Calau-terrestre-do-sul

Fotografia por Tarique Sani, CC BY-NC-SA

Local da foto: Arusha, Tanzânia

 Canon EOS-1D Mark III (Canon)
Distância Focal: 1000mm  •  Abertura: f/8.0  •  Tempo de Exposição: 1/250s  •  ISO: 200
Data em que a foto foi tirada: 16/05/2010
  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Calau-terrestre-do-sul

Bucorvus leadbeateri
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Aves
Ordem Bucerotiformes
Família Bucerotidae
Gênero Bucorvus
Nome Científico Bucorvus leadbeateri(Vigors, 1825)
Nome Inglês Southern Ground Hornbill
Estado de Conservação VU  - Vulnerável (IUCN / 2016)

Descrição

O calau-terrestre-do-sul é uma ave da família Bucerotidae. É uma das duas espécies de calaus terrestres - a outra espécie, ligeiramente menor, é o calau-terrestre-do-norte (Bucorvus abyssinicus). Essa espécie foi nomeada pelo seu hábito de andar no solo quando se alimenta e por ser vista com menos frequência em voo.

A pele facial e da garganta do calau-terrestre-do-sul é vermelho marcante e contrasta com a sua plumagem preta. O bico do calau-terrestre-do-sul é longo, grosso e curvado para baixo, com um pequeno capacete na parte superior, que é mais desenvolvido nos machos. Os olhos dessa espécie são de cor amarelo pálido, e suas pernas são pretas e bastante robustas. Quando voa, o calau-terrestre-do-sul revela as notáveis penas primárias brancas em suas asas.

A fêmea do calau-terrestre-do-sul tem uma mancha azul-violeta na garganta, ao contrário do macho, que tem a garganta totalmente vermelha. Os jovens têm uma coloração mais opaca e acastanhada do que os adultos, com olhos castanhos e um bico menor, e indivíduos com menos de dois anos de idade têm a pele facial amarelada.

O calau-terrestre-do-sul é uma ave grande e tem entre 90 e 129 cm de comprimento. As fêmeas pesam de 2,2 a 4,6 kg, enquanto os machos, maiores, pesam de 3,5 a 6,2 kg.

Biologia

O calau-terrestre-do-sul tem uma dieta variada, composta principalmente de artrópodes encontrados no solo. Durante a estação seca, anfíbios e lagartos também são consumidos, e espécies maiores, incluindo serpentes, lebres e jabutis também já foram registradas em sua dieta. O calau-terrestre-do-sul também come ocasionalmente carniça, frutos e sementes.

O calau-terrestre-do-sul, às vezes, pode viver como um único casal reprodutor, mas geralmente vive em um grupo reprodutor cooperativo onde o casal reprodutor dominante é auxiliado por outros membros do grupo. Os grupos contêm cerca de 2 a 11 indivíduos e defendem um território de até 100 km².

O acasalamento do calau-terrestre-do-sul ocorre entre setembro e dezembro, e a fêmea geralmente coloca 2 ovos em uma árvore ou em uma cavidade de penhasco. O primeiro ovo é colocado de 3 a 5 dias antes do segundo, e o primeiro filhote invariavelmente supera o seu irmão mais novo. Como apenas um filhote geralmente sobrevive até emplumar a taxa de reprodução é bastante lenta. Os ovos do calau-terrestre-do-sul eclodem após um período de incubação de cerca de 40 dias. Os filhotes emplumam com cerca de 85 dias de idade, mas são dependentes dos adultos por mais alguns meses.

O calau-terrestre-do-sul é uma espécie de vida longa e pode viver 50 anos ou até mesmo 60 anos.

Habitat

O calau-terrestre-do-sul tem preferência por habitats de savana e bosque. Grupos forrageiam em pastagens e empoleiram em bosques, geralmente em árvores de folhas largas.

Distribuição

O calau-terrestre-do-sul é encontrado no sul e leste da África. Sua área de ocorrência se estende do Burundi e sul do Quênia no norte, a oeste até Angola e norte da Namíbia, e ao sul até a África do Sul.

Subespécies

Continentes de Ocorrência

África

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • Wikipedia contributors. "Southern Ground Hornbill." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 02 Dez 2016. Web. 08 Abr 2017.
  • Southern Ground Hornbill fact file on ARKive.
  • BirdLife International. 2016. Bucorvus leadbeateri. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T22682638A92955067.
  • Clements, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L. Wood. 2018. The eBird/Clements checklist of birds of the world: v2018.

Mais Espécies de Aves

Conheça mais espécies de Aves selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.