Garça-branca-grande

Fotografia por Michal Kucharski, CC BY-NC-ND

Local da foto: Polônia

 Canon EOS 7D (Canon)
Distância Focal: 300mm  •  Abertura: f/5.6  •  Tempo de Exposição: 1/3200s  •  ISO: 200
Data em que a foto foi tirada: 16/07/2011
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Garça-branca-grande

Ardea alba
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Aves
Ordem Pelecaniformes
Família Ardeidae
Gênero Ardea
Nome Científico Ardea albaLinnaeus, 1758
Nome Inglês Great White Egret, Great White Heron
Estado de Conservação LC  - Pouco Preocupante (IUCN / 2016)

Descrição

A garça-branca-grande é uma ave da família Ardeidae.

A plumagem da garça-branca-grande é totalmente branca, contrastando com as longas pernas pretas e os pés pretos. Durante a época de reprodução, apresenta penas ornamentais delicadas e elegantes em seu dorso, que se estendem além da cauda e são usadas em exibições de corte. Nessas exibições, a garça espalha essas penas como um leque, como um pavão. O bico é amarelo brilhante, às vezes, com a ponta preta, e existe uma área amarela esverdeada entre o bico e o olho. Os olhos são amarelos. Como muitas garças, tem um pescoço longo que é puxado para uma curva em forma de "S" quando em voo. Macho e fêmea são idênticos na aparência. Os jovens parecem adultos não reprodutores.

Uma grande espécie de garça, a garça-branca-grande tem entre 80 e 104 cm de comprimento, envergadura de asas entre 140 e 170 cm e até 100 cm de altura. O peso varia entre 700 e 1.700 g.

Biologia

A garça-branca-grande se alimenta principalmente de peixes, serpentes, anfíbios, insetos e crustáceos em habitats aquáticos. Em habitats mais secos pode consumir lagartos, pequenas aves e pequenos mamíferos. Alimenta-se mais ativamente ao amanhecer e ao anoitecer, quando muitas vezes pode ser encontrada esperando imóvel na beira da água até que a presa se aproxime o suficiente para capturá-la ou pode também perseguir sua presa lentamente.

A reprodução da garça-branca-grande ocorre uma vez por ano. Em regiões temperadas ocorre na primavera ou no verão, e nas regiões tropicais pode ocorrer em qualquer época do ano. O macho faz exibições de corte para atrair a fêmea, esticando o pescoço, fazendo ruídos com o bico e levantando as belas penas que se desenvolvem na parte dorsal durante a época de reprodução. A espécie começa a reproduzir aos 2 ou 3 anos de idade, formando pares monogâmicos a cada temporada de reprodução.

A garça-branca-grande pode nidificar sozinha ou em colônias que podem conter mais de 1.000 ninhos. O macho seleciona a área do ninho, começa a construir o ninho e depois atrai a fêmea. O ninho é uma plataforma construída com gravetos, pequenos galhos e caules, forrado com material vegetal e está posicionado perto da água em árvores, arbustos ou juncos.

A fêmea da garça-branca-grande coloca uma ninhada de até 6 ovos de cor azul-esverdeada pálida. Macho e fêmea compartilham a tarefa de incubar os ovos durante um período de 23 a 26 dias. Os filhotes são alimentados pelos pais, inicialmente, por regurgitação, e são capazes de voar depois de 6 a 7 semanas de vida. Os filhotes mais velhos regularmente matam seus irmãos mais novos por comida e os pais raramente impedem que isso aconteça. A espécie pode viver até 15 anos na natureza.

Habitat

A garça-branca-grande habita todos os tipos de pântanos costeiros e do interior, embora seja encontrada principalmente ao longo da costa no inverno ou durante a seca. É encontrada nas margens de rios, lagos, planícies inundadas, riachos e córregos, campos de arroz, tanques de aquicultura, reservatórios de água, pântanos costeiros, mangues, recifes de coral costeiros, lagoas e estuários quando em locais costeiros.

Distribuição

A garça-branca-grande tem uma distribuição geográfica muito grande, ocorrendo em grande parte do mundo, desde o Canadá até a América do Sul, pela Europa, África, Ásia e Austrália.

Subespécies

  • Ardea alba alba - ocorre da Europa central até a Ásia central (ao sul até o Irã).
  • Ardea alba egretta - ocorre do sul do Canadá até a Terra do Fogo e nas Índias Ocidentais.
  • Ardea alba melanorhynchos - ocorre na África ao sul do deserto do Saara, e em Madagascar.
  • Ardea alba modesta - ocorre do sul e leste da Ásia até a Indonésia, Austrália e Nova Zelândia.

Continentes de Ocorrência

África, América do Norte, América do Sul, Ásia, Austrália/Oceania, Europa

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • BirdLife International. 2016. Ardea alba. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T22697043A86468751. Acessado em 18 Jun 2018.
  • Great White Egret fact file on ARKive.
  • Wikipedia contributors. "Great White Egret." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 10 Mai 2018. Web. 18 Jun 2018.
  • Martínez-Vilalta, A., Motis, A., Kirwan, G.M. & Boesman, P. (2018). Great White Egret (Ardea alba). In: del Hoyo, J., Elliott, A., Sargatal, J., Christie, D.A. & de Juana, E. (eds.). Handbook of the Birds of the World Alive. Lynx Edicions, Barcelona. Acessado em 18 Jun 2018.
  • Jones, J. 2002. "Ardea alba" (On-line), Animal Diversity Web. Acessado em 18 Jun 2018.
  • Clements, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L. Wood. 2018. The eBird/Clements checklist of birds of the world: v2018.

Fotos da Espécie

Mais Espécies de Aves

Conheça mais espécies de Aves selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.