Água-viva-comum

Fotografia por Alexander Vasenin, CC BY-SA

Local da foto: Mar Vermelho, Egito

 Canon PowerShot G11 (Canon)
Distância Focal: 6mm  •  Abertura: f/4.0  •  Tempo de Exposição: 1/400s  •  ISO: 200
Data em que a foto foi tirada: 07/04/2010
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Água-viva-comum

Aurelia aurita
Reino Animalia
Filo Cnidaria
Classe Scyphozoa
Ordem Semaeostomeae
Família Ulmaridae
Gênero Aurelia
Nome Científico Aurelia aurita(Linnaeus, 1758)
Nome Inglês Common Jellyfish, Moon Jellyfish, Common Jelly
Estado de Conservação NE  - Não Avaliada pela IUCN

Descrição

A água-viva-comum, conhecida também como água-viva-lua, é um invertebrado marinho da família Ulmaridae, e é uma espécie de água-viva muito estudada do gênero Aurelia. Todas as espécies deste gênero são muito relacionadas, e é difícil identificar as espécies do gênero sem amostras genéticas.

A água-viva-comum tem um corpo em forma de sino, e é sem cor exceto pelas quatro gônadas violetas com formato de ferradura visíveis no centro do disco. As bordas exteriores são franjas com tentáculos muito pequenos, e quatro braços encorpados rodeiam a boca. O corpo tem cerca de 25 a 40 cm de diâmetro.

Biologia

A água-viva-comum é um animal carnívoro que se alimenta principalmente de uma variedade de espécies planctônicas, como moluscos, crustáceos, larvas de tunicados, jovens poliquetas, protozoários, diatomáceas, ovos, ovos de peixes e outros pequenos organismos. Ocasionalmente esta espécie também é vista se alimentando de zooplâncton gelatinoso, tais como hidromedusas e ctenóforos. Os tentáculos ao redor das margens do sino e os braços carregam células urticantes que, ocasionalmente, são utilizadas para capturar pequenos peixes e outras presas.

Na água-viva-comum, os sexos são separados e a fertilização ocorre internamente; o esperma é levado para o corpo da fêmea através da boca. Os óvulos fertilizados passam por um desenvolvimento em bolsas nos braços que rodeiam a boca. As larvas que nadam livremente (conhecidas como larvas "plânulas") são liberadas durante o outono; depois de algum tempo estas larvas se estabelecem e se desenvolvem em pequenos animais sésseis, que se reproduzem assexuadamente e liberam minúsculas águas-vivas imaturas, que se alimentam de plâncton e se tornam maduras depois de cerca de 3 meses.

A água-viva-comum morre naturalmente depois de viver e reproduzir por alguns meses. É raro para esta água-viva viver mais do que cerca de 6 meses na natureza, mas espécimes tratados em aquários públicos geralmente vivem por muitos anos.

Habitat

O habitat da água-viva-comum inclui as águas costeiras de todas as zonas, e ocorre em grandes números. Ela é encontrada perto da costa em águas principalmente quentes e tropicais, mas ela pode suportar temperaturas tão baixas quanto -6°C e tão altas quanto 31°C. Ela também pode ser encontrada em estuários.

Distribuição

A água-viva-comum  é uma espécie do hemisfério norte e ocorre nos oceanos Atlântico, Pacífico e Índico.

Continentes de Ocorrência

África, América do Norte, América do Sul, Ásia, Europa

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Aurelia aurita." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 30 Mar. 2017. Web. 6 Apr. 2017.
  • Common Jellyfish fact file on ARKive.
  • Rodriguez, R. 1999. "Aurelia aurita" (On-line), Animal Diversity Web.

Mais Espécies de Invertebrados

Conheça mais espécies de Invertebrados selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.