Saíra-de-lantejoulas-berilo

Copyright © Priscilla Burcher

Local da foto: Departamento de Antioquia, Colômbia

  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Saíra-de-lantejoulas-berilo

Tangara nigroviridis
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Aves
Ordem Passeriformes
Família Thraupidae
Gênero Tangara
Nome Científico Tangara nigroviridis(Lafresnaye, 1843)
Nome Inglês Beryl-spangled Tanager
Estado de Conservação LC  - Pouco Preocupante (IUCN / 2016)

Descrição

A saíra-de-lantejoulas-berilo é uma ave passeriforme da família Thraupidae.

A plumagem da saíra-de-lantejoulas-berilo é colorida e fortemente manchada na cabeça e nas partes inferiores. As manchas são parecidas com lantejoulas, daí seu nome comum. A face tem uma máscara preta e a coroa e bochechas são opala-azuladas, opala-esverdeadas ou opala-amareladas, dependendo das condições de luz. O manto é preto sólido e o uropígio é azul-esverdeado. As coberteiras das asas e as penas de voo têm bordas azuis. Os lados do pescoço e ventre são pretos com manchas azuis opalescentes ou verdes opalescentes. As partes inferiores têm uma coloração mais azul e mais brilhante. A cauda é preta com bordas azuis. A íris é marrom, a maxila é preta e a mandíbula é cinza-azulada. As pernas e pés são cinza ou cinza-acastanhados. Macho e fêmea são semelhantes, mas a fêmea é ligeiramente mais maçante na coloração. Indivíduos jovens têm plumagem maçante e tendem a ter as partes superiores de cor castanho médio (não preta), e sobrancelha pálida. O castanho-claro atinge a nuca e corre ao redor das auriculares. Dependendo das condições de luz, a plumagem dessa saíra pode parecer bronzeada e a tonalidade/coloração da plumagem varia um pouco entre as subespécies.

A saíra-de-lantejoulas-berilo tem entre 12 e 13,5 cm de comprimento e pesa entre 14 e 19,5 g.

A saíra-de-lantejoulas-berilo pode ser confundida com o macho da saíra-de-boné-preto (Tangara heinei) e com a saíra-verde-metálica (Tangara labradorides), mas ambas as espécies tem coroa preta e não têm a aparência de lantejoulas (embora o macho da saíra-de-boné-preto tenha uma aparência listrada no peito de cor similar). A subespécie atrocoerulea da saíra-azul-e-preta (Tangara vassorii) também tem alguma semelhança, mas tem uma plumagem azul mais escura e uma máscara facial preta menor que não se estende sobre as bochechas.

Biologia

Como outras espécies do gênero Tangara, a saíra-de-lantejoulas-berilo é onívora, com uma dieta composta de frutos e insetos. Forrageia ativamente e, principalmente, na copa das árvores, movendo-se rapidamente entre as pontas de galhos menores. Pula rapidamente, quase correndo ao longo de galhos finos.

A saíra-de-lantejoulas-berilo é uma espécie altamente social, raramente vista sozinha, e tende a viajar em pares ou em bandos de 3 a 25 indivíduos. É encontrada com frequência em bandos de espécies mistas, incluindo a saíra-de-coroa-açafrão (Tangara xanthocephala), saíra-cara-de-fogo (Tangara parzudakii), saíra-verde-metálica (Tangara labradorides), saíra-de-nuca-dourada (Tangara ruficervix) e tangará-de-coroa-dourada (Iridosornis rufivertex).

A época de reprodução da saíra-de-lantejoulas-berilo varia de região para região. No Equador, ocorre de junho a setembro. O ninho tem formato de taça aberta e é feito de musgos, pequenas folhas e raízes. A fêmea coloca uma ninhada de 2 ovos de cor branca cremosa ou verde pálida, manchados de marrom e tons de lilás, especialmente na extremidade maior. Ambos os pais alimentam os filhotes.

Habitat

A saíra-de-lantejoulas-berilo habita florestas úmidas de montanhas, florestas secundárias, bordas de florestas, clareiras com árvores grandes e áreas cobertas de vegetação. É encontrada em elevações entre 900 e 3.000 m, mas é mais comum entre 1.400 e 2.600 m.

Distribuição

A saíra-de-lantejoulas-berilo ocorre na Venezuela, Colômbia, Equador, Peru e Bolívia.

Subespécies

  • Tangara nigroviridis cyanescens - ocorre nos Andes da Colômbia até o norte da Venezuela e oeste do Equador.
  • Tangara nigroviridis nigroviridis - ocorre na encosta leste dos Andes orientais da Colômbia e no leste do Equador.
  • Tangara nigroviridis lozanoana - ocorre nas montanhas da Venezuela (Táchira, Mérida, Zulia e Lara).
  • Tangara nigroviridis berlepschi - ocorre dos Andes do leste do Peru até o noroeste da Bolívia (La Paz e Cochabamba).

Continentes de Ocorrência

América do Sul

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • BirdLife International 2016. Tangara nigroviridis. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T22722930A94794064. Acessado em 14 Nov 2018.
  • Ruiz, D. R. and K. J. Burns (2012). Beryl-spangled Tanager (Tangara nigroviridis), version 1.0. In Neotropical Birds Online (T. S. Schulenberg, Editor). Cornell Lab of Ornithology, Ithaca, NY, USA. Acessado em 14 Nov 2018.
  • Clements, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L. Wood. 2018. The eBird/Clements checklist of birds of the world: v2018.

Fotos da Espécie

Mais Espécies de Aves

Conheça mais espécies de Aves selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.