Saíra-de-sira
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Saíra-de-sira

Tangara phillipsi
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Aves
Ordem Passeriformes
Família Thraupidae
Gênero Tangara
Nome Científico Tangara phillipsiGraves & Weske, 1987
Nome Inglês Sira Tanager
Estado de Conservação NT  - Quase Ameaçada (IUCN / 2017)

Descrição

A saíra-de-sira é uma ave passeriforme da família Thraupidae. Seu nome científico é uma homenagem a Allan R. Phillips, uma das autoridades mais influentes da sua época na taxonomia de aves do México e da América Central.

A plumagem do macho da saíra-de-sira é principalmente azul-prateada opalescente e preta brilhante. A testa, coroa, nuca peito e ventre são pretos brilhantes. O dorso até o uropígio, coberteiras superiores da cauda, lados e flancos são azul-prateados opalescentes. As auriculares, região malar, lados do pescoço e garganta são verde-azulados brilhantes. As coberteiras superiores das asas e as penas de voo são pretas com bordas azul-ardósia. As coberteiras inferiores das asas são brancas. A cauda é preta com bordas azul-acinzentadas. As coberteiras inferiores da cauda são cinza-azuladas com bordas pálidas estreitas. A plumagem da fêmea é principalmente verde brilhante e cinza-azulada. A testa, coroa e nuca são verde-azuladas a azul-acinzentadas com uma aparência escamada. O dorso, uropígio, coberteiras superiores da cauda, lados e flancos são verde-dourados brilhantes. As auriculares, região malar, lados do pescoço, garganta e peito superior são verde-azulados. O peito inferior e o ventre são cinza-azulados, manchados com algumas penas verde-douradas e verde-azuladas. As asas e a cauda são pretas com bordas verdes brilhantes. As coberteiras inferiores das asas são brancas com uma tonalidade amarela. As coberteiras inferiores da cauda são cinza-esverdeadas com bordas pálidas largas. Em ambos os sexos, a íris é marrom-escura, o bico, pernas e pés são pretos.

A saíra-de-sira tem 13 cm de comprimento e pesa entre 16,8 e 21,7 g.

A saíra-de-sira forma um grupo de espécies semelhantes com a saíra-de-dorso-prateado (Tangara viridicollis), saíra-de-dorso-palha (Tangara argyrofenges) e saíra-de-boné-preto (Tangara heinei). Os machos dessas espécies são relativamente fáceis de distinguir, mas as fêmeas são um pouco mais difíceis.

Biologia

A dieta da saíra-de-sira é composta de frutos e insetos. Forrageia na vegetação arborícola e, como outras espécies de bando, se desloca pelo habitat com voos de distância relativamente curta, parando para se alimentar ao longo do caminho e frequentemente permanecendo em uma determinada árvore por vários minutos.

A saíra-de-sira é encontrada sozinha, em pares ou em pequenos grupos (ocasionalmente até 20 indivíduos). Frequentemente se associa a bandos de forrageamento de espécies mistas que incluem outras espécies de saíras, como a saíra-de-lantejoulas-berilo (Tangara nigroviridis), saíra-de-sobrancelha-azul (Tangara cyanotis), saíra-de-coroa-açafrão (Tangara xanthocephala), saíra-cara-de-fogo (Tangara parzudakii), saíra-dourada (Tangara arthus), e também tangarás, saís, fura-flores, gaturamos, etc.

Habitat

A saíra-de-sira habita a copa e bordas de florestas montanas úmidas e florestas de nuvem. É encontrada entre 1.300 e 2.200 m de altitude.

Distribuição

A saíra-de-sira é endêmica dos Andes do leste do Peru (Cerros del Sira no leste de Huánuco).

Subespécies

Continentes de Ocorrência

América do Sul

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • BirdLife International 2017. Tangara phillipsi (amended version of 2016 assessment). The IUCN Red List of Threatened Species 2017: e.T22722939A119557835. Acessado em 17 Nov 2018.
  • Harvey, M. G. (2009). Sira Tanager (Tangara phillipsi), version 1.0. In Neotropical Birds Online (T. S. Schulenberg, Editor). Cornell Lab of Ornithology, Ithaca, NY, USA. Acessado em 17 Nov 2018.
  • Birds New to Science: Fifty Years of Avian Discoveries. Brewer, D., Bloomsbury Publishing, 2018. Pag. 337.
  • Clements, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L. Wood. 2018. The eBird/Clements checklist of birds of the world: v2018.

Mais Espécies de Aves

Conheça mais espécies de Aves selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.