Mainá-de-bali

Fotografia por Laura Wolf, CC BY

 NIKON D5600 (NIKON CORPORATION)
Distância Focal: 102mm  •  Abertura: f/4.8  •  Tempo de Exposição: 1/250s  •  ISO: 640
Data em que a foto foi tirada: 20/05/2017
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Mainá-de-bali

Leucopsar rothschildi
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Aves
Ordem Passeriformes
Família Sturnidae
Gênero Leucopsar
Nome Científico Leucopsar rothschildiStresemann, 1912
Nome Inglês Bali Myna, Bali Mynah, Bali Starling, Rothschild’s Mynah, Jalak Bali
Estado de Conservação CR  - Criticamente em Perigo (IUCN / 2016)

Descrição

O mainá-de-bali, conhecido também como mainá-de-rothschild e estorninho-de-bali, é uma bela espécie de mainá da família Sturnidae. É uma das aves mais raras do mundo e uma espécie relativamente nova para a ciência, sendo descrita pela primeira vez em 1912 por Walter Rothschild, de quem o pássaro recebe seu nome específico.

O mainá-de-bali tem uma plumagem quase totalmente branca, exceto pelas pontas da curta cauda e das asas arredondadas que são pretas. Ele tem penas alongadas e eriçadas na coroa e nuca, que formam uma crista erétil. Uma mancha de pele azul-cobalto brilhante se estende ao redor de cada olho. As pernas do mainá-de-bali são de cor azul acinzentada, seu forte bico é cinza ou marrom. Os olhos são cinza, esbranquiçados ou marrons.

O macho e a fêmea são semelhantes na aparência, mas o macho geralmente tem uma crista mais longa. O mainá-de-bali tem cerca de 25 cm de comprimento e peso entre 85 e 90 g.

Biologia

Em seu habitat natural o mainá-de-bali é discreto, usando a copa das árvores para se esconder e, ao contrário de outras espécies de mainás, geralmente desce ao solo apenas para beber água ou para encontrar materiais de nidificação.

O mainá-de-bali é uma espécie onívora. Sua dieta é composta de uma mistura de sementes, pequenos frutos e insetos e, ocasionalmente, pequenos répteis são consumidos.

O mainá-de-bali é uma espécie monogâmica. A reprodução ocorre na estação das chuvas, entre janeiro e março ou abril, embora alguns cientistas acreditam que a reprodução ocorre em outubro e novembro. O ninho é feito preferencialmente dentro de um buraco abandonado de pica-pau ou outro buraco natural em árvores. A fêmea coloca de 2 a 3 ovos azul-claros que são incubados principalmente pela fêmea por um período de 12 a 15 dias. Geralmente apenas um filhote sobrevive até a época de adquirir plumagem.

Habitat

O mainá-de-bali tem como habitat as florestas de monções e savanas de acácia.

Distribuição

O mainá-de-bali é uma espécie endêmica da ilha de Bali na Indonésia.

Subespécies

Continentes de Ocorrência

Ásia

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Bali Myna." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 22 Fev 2017. Web. 05 Abr 2017.
  • Bali Starling fact file on ARKive.
  • World Association of Zoos and Aquariums (WAZA).
  • BirdLife International. 2016. Leucopsar rothschildi. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T22710912A94267053.
  • Clements, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L. Wood. 2018. The eBird/Clements checklist of birds of the world: v2018.

Mais Espécies de Aves

Conheça mais espécies de Aves selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.