Bem-te-vi-rajado

Fotografia por Guyincognito, CC BY-NC

Local da foto: Poconé, Mato Grosso, Brasil

  NÃO reproduza o conteúdo deste site sem autorização!

Bem-te-vi-rajado

Myiodynastes maculatus
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Aves
Ordem Passeriformes
Família Tyrannidae
Gênero Myiodynastes
Nome Científico Myiodynastes maculatus(Statius Muller, 1776)
Nome Inglês Streaked Flycatcher
Estado de Conservação LC  - Pouco Preocupante (IUCN / 2016)

Descrição

O bem-te-vi-rajado é uma ave passeriforme da família Tyrannidae.

A cabeça do bem-te-vi-rajado é marrom com uma mancha amarela pouco visível na coroa, supercílio branco e uma máscara ocular escura. As partes superiores são marrons com listras marrons mais escuras no dorso, bordas de cor branca e marrom avermelhada nas asas, e bordas largas acastanhadas na parte inferior do dorso e cauda. As partes inferiores são brancas amareladas com listras marrons. O bico é robusto, preto e tem uma base bege rosada ou rosada até a mandíbula. A íris é marrom ou marrom-escura. As pernas e pés são cinza, cinza-escuros ou pretos. A espécie não apresenta dimorfismo sexual.

Um grande membro do gênero Myiodynastes, o bem-te-vi-rajado tem entre 20 e 23 cm de comprimento e peso entre 37 e 50 g.

O bem-te-vi-rajado é semelhante ao bem-te-vi-de-barriga-sulfúrea (Myiodynastes luteiventris), ao bem-te-vi-peitica (Empidonomus varius) e ao bem-te-vi-pirata (Legatus leucophaius), mas é maior do que os três.

O bem-te-vi-de-barriga-sulfúrea pode ser distinguido do bem-te-vi-rajado por ter uma listra de garganta lateral escura mais larga e que é estreitamente unida através do queixo, por ter um supercílio mais branco e a parte inferior da barriga mais clara com poucas listras, além de ter um bico menor e todo preto. O bem-te-vi-peitica é notavelmente menor, tem um bico menor, as partes superiores são mais escuras, tem menos listras e uma coroa mais escura. O bem-te-vi-pirata também é notavelmente menor do que o bem-te-vi-rajado, tem um bico menor e não tem a borda acastanhada da parte superior das penas da cauda.

Biologia

O bem-te-vi-rajado se alimenta de uma variedade de itens alimentares, principalmente insetos, como cigarras, besouros, vespas, formigas voadoras e lagartas. Consome também pequenos lagartos e bagas. Ele se posiciona em um poleiro alto de onde se lança para capturar insetos em pleno voo ou fora das plantas usando uma série de manobras acrobáticas e, ocasionalmente, captura presas da vegetação. Os invernantes migrantes do sul parecem incluir uma quantidade considerável de frutas em sua dieta.

O bem-te-vi-rajado geralmente vive solitário ou em pares e, ocasionalmente, segue bandos de aves de espécies mistas para forragear. Ataca ferozmente predadores de ninhos, como gaviões e tucanos, e humanos que se aventuram perto do seu ninho, mergulhando e bicando o predador enquanto faz chamados de alerta.

No início da época de reprodução, macho e fêmea procuram juntos um local para a construção do ninho. Os locais de nidificação adequados variam de cavidades de pica-paus abandonadas ou naturais, base de folhas de palmeiras, massa de bromélias crescendo em um tronco de árvore, beiral de telhados de casas, ou mesmo um ninho. A fêmea constrói o ninho sozinha, em cerca de 8 dias, com pecíolos secos ou ramos de folhas compostas, mas o macho é muito atento e acompanha a fêmea até o local do ninho. O ninho é uma estrutura arredondada de 8 a 9 cm de diâmetro, 8 cm de altura e de 3 a 5 cm de profundidade, com formato de copo ou tigela no centro. Quando nidifica em um buraco de pica-pau, a fêmea aumenta o nível do ninho enchendo o fundo da cavidade com materiais grosseiros.

A fêmea coloca seus ovos 2 ou 3 dias após a conclusão do ninho e também é responsável pela incubação. Os ovos são brancos ou brancos cremosos com marcas marrons avermelhadas. O período de incubação é de 15 a 17 dias. O casal participa diretamente da alimentação dos filhotes. Os filhotes emplumam após um período de 18 a 21 dias e seguem os pais nas proximidades, pousando em uma árvore e sendo alimentados por seus pais. Isso continua até que os filhotes tenham pelo menos um mês de idade.

Habitat

O bem-te-vi-rajado habita florestas sempre-verdes, florestas semidecíduas, florestas de várzea, borda de florestas, clareiras com árvores altas dispersas, manguezais e plantações de cacau.

Distribuição

O bem-te-vi-rajado tem ampla distribuição pela América Central e América do Sul, desde o leste do México até o norte da Argentina.

Subespécies

  • Myiodynastes maculatus chapmani - ocorre na Colômbia na região costeira do Oceano Pacifico (Chocó) até o noroeste do Peru (Piura).
  • Myiodynastes maculatus difficilis - ocorre da Costa Rica até a Colômbia e Venezuela; ocorre também nas ilhas panamenhas de Coiba e Cébaco.
  • Myiodynastes maculatus insolens - ocorre das encostas do Golfo do México até Honduras; inverna no norte da América do Sul.
  • Myiodynastes maculatus maculatus - ocorre na Venezuela e nas Guianas até o nordeste do Peru e no norte da Amazônia brasileira.
  • Myiodynastes maculatus nobilis - ocorre na costa caribenha do nordeste da Colômbia até o oeste da Serra de Perijá.
  • Myiodynastes maculatus solitarius - ocorre do sul do Peru até o Paraguai, Uruguai, Argentina central e Brasil.
  • Myiodynastes maculatus tobagensis - ocorre no norte da Venezuela e Guiana, e nas ilhas de Trindade e Tobago.

Continentes de Ocorrência

América do Norte, América do Sul

Elaboração e Tradução de Texto (Inglês / Espanhol para Português)

  • Terra Selvagem (by LS).

Referências

  • BirdLife International. 2016. Myiodynastes maculatus. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T103682222A93785126. Acessado em 8 Dez 2017.
  • Shah, Shailee. 2012. Streaked Flycatcher (Myiodynastes maculatus), version 1.0. In Neotropical Birds Online (T. S. Schulenberg, editor). Cornell Lab of Ornithology, Ithaca, New York, USA.
  • Wikipedia contributors. "Streaked Flycatcher." Wikipedia, The Free Encyclopedia. Wikipedia, The Free Encyclopedia, 16 Nov 2017. Web. 8 Dez 2017.
  • Clements, J. F., T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, D. Roberson, T. A. Fredericks, B. L. Sullivan, and C. L. Wood. 2018. The eBird/Clements checklist of birds of the world: v2018.

Fotos da Espécie

Mais Espécies de Aves

Conheça mais espécies de Aves selecionadas pelo Terra Selvagem.

Você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Saiba que dependemos exclusivamente de anúncios para manter o Terra Selvagem no ar.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios ou adicione o endereço www.terraselvagem.com à lista branca de sites do seu bloqueador de anúncios.