Anêmona-do-mar-magnífica

Fotografia por Eric Burgers, CC BY-NC-SA

Local da foto: Mar Vermelho, Egito

 NIKON D7000 (NIKON CORPORATION)
Distância Focal: 14mm  •  Abertura: f/10.0  •  Tempo de Exposição: 1/60s  •  ISO: 100
Data em que a foto foi tirada: 15/05/2011
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Anêmona-do-mar-magnífica

Heteractis magnifica
Reino Animalia
Filo Cnidaria
Classe Anthozoa
Ordem Actiniaria
Família Stichodactylidae
Gênero Heteractis
Nome Científico Heteractis magnifica(Quoy & Gaimard, 1833)
Nome Inglês Magnificent Sea Anemone
Estado de Conservação NE  - Não Avaliada pela IUCN

Descrição

A anêmona-do-mar-magnífica é um invertebrado marinho e uma espécie de anêmona da família Stichodactylidae.

A anêmona-do-mar-magnífica tem a morfologia básica da maioria das anêmonas, vivendo toda a sua vida na forma de pólipo (parecendo uma coluna cilíndrica com tentáculos). Essa espécie tem dois discos, um disco pedal e um disco oral. O disco pedal tem um pé pegajoso que é usado para ancorar a anêmona em várias superfícies rígidas. O disco oral, que pode ser plano a ligeiramente curvado, contém a boca e tentáculos ao redor. Esse disco geralmente é amarelo, marrom ou verde, e muitas vezes é um pouco elevado para que a boca se projete para fora. A parte inferior dos tentáculos, mais próxima da boca, tem a mesma cor do disco oral (geralmente tons de castanho), mas a parte mais afastada de cada tentáculo pode variar na cor, entre vermelho, rosa, roxo, laranja e verde, mas geralmente têm uma coloração acastanhada. Os tentáculos têm aproximadamente 75 cm de comprimento e alguns são ramificados. As pontas dos tentáculos são inchadas e dentro dessas pontas inchadas têm cnidócitos, que contêm muitos nematocistos, estruturas para entrega de toxinas que são usadas na captura de alimento e defesa.

A anêmona-do-mar-magnífica é a segunda maior espécie de anêmona-do-mar em tamanho. O disco oral pode atingir 1 m de diâmetro, ou pode ser muito pequeno com apenas 1,25 cm. Essa espécie geralmente tem entre 30 e 50 cm de diâmetro.

Biologia

A anêmona-do-mar-magnífica é carnívora e sua dieta é composta de pequenos peixes, camarões, isópodes, anfípodes, mexilhões, ouriços-do-mar e plâncton. Essa espécie também absorve enxofre, nitrogênio e outros nutrientes essenciais para o seu desenvolvimento a partir de resíduos do simbiótico peixe-palhaço, conhecido também como peixe-das-anêmonas, que vive dentro de seus tentáculos. O peixe-palhaço também leva ocasionalmente pedaços de alimentos para o seu hospedeiro.

A anêmona-do-mar-magnífica é encontrada com frequência em associação com várias espécies de peixes-palhaços:

A anêmona-do-mar-magnífica pode ser solitária ou colonial. Os animais solitários tendem a se agrupar quando atingem um tamanho específico. Alguns animais pequenos se agrupam e se parecem com um animal maior. A anêmona-do-mar-magnífica é móvel quando tenta se reposicionar para obter mais luz solar. Essa espécie se locomove rastejando em seu disco basal ou deixando a maré levá-la. Os membros dessa espécie tendem a permanecer sedentários na maior parte de suas vidas. As anêmonas podem ser semiagressivas e picar outras anêmonas que invadem o seu espaço.

As anêmonas-do-mar usam os seus nematocistos urticantes para capturarem presas que as tocam e, depois, as levam para o disco oral digerir. Elas também contêm algas simbióticas que produzem glicose como um produto da fotossíntese, a qual é utilizada pelas anêmonas.

A anêmona-do-mar-magnífica pode reproduzir de forma sexuada ou assexuada. Na reprodução sexuada, o macho libera seu esperma primeiro para estimular a fêmea a liberar seus ovos. Essa fertilização externa leva ao desenvolvimento de uma larva plânula ciliada. A reprodução assexuada pode ocorrer por brotação, fissão binária ou laceração pedal (quando parte do disco pedal se quebra para formar uma nova anêmona). A reprodução assexuada ocorre mais no inverno. A presença do simbiótico peixe-palhaço-de-nadadeiras-laranja (Amphiprion chrysopterus) pode aumentar a quantidade de reprodução assexuada e o crescimento geral. Anêmonas encontradas com o peixe-palhaço-de-nadadeiras-laranja têm taxas de fissão mais rápidas do que aquelas sem essa espécie simbiótica.

Quando as anêmonas reproduzem de forma sexuada, seus ovos fertilizados se desenvolvem em uma larva plânula que se instala no fundo do oceano e se desenvolve em um pólipo. Quando as anêmonas reproduzem de forma assexuada, elas formam novas anêmonas diretamente dos pais como uma réplica exata.

A longevidade da anêmona-do-mar-magnífica na natureza é desconhecida, mas estima-se que algumas dessas anêmonas podem viver centenas de anos. Em cativeiro, o tempo de vida mais longo foi de 80 anos.

Habitat

A anêmona-do-mar-magnífica é encontrada em recifes marinhos que variam entre 1 e 50 m de profundidade. Ela prefere águas quentes entre 24 e 32°C. Essa espécie vive em águas claras com uma forte corrente.

Distribuição

A anêmona-do-mar-magnífica é encontrada nas regiões tropicais do Indo-Pacífico. Ela ocorre desde o Mar Vermelho até Samoa, e nas águas do sudeste da Ásia, norte da Austrália e em regiões do Pacífico Ocidental.

Continentes de Ocorrência

África, Ásia, Austrália/Oceania

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Heteractis magnifica." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 13 Fev 2017. Web. 07 Abr 2017.
  • Garbarino, S. 2011. "Heteractis magnifica" (On-line), Animal Diversity Web.
  • Dallas World Aquarium.

Fotos da Espécie

Mais Espécies de Invertebrados

Conheça mais espécies de Invertebrados selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.