Saíra-sapucaia

Copyright © Constantino Melo

Local da foto: Praia Grande, São Paulo, Brasil

 Canon EOS 7D (Canon)
Distância Focal: 300mm  •  Abertura: f/4.5  •  Tempo de Exposição: 1/160s  •  ISO: 800
Data em que a foto foi tirada: 17/06/2016
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Saíra-sapucaia

Tangara peruviana
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Aves
Ordem Passeriformes
Família Thraupidae
Gênero Tangara
Nome Científico Tangara peruviana(Desmarest, 1806)
Nome Inglês Black-backed Tanager
Estado de Conservação VU  - Vulnerável (IUCN / 2017)

Descrição

A saíra-sapucaia, conhecida também como saíra-de-dorso-preto, é uma ave passeriforme da família Thraupidae.

O macho da saíra-sapucaia tem a coroa, nuca e lados da cabeça castanho-avermelhados, uma pequena máscara escura na região loreal e ao redor dos olhos, manto preto, escapulares e dorso até o uropígio creme, asas e cauda escuras com bordas azuladas/esverdeadas, garganta, peito e ventre azul-turquesa. A fêmea tem uma plumagem mais maçante, com a cabeça castanho-avermelhada e o resto do corpo com tons esverdeados, não tem o manto preto e as coberteiras das asas têm coloração verde maçante.

A saíra-sapucaia tem entre 14 e 15 cm de comprimento e pesa entre 18,5 e 25,5 g.

O macho da saíra-sapucaia é parecido com o macho da saíra-preciosa (Tangara preciosa), mas este último tem o manto castanho-avermelhado. As fêmeas de ambas as espécies são muito parecidas e, às vezes, a identificação pode ser difícil.

Biologia

A dieta da saíra-sapucaia é composta predominantemente de frutos, mas também consome insetos e aranhas.

A saíra-sapucaia prefere os meses mais quentes para reproduzir. A fêmea pode produzir até 2 ninhadas por estação, com 3 ovos cada uma.

Habitat

A saíra-sapucaia habita as restingas das baixadas litorâneas, matas primárias e secundárias, e encostas de montanhas a uma altitude de até 600 m. Ao invés de florestas densas, prefere as mais abertas, como as que cobrem a restinga xerofítica e arbórea, além de capoeiras ralas e taquarais. Também visita jardins e pomares de casas próximas de áreas florestadas.

Distribuição

A saíra-sapucaia é endêmica da faixa costeira do sudeste e sul do Brasil, e ocorre nos estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Mais ao norte, no Espírito Santo e Rio de Janeiro, é primariamente um visitante não reprodutor de inverno austral.

Subespécies

Continentes de Ocorrência

América do Sul

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • BirdLife International. 2017. Tangara peruviana (amended version of 2016 assessment). The IUCN Red List of Threatened Species 2017: e.T22722890A119557428. Acessado em 19 Jul 2018.
  • Hilty, S. & de Juana, E. (2018). Black-backed Tanager (Tangara peruviana). In: del Hoyo, J., Elliott, A., Sargatal, J., Christie, D.A. & de Juana, E. (eds.). Handbook of the Birds of the World Alive. Lynx Edicions, Barcelona.
  • Projeto Aves de Itapoá: Saíra-sapucaia (Tangara peruviana).
  • Saíra-sapucaia (Tangara peruviana). WikiAves, a Enciclopédia das Aves do Brasil.
  • Clements, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L. Wood. 2018. The eBird/Clements checklist of birds of the world: v2018.

Fotos da Espécie

Mais Espécies de Aves

Conheça mais espécies de Aves selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.