas-armadeiras apresentam um distinto comportamento defensivo quando se sentem ameaçadas, no qual o corpo é levantado em um posição ereta, os dois primeiros pares de pernas são bem levantadas (revelando o notável padrão de faixas claras/escuras na parte inferior das pernas), enquanto a aranha balança de um lado para o outro com as pernas traseiras em uma posição "armada".

As aranhas-armadeiras se alimentam de grilos, grandes insetos, camundongos e outros pequenos mamíferos, lagartos, ou qualquer outra coisa que encontrarem rastejando pelo chão da floresta úmida que não seja muita grande para ser abatida.

Geralmente, algumas semanas após o acasalamento a fêmea deposita seus ovos. Os ovos não são fertilizados até o momento da postura. À medida que os ovos deixam o corpo da fêmea, eles são cobertos em um líquido gelatinoso claro, que eventualmente secará e manterá os ovos juntos em uma grande massa. Depois que a fêmea coloca todos os ovos, às vezes mais de 1.000, ela reveste os ovos em uma seda. As aranhas-armadeiras vivem geralmente por 1 ou 2 anos.

Habitat

As aranhas-armadeiras habitam florestas. Devido à sua natureza vagante e hábitos noturnos, essas aranhas podem se abrigar em casas, carros, roupas, sapatos e caixas de alimentos.

Distribuição

As aranhas-armadeiras ocorrem da América Central (Costa Rica) até o sul da América do Sul - do leste dos Andes até o norte da Argentina, incluindo Colômbia, Venezuela, Guianas, Equador, Peru, Bolívia, Brasil e Paraguai.

Veneno

As espécies Phoneutria fera e Phoneutria nigriventer são consideradas as espécies de aranhas mais peçonhentas do mundo. Seu veneno contém uma neurotoxina potente conhecida como PhTx3. Em uma concentração mortal, essa neurotoxina causa a perda de controle muscular e problemas respiratórios, resultando em paralisia e eventual asfixia. Além disso, o veneno causa dor intensa e inflamação após a picada. Além da dor intensa e possíveis complicações médicas, a picada da aranha-armadeira pode provocar uma ereção longa e dolorosa (priapismo) em homens, pois o veneno aumenta o óxido nítrico, uma substância química que aumenta o fluxo sanguíneo. Um componente do veneno (Tx2-6) está sendo estudado para uso em tratamento de disfunção erétil.

É importante salientar que as aranhas não picam as pessoas por acaso. Muito pelo contrário - da perspectiva de uma aranha é muito caro desperdiçar veneno em seres humanos. É preciso tempo e energia para produzir o veneno que serve essencialmente para imobilizar e, eventualmente, matar a presa e, uma aranha que injetou seu veneno em coisas não comestíveis, pode ser incapaz de dominar uma presa logo em seguida, e pode, portanto, passar fome por algum tempo. Assim, uma aranha só estaria disposta a dar uma "picada completa" com injeção do veneno, quando ela realmente se sentir ameaçada - como em uma situação de vida ou morte (do ponto de vista da aranha).

E é assim que acontecem os acidentes: pessoas sem saber da presença da aranha, fazem movimentos em direção a aranha ou até mesmo pressionam ela acidentalmente ao manusear cachos de bananas, por exemplo. A aranha noturna, que segundos antes estava em um cacho de bananas se escondendo da luz do dia, encontra-se agora em uma situação estressante, ameaçada de ser esmagada/morta pelo predador de cinco dedos. A resposta natural da aranha para tal situação é uma picada.

Continentes de Ocorrência

América do Norte, América do Sul

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Brazilian Wandering Spider." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 7 Apr. 2017. Web. 8 Apr. 2017.
  • Staatliches Museum für Naturkunde Karlsruhe.
  • Brazilian Wandering Spider.
  • Animal Corner.

Mais Espécies de Invertebrados

Conheça mais espécies de Invertebrados selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.