Picapauzinho-de-coleira

Fotografia por Luiz Carlos Rocha, CC BY-SA

Local da foto: Parque Estadual Intervales, Ribeirão Grande, São Paulo, Brasil

 Canon EOS 70D (Canon)
Distância Focal: 500mm  •  Abertura: f/7.1  •  Tempo de Exposição: 1/200s  •  ISO: 500
Data em que a foto foi tirada: 03/04/2017
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Picapauzinho-de-coleira

Picumnus temminckii
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Aves
Ordem Piciformes
Família Picidae
Gênero Picumnus
Nome Científico Picumnus temminckiiLafresnaye, 1845
Nome Inglês Ochre-collared Piculet
Estado de Conservação LC  - Pouco Preocupante (IUCN / 2016)

Descrição

O picapauzinho-de-coleira, conhecido também como picapauzinho-de-pescoço-castanho e pica-pau-anão-de-coleira, é uma ave piciforme da família Picidae.

A coroa do picapauzinho-de-coleira é principalmente preta com pequenos pontos brancos; o macho tem uma mancha na testa de cor vermelha sólida ou vermelha salpicada, enquanto a fêmea não tem (única diferença visível entre os sexos). A nuca e os lados do pescoço formam um colar de coloração ocrácea. O queixo e a garganta são brancos e ligeiramente barrados. As partes inferiores são brancas ou creme fortemente barradas com preto, especialmente na parte inferior da barriga. As partes superiores do corpo são acastanhadas e as penas de voo são chocolate. A cauda é em grande parte preta, mas as teias internas das duas penas centrais são brancas, e as teias internas das quatro penas externas são esbranquiçadas perto da ponta. A íris é marrom, o bico é cinzento e mais escuro na ponta, e as pernas e pés têm coloração acinzentada.

O picapauzinho-de-coleira tem entre 9 e 10 cm de comprimento e pesa entre 10 e 12,5 g.

O picapauzinho-de-coleira é muito parecido com o picapauzinho-barrado (Picumnus cirratus), mas o picapauzinho-de-coleira tem uma área de coloração ocrácea na face e pescoço, e tem a coloração geral mais castanha, especialmente nas partes superiores.

Biologia

A dieta do picapauzinho-de-coleira é composta de formigas, insetos, suas larvas e ovos, e outros pequenos invertebrados. Forrageia em níveis baixos, geralmente em caules finos. É uma ave muito ativa que está sempre em movimento. No inverno é encontrado com frequência em bandos de espécies mistas.

Ao contrário de outros pica-paus, o picapauzinho-de-coleira e outras espécies do seu gênero, não costumam usar a cauda como apoio enquanto sobem pelos troncos ou martelam a madeira. Sua cauda é fina e não muito dura, por outro lado seus pés são desproporcionalmente grandes e fortes e são eles que suportam o peso da ave.

O ninho do picapauzinho-de-coleira é uma cavidade muito pequena (2 a 3 cm de diâmetro de entrada e cerca de 10 cm de profundidade) escavada pelo macho e pela fêmea em um tronco de árvore morta, não muito longe do solo. A fêmea coloca uma ninhada de 2 a 4 ovos brancos. O período de incubação é de 11 a 14 dias e o casal compartilha a tarefa de incubação. Os filhotes são alimentados pelo casal com larvas de formigas e outras pequenas presas e deixam o ninho após cerca de 20 dias.

O picapauzinho-de-coleira é conhecido por acasalar com o picapauzinho-barrado (Picumnus cirratus), pelo menos ocasionalmente, onde suas áreas de ocorrência se sobrepõem.

Habitat

O picapauzinho-de-coleira habita uma variedade razoavelmente ampla de habitats arborizados, incluindo florestas primárias, florestas secundárias, bordas de florestas, matas de bambu, áreas de arbustos altos, parques e jardins.

Distribuição

O picapauzinho-de-coleira ocorre no sudeste (São Paulo) e sul (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul) do Brasil, nordeste da Argentina (Misiones) e no leste do Paraguai.

Subespécies

Continentes de Ocorrência

América do Sul

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • BirdLife International. 2016. Picumnus temminckii. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T22680750A92875896. Acessado em 22 Jul 2018.
  • D. Lepage, J. Warnier, 2014. The Peters' Check-list of the Birds of the World (1931-1987) Database. Accessed on 22 Jul 2018 from Avibase, the World Database.
  • Winkler, H., Christie, D.A. & Bonan, A. (2018). Ochre-collared Piculet (Picumnus temminckii). In: del Hoyo, J., Elliott, A., Sargatal, J., Christie, D.A. & de Juana, E. (eds.). Handbook of the Birds of the World Alive. Lynx Edicions, Barcelona. Acessado em 22 Jul 2018.
  • Ochre-collared Piculet (Picumnus temminckii), In Neotropical Birds Online (T. S. Schulenberg, Editor). Cornell Lab of Ornithology, Ithaca, NY, USA.
  • Wikipedia contributors. "Ochre-collared Piculet." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 30 Mar 2018. Web. 22 Jul 2018.
  • Carpinterito cuello canela (Picumnus temminckii). Oiseaux d'Argentine.
  • Rodrigo Girardi Santiago. Picapauzinho-de-coleira (Picumnus temminckii). Biblioteca Digital de Ciências, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).
  • Bodrati, Alejandro, Kristina L. Cockle, Facundo G. Di Sallo, Carlos Ferreyra, Sergio Salvador, & Martjan Lammertink. "NESTING AND SOCIAL ROOSTING OF THE OCHRE-COLLARED PICULET (Picumnus temminckii) AND WHITE-BARRED PICULET (Picumnus cirratus), AND IMPLICATIONS FOR THE EVOLUTION OF WOODPECKER (PICIDAE) BREEDING BIOLOGY." Ornitología Neotropical [Online], 26.3 (2015): 223-244. Web. 22 Jul 2018.
  • Clements, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L. Wood. 2018. The eBird/Clements checklist of birds of the world: v2018.

Fotos da Espécie

Mais Espécies de Aves

Conheça mais espécies de Aves selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.