Pinguim-de-olho-amarelo

Fotografia por Bernard Spragg, CC0

Local da foto: Otago, Nova Zelândia

 DSLR-A580 (SONY)
Distância Focal: 250mm  •  Abertura: f/5.6  •  Tempo de Exposição: 1/320s  •  ISO: 100
Data em que a foto foi tirada: 03/12/2011
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Pinguim-de-olho-amarelo

Megadyptes antipodes
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Aves
Ordem Sphenisciformes
Família Spheniscidae
Gênero Megadyptes
Nome Científico Megadyptes antipodes(Hombron & Jacquinot, 1841)
Nome Inglês Yellow-eyed Penguin
Estado de Conservação EN  - Em Perigo (IUCN / 2016)

Descrição

O pinguim-de-olho-amarelo é uma ave da família Spheniscidae e uma das espécies de pinguim mais ameaçadas de extinção.

O pinguim-de-olho-amarelo é cinza-ardósia com um peito branco. Como seu nome comum sugere, ele tem olhos amarelos, acentuados pela faixa amarela que corre dos olhos ao redor da parte de trás da cabeça. Machos e fêmeas são idênticos, mas os juvenis não têm olhos amarelos e também não têm a faixa amarela das aves mais maduras.

O pinguim-de-olho-amarelo é uma espécie de tamanho médio, medindo entre 62 e 79 cm de comprimento. Seu peso varia ao longo do ano, sendo maior, 5,5 a 8,0 kg, pouco antes da muda e, pelo menos 3 a 6 kg após a muda. Os machos são maiores do que as fêmeas.

Biologia

O pinguim-de-olho-amarelo forrageia predominantemente sobre a plataforma continental entre 2 e 25 km da costa, mergulhando a profundidades de 40 a 120 m. Cerca de 90% da sua dieta é composta de peixes, principalmente espécies demersais que vivem perto do fundo do mar.

O pinguim-de-olho-amarelo não é uma espécie particularmente social, reproduzindo em territórios espaçados na floresta, ao invés de colônias próximas como acontece com outras espécies de pinguins. Os casais são monogâmicos e permanecem juntos por toda a vida. A época de reprodução é particularmente longa, começando com a corte em agosto. A fêmea coloca uma ninhada de 2 ovos em meados de setembro a meados de outubro em um ninho construído com gravetos. Ambos os pais incubam os ovos por um período de até 2 meses.

Durante as primeiras seis semanas após a eclosão dos ovos, os filhotes são protegidos durante o dia por um dos pais, enquanto o outro sai para o mar em busca de alimento. O adulto que sai para forragear retorna pelo menos diariamente para alimentar os filhotes e substituir o parceiro. Quando os filhotes estão com seis semanas de idade, ambos os pais vão para o mar para fornecer alimento para os filhotes que estão em rápido crescimento. Os filhotes geralmente emplumam em meados de fevereiro e estão totalmente independentes a partir de então. A primeira reprodução ocorre aos 3 ou 4 anos de idade. Os pinguins trocam de penas uma vez por ano, mas durante esse período eles precisam permanecer em terra enquanto as penas são substituídas. A muda de três semanas ocorre em fevereiro e março, após a criação dos filhotes. Os pinguins precisam acumular recursos consideráveis antes que isso ocorra, pois eles podem perder até 4 kg de peso corporal durante a muda.

O pinguim-de-olho-amarelo é uma ave de vida longa, com alguns indivíduos atingindo 20 anos de idade. Os machos geralmente vivem mais.

Habitat

O pinguim-de-olho-amarelo geralmente reproduz na floresta ou no matagal, entre plantas das espécies Phormium tenax e Lupinus arboreus, em encostas ou ravinas, ou na própria costa em si, de frente para o mar. Essas áreas geralmente estão situadas em pequenas baías ou áreas de cabeceiras de grandes baías.

Distribuição

O pinguim-de-olho-amarelo é uma espécie endêmica da Nova Zelândia. Ele é encontrado na costa sudeste da Ilha do Sul, principalmente na Península de Otago, Estreito de Foveaux, Ilha Stewart, e nas ilhas subantárticas de Auckland e Ilhas Campbell.

Subespécies

Continentes de Ocorrência

Austrália/Oceania

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Yellow-Eyed Penguin." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 07 Abr 2017. Web. 08 Abr 2017.
  • Yellow-Eyed Penguin fact file on ARKive.
  • BirdLife International. 2016. Megadyptes antipodes. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T22697800A93640603.
  • Clements, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L. Wood. 2018. The eBird/Clements checklist of birds of the world: v2018.

Mais Espécies de Aves

Conheça mais espécies de Aves selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.