Saí-de-pernas-pretas

Copyright © Rodrigo von Mühlen

Local da foto: Pomerode, Santa Catarina, Brasil

 NIKON D7100 (NIKON CORPORATION)
Distância Focal: 600mm  •  Abertura: f/6.3  •  Tempo de Exposição: 1/160s  •  ISO: 1250
Data em que a foto foi tirada: 06/08/2017
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Saí-de-pernas-pretas

Dacnis nigripes
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Aves
Ordem Passeriformes
Família Thraupidae
Gênero Dacnis
Nome Científico Dacnis nigripesPelzeln, 1856
Nome Inglês Black-legged Dacnis
Estado de Conservação NT  - Quase Ameaçada (IUCN / 2018)

Descrição

A saí-de-pernas-pretas é uma ave passeriforme da família Thraupidae.

A plumagem do macho da saí-de-pernas-pretas é azul-turquesa e preta. A cabeça, nuca e pescoço são azul-turquesa e a face tem uma pequena máscara preta, que inclui a região loreal e a área ao redor dos olhos. A garganta tem uma mancha preta estreita. O manto é preto e o dorso e as coberteiras superiores da cauda são azul-turquesa. A cauda é preta com bordas azuis. As partes inferiores são azul-turquesa. A fêmea tem uma plumagem diferente. A coroa, bochechas, escapulários e uropígio têm uma coloração azul-turquesa lavada a esverdeada. A parte dorsal é oliva-acastanhada ou cor de fuligem e as partes inferiores têm uma coloração acastanhada pálida/marrom-canela. Indivíduos jovens têm plumagem muito parecida com a da fêmea adulta, mas com manchas irregulares azul-esverdeadas ou azul-turquesa nas partes inferiores. Em ambos os sexos, a íris é marrom-avermelhada escura ou marrom-escura. O bico é preto e as pernas e pés são pretos ou escuros.

A saí-de-pernas-pretas tem 11 cm de comprimento e pesa entre 11 e 15,5 g.

O macho da saí-de-pernas-pretas é muito semelhante ao macho da saí-azul (Dacnis cayana), mas esse tem pernas rosadas (não pretas ou escuras), a mancha preta da garganta é ligeiramente maior, e o preto do dorso é mais extenso e não restrito ao manto. As fêmeas dessas duas espécies são bem diferentes. A fêmea da saí-de-pernas-pretas é parecida com a fêmea da saí-de-coxas-escarlates (Dacnis venusta), mas essa tem a garganta acinzentada (não acastanhada pálida/marrom-canela) e mais azul nas partes superiores.

Biologia

A dieta da saí-de-pernas-pretas é composta de insetos, frutos, néctar e sementes. Forrageia dos níveis médios até o dossel.

A saí-de-pernas-pretas geralmente é encontrada em pares ou em pequenos grupos e se associa a bandos maiores de espécies mistas, incluindo espécies como a saí-azul (Dacnis cayana), saíra-viúva (Pipraeidea melanonota), caneleiro-verde (Pachyramphus viridis), caneleiro-de-chapéu-preto (Pachyramphus validus), figuinha-de-rabo-castanho (Conirostrum speciosum), juruviara (Vireo chivi), sanhaço-do-coqueiro (Thraupis palmarum), tiê-galo (Tachyphonus cristatus), saíra-sete-cores (Tangara seledon), entre outras.

O período de reprodução da saí-de-pernas-pretas ocorre no verão, com registros de ninhos de meados de outubro a meados de fevereiro. Os ninhos da espécie tendem a ser encontrados muito próximos uns dos outros, e próximos também de ninhos de outras espécies de aves. O ninho é construído pelo casal, é bem camuflado, tem formato de taça e, geralmente, está situado em árvores com muitas epífitas. Líquens e epífitas estão entre os materiais usados na construção do ninho.

A ninhada da saí-de-pernas-pretas é composta de 2 ovos, que são incubados pela fêmea durante um período de aproximadamente 14 dias. O macho alimenta a fêmea durante o período de incubação. Os filhotes deixam o ninho 13 ou 14 dias após o nascimento.

Habitat

A saí-de-pernas-pretas habita florestas primárias, florestas secundárias, bordas de florestas, fragmentos e clareiras de florestas.

Distribuição

A saí-de-pernas-pretas é uma espécie endêmica do Brasil e ocorre na Mata Atlântica das regiões sudeste (Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo) e sul (Paraná e Santa Catarina).

Subespécies

Continentes de Ocorrência

América do Sul

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • BirdLife International 2018. Dacnis nigripes. The IUCN Red List of Threatened Species 2018: e.T22722985A132019953. Acessado em 20 Dez 2018.
  • O'Hara, C., C. H. Richart, and K. J. Burns (2018). Black-legged Dacnis (Dacnis nigripes), version 1.0. In Neotropical Birds Online (T. S. Schulenberg, Editor). Cornell Lab of Ornithology, Ithaca, NY, USA. Acessado em 20 Dez 2018.
  • Clements, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L. Wood. 2018. The eBird/Clements checklist of birds of the world: v2018.

Fotos da Espécie

Mais Espécies de Aves

Conheça mais espécies de Aves selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.