Saíra-de-boné-preto

Copyright © Priscilla Burcher

Local da foto: La Ceja, Departamento de Antioquia, Colômbia

  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Saíra-de-boné-preto

Tangara heinei
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Aves
Ordem Passeriformes
Família Thraupidae
Gênero Tangara
Nome Científico Tangara heinei(Cabanis, 1850)
Nome Inglês Black-capped Tanager
Estado de Conservação LC  - Pouco Preocupante (IUCN / 2016)

Descrição

A saíra-de-boné-preto, conhecida também como saíra-de-barrete-preto, é uma ave passeriforme da família Thraupidae.

A plumagem do macho da saíra-de-boné-preto, no geral, é azul-prateada brilhante com uma coroa preta. As partes inferiores, dorso e uropígio são azul-prateadas. Os lados da cabeça, garganta e a parte superior do peito têm coloração verde-turquesa opalescente, que contrasta nitidamente com o dorso e o ventre. As coberteiras das asas são na maior parte azul profundo, mosqueadas com preto e com bordas azul-claras. As coberteiras inferiores da cauda são pretas com bordas brancas. As penas do peito são escurecidas distalmente, parecendo escamadas ou listradas. A fêmea, no geral, tem uma plumagem verde com uma coroa verde-escura (cada pena com base escura e bordas de cor verde pálida, dando uma aparência ligeiramente escamada). O dorso, coberteiras das asas e uropígio têm coloração verde brilhante, e a cauda tem coloração verde mais escura. Os lados da cabeça, garganta e peito têm coloração verde opalescente com um efeito estriado. O ventre é cinzento e os flancos são verdes. Indivíduos subadultos e juvenis têm plumagem semelhante à da fêmea adulta, mas é muito mais maçante. Em ambos os sexos, a íris é marrom-escura, o bico, pernas e pés são pretos/cinzentos.

A saíra-de-boné-preto tem 13 cm de comprimento e pesa, em média, 21 g.

A saíra-de-boné-preto forma um grupo de espécies semelhantes com a saíra-de-dorso-prateado (Tangara viridicollis), saíra-de-dorso-palha (Tangara argyrofenges) e saíra-de-sira (Tangara phillipsi). Os machos dessas espécies são relativamente fáceis de distinguir, mas as fêmeas são um pouco mais difíceis. Além da semelhança de machos e fêmeas das 3 espécies citadas, a fêmea da saíra-de-boné-preto é parecida com a fêmea da saíra-de-cabeça-preta (Tangara cyanoptera), mas essa tem a cabeça cinzenta e uropígio mais amarelado, que contrasta um pouco com o dorso verde. O macho da saíra-de-boné-preto é superficialmente parecido com a saíra-de-lantejoulas-berilo (Tangara nigroviridis), mas essa tem uma máscara facial preta, não tem a coroa preta e o peito é fortemente manchado, com uma aparência de lantejoulas.

Biologia

A dieta da saíra-de-boné-preto é composta principalmente de frutas e insetos, e forrageia predominantemente alto. Pares e grupos familiares viajam ao longo de bordas de florestas e áreas perturbadas, mais frequentemente longe de bandos de espécies mistas do que com eles. Ocasionalmente se junta a outras espécies em árvores frutíferas.

Na Colômbia, a atividade de nidificação da saíra-de-boné-preto ocorre de janeiro a agosto; na Venezuela, em maio; no Equador, provavelmente de janeiro a junho, com pico entre março e abril (meses mais chuvosos). O ninho, construído pelo casal ou apenas pela fêmea, é uma taça de herbáceas, raízes, folhas e teias de aranha, decorado com musgo e líquens na superfície externa, situado entre 1 e 8 m de altura em uma árvore ou em arbustos.

A fêmea coloca uma ninhada de 1 a 2 ovos (geralmente 2) de cor azul opaca a branca esverdeada pálida, fortemente manchados/pintados de marrom avermelhado. Os ovos têm entre 1,9 e 2,2 cm de comprimento por 1,4 a 1,5 cm de largura e pesam, em média, 2,3 g. A fêmea incuba os ovos sozinha por um período aproximado de 14 dias e ocasionalmente é alimentada pelo macho durante o período de incubação. Os filhotes são alimentados por ambos os pais.

Habitat

A saíra-de-boné-preto habita florestas úmidas, florestas de nuvem, bordas de florestas, florestas de crescimento secundário maduras, árvores e arbustos em clareiras e pastos, e bosques abertos. É encontrada em altitudes entre 1.000 e 2.800 m.

Distribuição

A saíra-de-boné-preto é encontrada em áreas montanhosas do noroeste da América do Sul - Venezuela, Colômbia e Equador.

Subespécies

Continentes de Ocorrência

América do Sul

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • BirdLife International. 2016. Tangara heinei. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T22722936A94794432. Acessado em 01 Jul 2018.
  • Emata, K. and K. J. Burns (2011). Black-capped Tanager (Tangara heinei), version 1.0. In Neotropical Birds Online (T. S. Schulenberg, Editor). Cornell Lab of Ornithology, Ithaca, NY, USA.. Acessado em 01 Jul 2018.
  • Hilty, S. (2018). Black-capped Tanager (Tangara heinei). In: del Hoyo, J., Elliott, A., Sargatal, J., Christie, D.A. & de Juana, E. (eds.). Handbook of the Birds of the World Alive. Lynx Edicions, Barcelona.. Acessado em 01 Jul 2018.
  • Clements, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L. Wood. 2018. The eBird/Clements checklist of birds of the world: v2018.

Fotos da Espécie

Mais Espécies de Aves

Conheça mais espécies de Aves selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.